Novidades

8º etapa - 6 horas de Curitiba - Campeões

24/12/2019 09:26

No último dia 21 de dezembro foi realizada em Curitiba a final do Império Endurance Brasil 2019, foi uma prova inesquecível para a Equipe e com a descisão dos títulos ocorrendo somente no final da disputa de 6 horas de duração.

Largamos em terceiro na Corrida , o Nilson vinha mantendo a posição com um bom ritmo,  apesar de uma escapada na freada da curva do pinheirinho, onde rapidamente retornou a pista.

O drama para o #65 começou aos 53 minutos de prova, quando um componente da suspensão traseira quebrou (fato inédito nos ajr em dois anos do início da participação desse modelo em competições)  o que levou o #65 a uma parada em janela, porém com duração de 17 minutos, muito além dos 3 minutos e 30 seg regulamentados das janelas da categoria.

Ao retornar à corrida, o #65 retorna na p26 geral,  a 11 voltas do líder.

Aí foi iniciada a recuperação, com o carro muito acertado e descontando voltas nas próximas duas horas de prova, até estar em p12 quando da metade da prova, com 3 horas decorridas, chegando a ficar a 7 voltas do líder.

Perto de abrir a quarta hora, a equipe ficou atordoada com perda momentânea do título, pois o #113 estava liderando a prova, dessa forma o #65 precisaria chegar em p6 para garantir o título geral, e foi aí que outro acontecimento marcou a equipe, de forma ruim e depois boa. Tivemos uma pane no acelerador eletrônico, e ficamos mais 5 minutos parados para tentar sanar a falha. Mas logo após o #65 voltar a pista, chegou uma pancada de chuva que pegou a todos de surpresa , e houve um acidente com o #113 na reta, impossibilitando o retorno à corrida do principal concorrente, o que para o #65 foi determinante para reacender a corrida atrás do título.

Ao final mesmo com as falhas, o #65 conseguiu chegar na p8 geral.

Como havia chego a Curitiba com boa vantagem em pontos, e com o #113 fora após o acidente, um p10 já garantiria ao #65 o título geral, e assim a equipe festejou muito o título da categoria p1 e geral da Império endurance Brasil 2019 na 6 horas de Curitiba.

Foi um ano de muito trabalho para a Equipe, onde as vitórias nas provas anteriores e a regularidade, somados ao grande trabalho de todos integrantes da Equipe trouxeram o título tão desejado. Fazemos um agradecimento especial ao Éder Juninho, que não mede esforços para que tudo saia perfeito e a todos parceiros nos ajudaram nessa grande conquista, em especial a  Motorcar , direta import, Motul e Fueltech .

José Roberto Ribeiro e Nilson Ribeiro

Pilotos do AJR #65

 

 

7º etapa - De volta a Santa Cruz do Sul

05/11/2019 21:26

No último sábado foi realizada a 7º etapa da Imperio Endurance Brasil no autódromo de Santa Cruz do Sul, palco onde conseguimos a primeira vitória do ano em junho. Chegamos para a etapa confiantes de um bom resultado, ja temos um bom acerto para esta pista, e o carro se mostrou rápido nos treinos livres.

Na sexta feira, no treino de classificação, fiquei satisfeito com o carro e o tempo de 1min 11,96 seg, porem o AJR $113 conseguiu nos superar por 40 milesimos , marcando 1min 11,92 seg e conquistando a pole position para a corrida, que iria largar no sábado as 12 horas.

Largamos e mantivemos o p2 na corrida, porém não tinhamos o ritmo desejado para disputar o p1, o acerto do carro não estava perfeito, e o mesmo desgastava em excesso os pneus traseiros. Quando o Nilson temrinou seu stint, no meio da prova, estávamos com uma volta de desvatagem em relação ao #113 que continuava rápido e liderando a corrida. Na última hora de prova fizemos a ultima parada obrigatória, instalamos um jogo de pneus novos, e estávamos disputando o p2 com o carro #175, que estava muito rápido no final da prova. Após grande disputa nos minutos finais terminamos em p3, conseguindo assim importantes pontos para manter a liderança geral do campeonato 2019, e a vice liderança na categoria p1. 

Seguimos agora para a 8º e última corrida do campeonato, marcada para Curitiba no dia 21 de dezembro, onde será realizada a prova de 6 horas de duração, única desse formato em 2019. O acerro do carro será repassado detalhadamente, para que encontremos um melhor ajuste para a prova final, e estejamos lá,disputando o título com a torcida de todos, se Deus quiser!

6º etapa - 3 horas de Goiânia - calor escaldante

12/10/2019 00:00

A 6º etapa do campeonato Império Endurance Brasil 2019 foi realizada no autódromo internacional de Goiânia, no dia 12 de Outubro.

Participamos do treino extra de quinta feira a tarde, onde já constatamos a competitividade dos carros da equipe da fábrica dos protótipos AJR, a JLM racing, que estavam já demonstrando grande velocidade nestes treinos de quinta.

No ultimo treino livre na sexta feira, tivemos um furo numa mangueira de óleo do motor, o que causou uma grande correria para a reparação e limpeza do compartimento do motor a tempo de fazer-mos a classificação marcada para as 16:30. Após o reparo adicionamos óleo até o nivel normal, e o Nilson foi para o treino classificatório experimental onde os dois pilotos iriam participar. Uma novidade que a categoria testou nessa prova, onde após os dois pilotos marcarem seus tempos, o grid de largada seria definido calculando-se a média do tempo dos dois pilotos de cada carro. (pilotos estes definidos pela comissão da categoria, em caso de o carro ter mais de 2 pilotos inscritos). 

Infelizmente o nível de óleo se mostrou insuficiente e o Nilson teve várias situações de emergencia no motor, onde a injeção é programada para cortar o motor evitando a quebra,  devido a queda de pressão de óleo do motor durante suas voltas de classificação, o que o impediu de completar uma volta inteira, marcando um tempo no minimo 4 segundos pior do que ele iria marcar, com 1min 24 seg. Quando ele saiu e eu entrei para minha voltas de classificação, a equipe completou corretamente o nível de óleo e consegui fazer minha volta em 1min 16,3 seg, fiquei satisfeito com o carro, porem o AJR #43 marcou 1min 15,4seg conseguindo a pole com sobras. A nossa média de tempo nos colocou em p6 no grid de largada.

No sábado dia da corrida , o calor era intenso no grid, com largada as 13:30 a temperatura da pista estava beirando os 50 graus, e ambiente os 34 graus. Larguei de p6, e ao completar a primeira voltas já eramos p3, ultrapassando o ajr#5, o ajr #175, e a ginetta #20 na primeira voltau. O calor escaldante rapidamente trouxe os primeiros problemas aos carros, sendo o #43 pole position o primeiro a sofrer, com um estouro do pneu dianteiro esquerdo na quinta volta, no final da reta a 280 km/h, com os pedaços do pneu voando e destruindo grande parte da carenagem dianteira do carro. Ficamos em p2 atrás do #113, mantendo nosso ritmo de prova. Quando do primeiro safety car o #113 entrou para sua primeira parada, e assumimos a liderança da prova. Ao retornar de sua parada o #113 estava na minha frente na pocisão de pista, quando no miolo do circuito um disco de freio dianteiro do AJR #113 quebrou a o mesmo teve sua corrida comprometida com esta parada para reparos. O Nilson assumiu o 65 na primeira parada, e levou o carro até a segunda hora de prova, se mantendo na volta do lider em p4. Ao retornar pro carro no terceiro stint fui apenas mantendo nosso ritmo e superando o carro #5 e #175, quando da última parada instalamos pneus novos e completamos a prova em p1 sem sermos ameaçados, conquistando assim nossa terceira vitória em 6 corrida de 2019, no mais veloz e bonito campeonato de Endurance realizado a muito tempo.

Agora é pensar no campeonato e ir para Santa Cruz do Sul confiantes de um bom resultado para chegar na última etapa em Curitiba disputando o título!

5º etapa - 4 horas de Interlagos - Vitória noturna!

08/09/2019 19:16

No dia 08 de Setembro competimos na prova 4 horas de Interlagos, e conquistamos a nossa segunda vitória do ano!

O final de semana começou complicado com muita chuva na quinta feira, e na sexta de manhã, e como o evento foi dividido com diversas categorias para correr no mesmo final de semana, praticamente não conseguimos treinar para verificar os ajustes e as novidades do AJR, como as asas dianteiras de tres elementos, e a asa traseira maior, com o segundo elemento movel.

A classificação foi realizada no final da tarde de sexta, e com o carro se mostrando bem equilibrado conseguimos a pole position com o tempo de 1 min 28,3 seg, recorde do circuito para veículos nacionais !

Após o treino classificatório, foi definido pela organização que o treino noturno previsto para sexta as 20 horas não iria ocorrer devido a deficiencia na iluminação que ainda não havia sido totalmente instalada na pista.

A largada estava prevista para as 16:30 no sábado, e dessa forma definimos que o Nilson iria fazer o primeiro stint por que este seria o único com luz natural, o por do sol marcava 17:25. O Nilson fez um bom primeiro stint, mantendo o carro sempre entre os 4 primeiros, e não perdendo volta para o líder, que na primeira hora foi o AJR #113. Eu assumi o carro na segunda hora, e nas primeiras voltas já fiquei bem animado pois o carro estava se comportando muito bem, e consegui aproximar e ultrapassar os concorrentes, chegando a p1 apenas com apenas 1 hora e 30 min de corrida.

Desse momento em diante, a equipe trabalhou com perfeição em todas as paradas, e fomos aumentando a vantagem sobre os outros AJR's e GT's, conseguindo ao final a vitória com uma volta de vantagem para o segundo colocado.

Todos ficamos muito felizes, e o ano de 2019 sendo o melhor a muito tempo para a Equipe, com a segunda vitória em 5 corridas, alem de outros bons pódios, todos estamos muito confiantes e recompensados pelo trabalho duro até aqui.

Nos vemos em Goiania , obrigado pela torcida !

4º etapa - 3hrs do Velopark - Recompensa pelo esforço!

03/08/2019 21:00

O Final de semana de 26 de julho ficará marcado na Equipe como um dos mais difíceis que já enfrentamos, chuva, frio, e condições de pista nada confortáveis para se correr, com alta humidade e clima frio, aliado a baixa aderencia do piso asfáltico do autódromo do velopark, localizado em Nova Santa Rita a 20 km de Porto Alegre, trouxeram dificuldades e surpresas desde o primeiro treino.

Aproveitamos o clima ainda sem chuva na quinta para já treinar e verificar se todos sistemas do carro estavam 100%, já que a previsão do tempo dava como certa as chuvas na sexta feira, e ausência de chuva no sábado dia da corrida. Nesse treino de quinta tivemos duas falhas, uma relacionada a ignição, que identificamos como cabo de vela do cilindro #5, e outra devido uma falha de captação de combustível no tanque na curva 1, e procedemos com o reparo e adequação e as falhas foram sanadas. No treino de sexta pela manhã, ainda antes de chover, o Nilson escapou na entrada da curva 1, pegando a grama que estava encharcada, acabando por bater num muro mais adiante, e ai começou o trabalho de reparação para deixar o carro pronto para a corrida do outro dia, trabalho esse que se iniciou na manhã de sexta e teminou apenas as 4 da manhã do sábado!!!

Já no sábado, sai para a classificação com pneus novos, mas não completei nem sequer a primeira volta, como estava frio e húmido, fui surpreendido com a falta de aderência na entrada da reta oposta, escorreguei e sai para a grama lateral da pista, acabei "atolando" numa grama plana, porem encharcada e mole, sendo retirado da grama pelo carro de resgate e segundo as regras não podendo mais participar do treino classificatório por ter tido auxilio para voltar a pista.

Na corrida que teve início as 13 horas local, largamos de último, e com calma e visando uma corrida para chegar ao final sem incidentes, fui devagar ultrapassando e escalando o pelotão, até atingir o p6 geral. Porém o carro lider da prova, o AJR #113 estava muito rápido, e devido uma falha de comunicação com a equipe, acabei surpreendido com a aproximação do lider geral e tive que ceder a ultrapassagem, ficando assim 1 volta atrás com apenas 25 minutos de corrida, o que nos fez pensar cada vez mais em apenas terminar a prova pois seria muito difícil descontar uma volta, teríamos que nos contentar com o segundo lugar ou contar com uma falha dos adversários para poder sonhar com a vitória.

Para complicar mais a nossa corrida, na primeira parada para troca de piloto e reabastecimento, devido ao congestionamento nos boxes, a ferrari #155 acabou esbarrando na asa traseira do nosso AJR e danificou o suporte da ponta da asa, nos forçando a perder tempo a mais e praticamente outra volta para os lideres.

De toda forma seguimos em frente e fomos administrando e negociando as ultrapassagens, ao mesmo tempo que poupando o carro para terminar, conseguimos ultrapassar a ginetta #20, e contamos com a sorte , ou azar dos adversários #175, #5 que tiveram problemas e ganhamos essas posições, finalizando a prova em p2 na categoria e P6 no geral, o que acabou sendo um resultado recompesados de todo trabalho que tivemos até na madrugada para deixar o #65 em condições de terminar uma prova muito difícil, onde zebras altas e adversidades causaram muitos abandonos pelas 3 horas do velopark.

 

3º etapa - 3 horas de SCS. Enfim... A Vitória !!!

23/06/2019 21:24

No último dia 15 de junho, foi realizada em Santa Cruz do Sul a 3º etapa do brasileiro Imperio Endurance 2019.

Após o problema nos tuchos do motor em Goiânia, a motorcar do nosso preparador Rafael Cardoso, e a direta imports do nosso parceiro Rodrigo Cohen, fizeram o possível, e quase o impossível, para termos o motor pronto para a prova que aconteceria meros 20 dias depois em Santa Cruz do Sul, e ficou pronto na madrugada da quinta feira dia 13! Esse motor é evolução do primeiro, com cilindrada maior agora 6.9 litros (antes era 6.2 litros).

O juninho e a equipe toda trabalharam duro para instalar e deixar o carro pronto pros treinos de sexta feira, e o final de semana não começou bem... Já no primeiro treino detectamos uma dificuldade nas trocas de marchas, o que foi confirmado quando foi retirada a tampa traseira para inspeção, e nos deparamos com uma engrenagem da ré quebrada, e todo o cambio machucado por conta dos detritos que ficaram ali dentro.

Feito a limpeza interna do cambio, o carro foi remontado e finalmente foi para o treino, onde se comportou bem deixando todos satisfeitos com o equilíbrio e performance, fechando o último treino livre (único que participamos) com o melhor tempo, com 1:13,1 segundos.

No treino classificatório, fizemos a primeira volta rápida em 1:12,340, o que nos deixou muito satisfeitos por ser o melhor tempo que já se viu na categoria no autódromo de Santa Cruz do Sul, fui para os boxes, após ser atrapalhado na segunda volta rápida, já de forma definitiva por que estava confiante que esse tempo dificilmente seria superado. Porém o #88 do Vicente Orige fechou uma volta em 1:12,320 na parte final do treino, conseguindo a pole-position e nos deixando para p2 na largada, de toda forma fiquei satisfeito com o carro e por estar largando na primeira fila em P2.

No sábado, no warn up o Nilson fez 1 min18,3 segundos, colocando o sexto melhor tempo do warn up, um tempo muito bom e o melhor conseguido por ele nesse circuito, o que nos deixou confiantes para a corrida que se iniciaria logo mais as 11 horas.

Decidimos mudar a estratégia pouco antes do início da prova, eu faria a largada, passaria o carro na primeira parada e janela obrigatória ao Nilson, e depois retornaria para a pilotagem no turno final para fechar a corrida, dessa forma tentando nos manter na disputa principalmente com o #88 e o #113 que tem ambos pilotos muito rápidos nos dois turnos de pilotagem desses carros.

Na largada já percebi o carro muito equilibrado, e com o novo motor andando 100% não tive dificuldades de ultrapassar o #88 ainda na reta de largada, e desse momento em diante ja fui administrando a vantagem sobre ele. Infelizmente duas entradas prematuras do safety car na prova, estragaram a vantagem que já tinha sobre o p2, no momento o carro #88, que ficou em 15 segundos nos primeiros 15 minutos de corrida.

Com a primeira parada em janela obrigatória o Nilson assumiu o comando e vinha em bom ritmo, porem após duas voltas pegou muito tráfego de retardatários e perdeu posições, caindo para P4 na classificação naquele momento com 1:15 do início da corrida. Voltei para o carro na segunda parada para cumprir os dois últimos "stints", recuperando a difirença para os líderes da prova.

Na nossa última parada nossa, colocamos um jogo de pneus novos e partimos pra cima, ultrapassando os adversários, primeiro o #20 protótipo ginetta g57, depois o AJR #113, e por último faltando apenas 7 minutos para o AJR $88, nosso carro estava excelente e conseguimos manter a frente até o final da prova de 3 horas, com uma pequena vantagem de 3 segundos na bandeirada final para o segundo colocado o AJR #88.

Foi um final eletrizante para a categoria, e principalmente para a equipe que desde outubro de 2015 não saboreava uma vitória, todos ficaram emocionados ao término da corrida. Sempre trabalhamos com muita dedicação e foram incontáveis noites de pouco sono e muito trabalho para colocar o nosso protótipo em condições de vitória, e nesse mes de junho onde o pojeto AJR completa 1 ano com a equipe, não poderia ser em melhor hora essa vitória, ainda mais  com todos principais concorrentes na pista tendo sido superados por nós.

As fotos e a transmissão da prova serão para sempre apreciados por nós, momentos de muita felicidade e um alívio pela tão almejada conquista, que enfim chegou, e não poderia ter sido em melhor hora!!!

A próxima corrida será no circuito do velopark, uma pista que não visitamos desde 2011, ano de estreia da equipe nos carros protótipos com o antigo MRX.

Vamos prontos para teminar a prova, e se deus permitir estaremos prontos para disputar novamente um final eletrizante dessa corrida, sempre buscando a vitória. Até lá!

 

2º etapa - 4hrs de Goiânia - calor, muito calor

01/06/2019 19:39

No último dia 25 de maio foi realizada em Goiânia a 2º etapa do Império Endurance brasil, o camponato brasileiro da modalidade de endurance 2019.

A equipe foi com força total e muita confiança para a capital do Goiás, chegamos a um nível de confiabilidade que acreditávamos ser o que precisávamos para enfim disputar a vitória na prova.


Mas como dizia o mestre Fangio, carreras são carreras, e novamente fomos abatidos por problemas novos que deram as caras apenas quando se apagou o sinal de largada, sendo que treinamos muito bem desde quinta de tarde, passando pelos treinos oficiais de sexta, até a classificação da sexta de tarde onde conseguimos a 2º posição para a largada, atrás apenas do AJR #88 da equipe da fábrica JLM racing.


Diferentemente da quarta, quinta e sexta feiras, onde a temperatura ambiente ficava na casa de 35 graus C, o sábado amanheceu nublado e friozinho, o que me fez muito feliz e com muita expectativa positiva para a prova, prevista para largar as 13:30. Nosso carro vinha sentido a elevada temperatura durante os treinos, onde sentimos um pouco de fadiga nos freios e sempre cuidando a alta temperatura do arrefecimento de motor, na casa de 90 graus.


Tivemos um bom warnup para a prova, onde o Nilson gostou do equilíbrio do carro e ficou entre os primeiros tempos na cronometragem, e assim fomos confiantes para a largada logo mais .

A corrida: logo aos 20 minutos após o início da corrida, o Nilson relatou que o motor perdeu potência, porêm decidimos continuar na pista aguardando a abertura da primeira janela de paradas para tentar encontrar e solucionar o problema. Esse perda de desempenho nos custou a quarta colocação da çlassificação geral que mantínhamos desde a largada, perdemos posição para alguns carros GT3, caindo para p7 no geral.

Assim que houve a primeira intervenção do safety car, com aproximadamente 30 minutos do início da corrida, o Nilson entrou para box e fizemos a verificação da falha, onde se constatou que a mesma ocorria no cilindro #5, porém para não perder volta recolocamos a carenagem e o carro voltou para a pista. Após mais algumas voltas observamos que o carro perdia tensão da bateria, que ja marcava 11.4v, e por motivos de segurança (já que a direção do AJR é assitida eletricamente) decidimos por parar e averiguar o problema.

Problema checado e a decepção foi grande, de alguma forma a correia do alternador havia se rompido parcialmente e saido fora da posição, e esse é um ítem muito difícil de se repara no AJR v8 devido ao pouco espaço entre o motor e parede de fogo. De toda forma o Juninho começou os trabalhos de reparo, mesmo tendo que remover radiador de água e diversos periféricos para isso.

Após 35 minutos de muito trabalho da equipe, o carro ficava pronto para retornar, o Nilson voltou ao cockpit para levar o carro até a proxima janela de troca de pilotos e reabastecimento. Devido ao grande número de quebras nessa etapa, havia a chance de ainda conseguirmos o p3 na categoria ao fim da prova, o que seria muito bom para nos mantermos ns disputa do campeonato, que está apenas na segunda das oito etapas previstas para 2019.

Assumi o carro com a prova na sua metade, tendo que levar ele pelas duas horas faltantes até a bandeirada final. O carro vinha bem, mostrando bom equilíbrio e suportanto a temperatura ambiente que infelizmente já havia voltado para a casa dos 30 graus C, com a pista a 45 graus!!!

Quando estava com 30 minutos na condução do carro, veio o problema maior, a injeção eletrônica deu alarme de pouca pressão de óleo e o motor entrou em emergência, não sobrando outra alternativa para nós a não ser recolher o carro para os boxes.

Ficamos muito abatidos, esse abandono na prova ocorreu quando estávamos já em P3 na categoria, perdendo assim pontos importantes para a tabela do campeonato.


O jeito é trabalhar novamente e seguir atrás do objetivo, dia 15 de junho já temos a corrida em Santa Cruz do Sul, será um desafio enorme a toda a equipe, maior ainda ao nosso parceiro Motorcar do mago dos motores Rafael Cardoso, que terá que revisar o motor e contar com a chegada de peças importadas em um prazo tão curto de tempo.

Seguimos em frente, #go65 , até SCS.


1º etapa de 2019 - 4 hrs de Curitiba

31/03/2019 20:52

No último sábado dia 30 de março foi realizada a 1º etapa do Brasileiro de Endurance Império 2019, no autódromo de Pinhais na grande Curitiba.

O AJR #65 da NC Racing se comportou muito bem desde o primeiro treino, estando sempre entre os mais rápidos das sessões de treinos livres, e consagrando mais uma pole-position para a Equipe, novo recorde para o circuito com 1min 11,618 seg.

Na corrida estávamos bem, mantendo a terceira posição na prova, e o Nilson chegou a ser o ponteiro da prova pouco antes da nossa parada de box, quando o líder entrou nos boxes para a primeira parada obrigatória.

Tivemos alguns incidentes e toques na corrida, primeiramente com o AJR #11 um toque na curva da vitória disputando posição, e depois com um carro da categoria P3 quando estava colocando volta no mesmo. Este último toque nos levou a uma verificação mais demorada durante a segunda parada obrigatória para reabastecimento, onde tivemos que trocar a roda dianteira direita devido ao toque. Com o carro um pouco desalinhado, contra o rítmo forte dos concorrentes que lideravam a prova, mais a perda de tempo na parada, acabamos ficando com 1 volta de desvantagem quando a prova completou 2 horas, ou seja metade do tempo previsto.

Eu assumi o carro na metade da corrida, estavamos em p5 no geral e p3 na categoria, e consegui uma boa recuperação graças a um safety car que nos permitiu encostar nos líderes, e posteriormente com bandeira verde, ultrapassar todos os carros a nossa frente, ficando em p5 geral porem na mesma volta dos líderes.

Mas "carreras son carreras", primeiro um suporte da asa traseira rompido, resultou em uma asa torta que tirou um pouco do equilíbrio do carro, e posteriormente um problema mais sério, o carro começou a apresentar corte de combustível na curva do Pinheirinho, quando faltavam exatos 20 minutos para o término da corrida. Isso deixou todos muito apreensivos na Equipe, não poderíamos abandonar essa prova onde tínhamos velocidade e confiança de poder disputar a vitória pela qual tanto trabalhamos desde a última prova de 2018 quando tivemos que abandonar liderando a corrida e faltando 15 minutos para o fim...

Porém o corte de alimentação foi aumentando a cada volta no Pinheirinho, até que tomamos a decisão de realizar uma entrada nos boxes e um "splash and-go" para tentar sanar a falha, e assim não correr o risco de ficar sem combustível na pista, mesmo pelos cálculos do Paulo tendo muito combustível no tanque, poderia ter havido um vazamento e ter perdido combustível, o que causaria a falha. Para a surpresa de todos a falha continuou mesmo após o reabastecimento, e nesse momento foi apenas levar o carro na ponta dos dedos até o final, caprichando na curva do Pinheirinho, por que o motor cortava por 3 a 5 segundos quando se contornava a mesma.

Enfim terminamos a prova em p5 geral e p3 na categoria, um prêmio de consolação para a Equipe que tanto se dedica nas revisões e ajustes do AJR #65.

Agora de volta a sede da Equipe, investigaremos o que causou a falha de alimentação, e trabalharemos duro para que a primeira vitória da Equipe aconteça na etapa de Goiania, autódromo inédito para a categoria e também para a Equipe. Eu corri lá em 2001 na Fórmula Júnior e obtive minha primeira vitória em circuitos nacionais, hoje são maravilhosas memórias que servem de incentivo para perseguir a tão desejada vitória do AJR #65, contamos com a torcida de todos, até lá!!!

7º Etapa Tarumã

18/11/2018 22:57

No último dia 17 de novembro de 2018, participamos da sétima e última etapa do campeonato brasileiro de endurance, que foi realizada no autódromo de Tarumã, a 25km de Porto Alegre.

O final de semana foi muito bom pra equipe, o carro se mostrava equilibrado nos treinos, e a confiança em um bom resultado era grande. Conseguimos a pole position no treino classificatório com o tempo de 55,990s, registrando o novo recorde da pista para todos os tipos de carros, nacionais ou improtados (exceto modelos fórmula), o record anterior tambem era nosso com 56,600 feitos em julho de 2018.

Na corrida o Nilson estava fazendo seu stint de forma impecável, sempre abrindo de todos os adversários, chegando a ter 25 segundos de vantagem com meia hora de corrida, infelizmente houve então safety car que nos fez perder toda essa diferença, mas na relargada o Nilson continuou com o ritmo forte e foi abrindo vantagem de novo. Realizamos a primeira parada obrigatória de reabastecimento, tudo correu bem e voltamos na liderança.

Na metade da prova, pouco antes da segunda parada, o Nilson começou a reclamar de desgaste nos pneus traseiros, tendo que diminuir o ritmo, mas ainda assim ficando próximo da liderança. Após a segunda parada eu assumi o carro, e instalamos dois pneus traseiros novos, o que facilitou muito minha recuparação da liderança, superando a mercedez da categoria GT3 e reassumindo a P1 geral da corrida. Seguimos mantendo a ponta, e na última parada reabastecemos e instalamos um jogo de pneus novos, para levar o carro até o final em condições de disputar caso necessário, tudo ia bem até quando faltavam 20 minitos para o término, o rolamento da roda dianteira direita fundiu, fizemos uma parada para verificação, tentamos continuar e fiz mais uma volta , mas infelizmente não era  possível, e tivemos que abandonar...

Agora é pensar em 2019, desmontaremos todo o carro e revisaremos tudo para que em 2019 possamos ter a confiabilidade tão desejada e indispensável para se almejar bons resultados na endurance. Ate 2019!

5º Etapa - Santa Cruz do Sul

29/09/2018 20:31

O final de semana começou bem pra equipe em SCS, onde registramos tempos competitivos já no primeiro treino livre, liderando a tela da cronometragem.

 
O carro parecia ter finalmente atingido um nível de confiabilidade que nos permitiria disputar as primeiras colocações ao final das três horas de corrida, mas carreras son carreras.... Na classificação realizada no final do dia da sexta feira, se apresentou um defeito na borboleta eletrônica da admissão do motor, causando o corte da aceleração e impedindo extrair todo desempenho, consegui completar uma volta onde não pude utilizar toda rotação do motor, fazendo na casa de 1 min e 14 segundos, ficando em quarto lugar para a largada da corrida. Fizemos a troca da borboleta eletrônica e reconfiguração da injeção para sanar o problema, que era novidade e pegou de surpresa a todos, inclusive ao técnico Rafael Saran que nos acompanha fazendo análise de dados e parte elétrica do prototipo #65.
 
Na corrida o Nilson vinha fazendo um ótimo stint, se mantendo na terceira colocação da prova, e após a primeira parada se mantinha em terceiro, ocorreu uma escapada de pista com aproximadamente 1 hora e 15 minutos de corrida, ao tentar retornar ao traçado a embreagem falhou, e o AJR #65 teve que voltar rebocado aos boxes, onde verificamos que o problema era interno na embreagem, e que o reparo demora horas a ser realizado, e dessa forma encerramos a participação na corrida.
 
A próxima corrida da categoria será dia 27 de outubro no velopark, e por motivos particulares não podermos participar da mesma, estaremos de volta na última etapa 2018 dia 17 de novembro no autódromo de Tarumã, trabalhando muito como sempre, e tentaremos mais uma vez estar competitivos e disputsar a vitória.
 

4º etapa 2018 - Novo recorde no Velocitta

01/09/2018 19:19

No dia 01 de setembro aconteceu a 4º etapa do brasileiro de Endurance no autódromo do velocitta, localizado no município de mogi guaçu SP.

O final de semana foi muito desafiador para a equipe, muitos carros rápidos, muito calor, e o traçado de menor velocidade média do calendário 2018, um local muito bonito situado em área rural em meio a produção de bovinos e laranjeiras.

Na classificação ficamos muito satisfeitos com o desempenho do carro, onde conseguimos a pole-position com o tempo de 1min 21,800 segundos, sendo o novo recorde para o circuito. porem ainda na classificação um problema de alimentação no sistema de combustível começou a aparecer, deixando a todos preocupados pois após desmontar todo o sistema não encontramos a causa das falhas, fizemos a substituição de algumas mangueiras, verificação das bombas elétricas, substituição do filtro de combustível, e fomos para a prova do outro dia confiantes que o problema estaria sanado.

A prova. O Nilson largou bem e vinha administrando uma vantagem de 2 a 3 segundos para o #88 nas voltas iniciais, porem ainda com apenas 8 voltas de corrida o carro começou a perder desempenho, o que facilitou a aproximação e sequente ultrapassagem do segundo colocado nas voltas seguintes, foi neste momento que o motor cortou de vez, e forçou uma entrada nos boxes para a equipe tentar verificar a causa.

Após muito investigar novamente, decidimos remover as bombas elétricas do tanque, e remover os pré-filtros das mesmas. A corrida já estava perdida para nós, ficamos 30 minutos nos boxes até terminar essa manutenção, porem voltamos a andar para desenvolver o carro e sanar eventuais novas falhas.

Agora é olhar para frente e preparar para a próxima prova, que será em Santa Cruz do Sul dia 29 de setembro, estamos otmistas para que os problemas não se repitam e possamos ter uma prova consistente e com um bom resultado ao final, até lá.

3º etapa Brasileiro 2018 - Recorde do AJR #65

21/07/2018 20:39

No dia 21 de julho aconteceu em Tarumã a 20 km de Porto Alegre a 3º etapa do campeonato brasileiro de Endurance 2018, e a Equipe NC Racing esteve lá com seu novo protótipo AJR #65.

Foi um final de semana muito bom para a Equipe, que conseguiu já na segunda corrida com o novo carro largar na pole-position, inclusive estabelecendo o novo recorde da categoria no circuito de Tarumã, com 56,610 segundos, uma média horária de 193 km/h!!!

Na corrida mantivemos o primeiro lugar na primeira hora, tinhamos carro para disputar a vitória, mas carreras são carreras, e algum detrito que entrou pela abertura de captação dos radiadores, bateu no radiador direito e causou um pequeno furo e a perda de água, causando dois pit stops não programados nos últimos 20 minutos de corrida, o que nos fez perder um seguro segundo lugar garantido na categoria p1, mesmo assim ainda terminamos em terceiro o que foi um ótimo resultado para a apenas segunda corrida do novo carro.

Agora trabalhamos para fazer melhorias e evoluir ainda mais para a próxima corrida, no dia 01 de setembro no autódromo do velocittá, circuito inédito para nossa Equipe, esperamos fazer uma boa estréia e conseguir completar a prova sem imprevistos . Até lá, acompanhem a categoria pelo site www.endurancebrasil.com , pelo facebook www.facebook.com/endurancebrasil , e as corridas pela transmissão ao vivo no youtube 

www.youtube.com/channel/UCu44Vvcn1UVbkxPyJvHiPDw !!!

 

2º etapa Brasileiro 2018 - Estréia do AJR #65

30/06/2018 18:55

No dia 30 de junho de 2018 a Equipe entrou em uma nova fase, com o protótipo novo, modelo AJR.

Após grande atraso devido as peças importadas, que ficaram quase 30 dias aguardando andamento da receita federal (que estava em greve), conseguimos terminar o novo carro na sexta de tarde, a tempo de dar algumas voltas com ele como preparação para a corrida de 4 horas que iniciaria no sábado as 15 horas.

A equipe trabalhou incansavelmente para terminar o protótipo AJR, juninho e eu (beto) ficamos desde a semana anterior em canoas-porto alegre fazendo a montagem final na JLM, e posteriormente na motorcar, foram dias muito difíceis, onde trabalhamos de cedo ate praticamente madrugada todos esses dias.

Todo esforço valeu a pena, ao ver o carro dando as primeiras voltas com meu pai em interlagos, já durante a classificação para a prova, foi dificil segurar a emoção, de todo o trabalho, desde a primeira ideia em se montar um novo carro, finalmente estar ali materializado em um exemplar magnífico de engenharia e dedicação passando a 270 km/h na reta do melhor autódromo brasileiro!!!

Na corrida, largamos em sexto na categoria p1 (com o Nilson dando apenas 3 voltas no carro pela primeira vez e já classificando bem o carro), estávamos em terceiro na P1 e sexto na tabela geral quando completava a primeira hora de prova. Porem como ainda tudo era muito novo, tivemos problema com o atuador de embreagem, que foi detectado apenas após a tentativa de voltar a pista após o primeiro pit stop/janela obrigatorio, e devido ao tranco ao engatar a marcha, se rompeu uma trizeta do semi eixo de tração. 

Após uns 30 minutos parado em box, conseguimos terminar o reparo e voltamos a pista, onde corremos por mais uma hora como forma de conhecer o novo carro, porem na última parada/janela obrigatória foi detectado um problema nos pinos de arrasto da roda traseira direita, que estavam saindo de seu alojamento, e então decidimos abandonar a corrida por motivo de segurança. 

A correria continua para fazer os ajustes e melhorias que já detectamos, alem das falhas apresentadas, e terminar tudo a tempo para a próxima etapa em tarumã no proximo dia 21 de julho. Contamos com a torcida de todos !!!

1º etapa do Brasileiro 2018 - 4hrs de Curitiba

08/05/2018 20:35

No dia 28 de Abril, a Equipe participou da prova 4 horas de Curitiba, válida como 1º etapa do campeonato brasileiro de endurance 2018.

Com a estreia de varios supercarros, e também de tres protótipos novos modelo AJR, já era sabido que a prova seria muito disputada, e fomos com o espírito competitivo de sempre, desejando o melhor resultado dentro das possibilidades do nosso MRX categoria p2, inscrito na P1 para ir angariando pontos neste início de campeonato, enquanto ainda não temos pronto o nosso novo AJR v8.

Na tomada de tempos conseguimos a 11º pocisão geral, e sétimo na categoria P1, o que foi considerado bom por estar-mos correndo com o nosso MRX dentro do regulamento da categoria P2.

Na corrida estávamos com bom rítmo e acompanhando os 6 primeiros da categoria p1, porem na volta 9 uma quebra de uma barra do trambulador do cambio nos forçou a fazer uma parada precoce, onde perdemos 4 voltas até fazer a troca da peça, comprometendo a nossa corrida de despedida do MRX #65.

Voltamos para a prova, recuperamos muitas pocisões , e quando faltava menos de uma hora para o término da prova, a chuva apareceu, causando muita dificuldade a todos. Com o cair da chuva inicial, muitos carros entraram para trocar por pneus de chuva, e nesse momento o Beto optou por arriscar com pneus de seco, pois parecia que a chuva havia parado e tinha possibilidade de secar o traçado e se manter com os pneus lisos.

A aposta foi feita, porem após alguns minutos voltou a garoar, e como já faltava pouco tempo para o escurecer do dia, a pista não secou e tivemos que instalar os pneus de chuva para continuar a prova até o final.

No fim conseguimos uma quarta colocação na categoria P1, e sétima no geral, infelizmente ficamos tristes por não conseguir um pódio para a corrida de despedida do MRX, mas carreras são carreras, e nosso MRX tem muitas vitórias e histórias para contar nestes quase 7 anos de corridas com a equipe.

 

Os esforços agora se concentram na montagem do novo AJR, que será um desafio enorme em tecnologia, velocidade, potencia e também de adversários para a Equipe, que mostram uma evolução muito grande no nível dos pilotos e dos equipamentos que disputam a Endurance.

 

 Adeus MRX !!!

1º etapa do Gaúcho 2018 - Quaporé

19/03/2018 21:52

No último dia 17 de março, participamos da primeira etapa do campeonato Gaúcho de endurance 2018, na cidade de Guaporé, serra gaúcha.

Foi a resstreia do mrx#65 na configuração P2, com a qual disputamos e vencemos muitas provas, inclusive algumas no geral sobre os carros da P1.

O carro agora está sem o turbo, voltando ao motor 2100cc com peças da preparadora inglesa SBD, com a montagem e configuração a cargo da motorcar racing de Canoas , como vem sendo desde 2012. O motor tem em torno de 300hp de potencia, e o carro esta com 700 kilos vazio, obedecendo o regulamento da categoria P1 onde o peso mínimo é de 700 kilos mesmo para um carro aspirado de 2000cc, diferentemente dos anos anteriores onde se podia participar da categoria P1 com 660 kilos em um carro aspirado ate 2400cc.

Dessa forma P2 porem carregando a bordo mais 40 kilos exigidos para poder se inscrever na categoria P1, o MRX#65 fez bonito em Guaporé, se classificando em quinto a apenas 1,5 segundos do melhor tempo, que foi conseguido pelo #5 da mc tubarão, um carro 2.0 turbo muito bom e campeão.

Na prova vinhamos mantendo um bom ritmo após a primeira hora, momento que estávamos em terceiro na P1, porem subtamente o motor começou a ratear, nos forçando um pit stop mais demorado durante a primeir janela, para verificação e tentar sanar a falha.

Após perder algumas voltas parados, foi descoberto que a falha foi causada por uma sujeira em hum bico injetor, que de alguma forma passou pelo filtro de combustível e com isso causou o emtupimento do bico e a conseguente falha no motor. Apos a remoção e limpeza parcial do bico, voltamos a corrida, porem agora já sem chances de um bom resultado, e nos concentramos apenas em terminar e fazer a maior pontuação possível para o inicio do campeonato.

Ao final ficamos em terceiro na P1, devido a muitos abandonos dos competidores nessa primeira etapa de 2018, e nono colocados no resultado geral da prova.

Após essa 1º etapa em guaporé, fizemos um redimensionamento do sistema de filtragem de combustivel, com mudança na linha de retorno e adição de mais um filtro para evitar que esse problema não se repita, vamos para curitiba para a 1º etapa do campeonato brasileiro dia 28 de abril confiantes de terminar bem, e dar ao MRX#65 a despedida honrosa que este carro merece, após tantas alegrias e conquistas que obteve com a Equipe, até lá!

 

 

AJR a caminho!!!

25/01/2018 21:17

A Equipe NC racing tem o prazer de anunciar que adquiriu um novo protótipo, o modelo AJR desenvolvido e fabricado pela JLM racing de Juliano Moro, em parceria com a tradicional Metalmoro, na cidade de cachoerinha vizinha a porto alegre.

O novo carro esta em produção, dependendo da chegada de componentes importados como peças de motor, cambio xtrac, e alguns outros itens. Será utilizado um motor chevrolet LS3 v8 de 6.2 litros, que espera-se tenha potencia na faixa de 550 hp.

A equipe começará disputando o campeonato 2018 com o MRX #65 , agora com motor 2.1 litros aspirado conforme regulamento da categoria P2, porem o carro será inscrito na categoria P1 mesmo em defasagem de desempenho por ser da P2, para que possamos agregar pontos na categoria P1 e quando tiver pronto o novo AJR continuar na disputa pelo campeonato 2018 na P1.

O mrx 65 categoria P2 esta sendo disponibilizado para venda após a Etapa de Curitiba do dia 28 de Abril, data na qual a Equipe planeja concentrar toda atenção e esforços no novo AJR #65.

12 Horas de Tarumã 2017

18/12/2017 00:00

No último dia 16 de dezembro a Equipe participou da prova 12 horas de Tarumã, tradicional e mais importante corrida de Endurance do Brasil atualmente.

No treino classificatório na sexta feira, conseguimos a pole-position com o tempo de 1min 00 segundos, porem fomos penalisados por ter feito o reabastecimento do carro com um dos mecanicos sem estar com a indumentária completa, sofrendo assim uma punição dos comissários da prova e fomos colocados no final do grid de largada para a prova.

Isso não desmotivou a Equipe, que trabalhou muito nos preparativos para a corrida que largava no sábado as 00:00 horas, com encerramento previsto para domingo as 12:00. Tudo estava correndo bem e a confiança no equipamento estava em alta, foi feita uma estratégia conservadora, pensando em poupar o equipamento para a decisão da corrida que normalmente ocorre no final da prova, na última hora de corrida.

Após um começo de prova onde os líderes forçaram bastante o rítmo, largamos do final do pelotão , e com uma hora de prova já estávamos na quarta posição mantendo nosso plano de preservar o equipamento, após duas horas de prova tivemos a troca de pilotos e pneus, e com tres horas de prova estávamos em segundo lugar ameaçando a liderança do #71 que era o lider naquele momento da prova, mas quando estavamos completando 4 horas de prova um problema em uma vávula de cabeçote do motor nos surpreendeu, causando danos que nos impediram de continuar na corrida, encerramos assim nossa quarta participação em 12 horas, sendo o segundo abandono.

Após esse abandono, a Equipe decidiu abandonar o projeto 2.0 turbo para 2018, voltando o mrx #65 as antigas especificações, categoria p2 aspirado.

Mais novidades por vir, que venha 2018!!!

 

Campeonato Brasileiro de Endurance Dopamina ! Sexta Etapa 3 Horas de Tarumã 2017

29/10/2017 09:27

Olá amigos do Flecha Vermelha !!!

Neste último sábado tivemos o encerramento do Campeonato Brasileiro de Endurance Dopamina !

O autódromo Internacional de Tarumã recebeu os carros mais rápidos do Brasil para disputa de suas 3 horas.

Nosso 65 chegou com possibilidades de ser vice-campeão Gaúcho, porém, já na sexta feira tivemos um problema em um bico injetor que acabou danificando o motor titular, obrigando a equipe a trocar pelo reserva para as atividades de sábado, incluindo a corrida.

No sábado pela manhã já na segunda volta do treino livre tivemos um novo problema com um prisioneiro da balança inferior dianteira esquerda, que se soltou na aproximação da curva 1, que felizmente é feita à esquerda, o que colaborou para o 65 conseguiu contornar em três rodas sem sair da pista, porém, houveram danos importantes no carro,  quebrou a roda, manga de eixo, bandeja, barra de direção, extrator dianteiro e parte do assoalho.

Infelizmente não tínhamos a manga de eixo reserva para trocarmos em tempo e participarmos da classificação. Após reparos do prisioneiro nos sobrou pouco tempo e tivemos que largar dos boxes.

Já na corrida e ainda durante a primeira hora de prova, o Mrx80 errou a freada para o laço acertando a traseira do 65, fato que fez com que o carro desce um 360° sobre a pista, ficando parado no meio do laço, com o motor quente a partida foi longa e o motor de partida deu defeito depois de alguns segundos de arranque.

Tivemos que aguardar o resgate, retornando aos boxes rebocados.

Após alguns reparos na traseira onde ocorreu o acidente, abastecemos em janela e voltamos para pista, mas, esse acidente nos custou 4 voltas, a partir daí apostamos em uma estratégia de pneu de chuva quando começou uma leve garoa, infelizmente a chuva não chegou de vez e perdemos mais algumas voltas com a colocação e posterior remoção dos pneus de chuva.

Passadas todas estas dificuldades, apenas tocamos para terminar a prova, já que não havia chance de recuperação. Após a bandeirada, alcançamos um P7 na categoria.

O Flecha Vermelha retornará a pista para a lendária prova de 12 horas de Tarumã que acontecerá no dia 16 de dezembro de 2017 !


Contamos com o apoio e a torcida de todos !Olá amigos do Flecha Vermelha !!!
Neste último sábado tivemos o encerramento do Campeonato Brasileiro de Endurance Dopamina !
O autódromo Internacional de Tarumã recebeu os carros mais rápidos do Brasil para disputa de suas 3 horas.
Nosso 65 chegou com possibilidades de ser vice-campeão Gaúcho, porém, já na sexta feira tivemos um problema em um bico injetor que acabou danificando o motor titular, obrigando a equipe a trocar pelo reserva para as atividades de sábado, incluindo a corrida.
No sábado pela manhã já na segunda volta do treino livre tivemos um novo problema com um prisioneiro da balança inferior dianteira esquerda, que se soltou na aproximação da curva 1, que felizmente é feita à esquerda, o que colaborou para o 65 conseguiu contornar em três rodas sem sair da pista, porém, houveram danos importantes no carro,  quebrou a roda, manga de eixo, bandeja, barra de direção, extrator dianteiro e parte do assoalho.
Infelizmente não tínhamos a manga de eixo reserva para trocarmos em tempo e participarmos da classificação. Após reparos do prisioneiro nos sobrou pouco tempo e tivemos que largar dos boxes.
Já na corrida e ainda durante a primeira hora de prova, o Mrx80 errou a freada para o laço acertando a traseira do 65, fato que fez com que o carro desce um 360° sobre a pista, ficando parado no meio do laço, com o motor quente a partida foi longa e o motor de partida deu defeito depois de alguns segundos de arranque.
Tivemos que aguardar o resgate, retornando aos boxes rebocados.
Após alguns reparos na traseira onde ocorreu o acidente, abastecemos em janela e voltamos para pista, mas, esse acidente nos custou 4 voltas, a partir daí apostamos em uma estratégia de pneu de chuva quando começou uma leve garoa, infelizmente a chuva não chegou de vez e perdemos mais algumas voltas com a colocação e posterior remoção dos pneus de chuva.
Passadas todas estas dificuldades, apenas tocamos para terminar a prova, já que não havia chance de recuperação. Após a bandeirada, alcançamos um P7 na categoria.
O Flecha Vermelha retornará a pista para a lendária prova de 12 horas de Tarumã que acontecerá no dia 16 de dezembro de 2017 !
Contamos com o apoio e a torcida de todos !Olá amigos do Flecha Vermelha !!!
Neste último sábado tivemos o encerramento do Campeonato Brasileiro de Endurance Dopamina !
O autódromo Internacional de Tarumã recebeu os carros mais rápidos do Brasil para disputa de suas 3 horas.
Nosso 65 chegou com possibilidades de ser vice-campeão Gaúcho, porém, já na sexta feira tivemos um problema em um bico injetor que acabou danificando o motor titular, obrigando a equipe a trocar pelo reserva para as atividades de sábado, incluindo a corrida.
No sábado pela manhã já na segunda volta do treino livre tivemos um novo problema com um prisioneiro da balança inferior dianteira esquerda, que se soltou na aproximação da curva 1, que felizmente é feita à esquerda, o que colaborou para o 65 conseguiu contornar em três rodas sem sair da pista, porém, houveram danos importantes no carro,  quebrou a roda, manga de eixo, bandeja, barra de direção, extrator dianteiro e parte do assoalho.
Infelizmente não tínhamos a manga de eixo reserva para trocarmos em tempo e participarmos da classificação. Após reparos do prisioneiro nos sobrou pouco tempo e tivemos que largar dos boxes.
Já na corrida e ainda durante a primeira hora de prova, o Mrx80 errou a freada para o laço acertando a traseira do 65, fato que fez com que o carro desce um 360° sobre a pista, ficando parado no meio do laço, com o motor quente a partida foi longa e o motor de partida deu defeito depois de alguns segundos de arranque.
Tivemos que aguardar o resgate, retornando aos boxes rebocados.
Após alguns reparos na traseira onde ocorreu o acidente, abastecemos em janela e voltamos para pista, mas, esse acidente nos custou 4 voltas, a partir daí apostamos em uma estratégia de pneu de chuva quando começou uma leve garoa, infelizmente a chuva não chegou de vez e perdemos mais algumas voltas com a colocação e posterior remoção dos pneus de chuva.
Passadas todas estas dificuldades, apenas tocamos para terminar a prova, já que não havia chance de recuperação. Após a bandeirada, alcançamos um P7 na categoria.
O Flecha Vermelha retornará a pista para a lendária prova de 12 horas de Tarumã que acontecerá no dia 16 de dezembro de 2017 !
Contamos com o apoio e a torcida de todos !Olá amigos do Flecha Vermelha !!!
Neste último sábado tivemos o encerramento do Campeonato Brasileiro de Endurance Dopamina !
O autódromo Internacional de Tarumã recebeu os carros mais rápidos do Brasil para disputa de suas 3 horas.
Nosso 65 chegou com possibilidades de ser vice-campeão Gaúcho, porém, já na sexta feira tivemos um problema em um bico injetor que acabou danificando o motor titular, obrigando a equipe a trocar pelo reserva para as atividades de sábado, incluindo a corrida.
No sábado pela manhã já na segunda volta do treino livre tivemos um novo problema com um prisioneiro da balança inferior dianteira esquerda, que se soltou na aproximação da curva 1, que felizmente é feita à esquerda, o que colaborou para o 65 conseguiu contornar em três rodas sem sair da pista, porém, houveram danos importantes no carro,  quebrou a roda, manga de eixo, bandeja, barra de direção, extrator dianteiro e parte do assoalho.
Infelizmente não tínhamos a manga de eixo reserva para trocarmos em tempo e participarmos da classificação. Após reparos do prisioneiro nos sobrou pouco tempo e tivemos que largar dos boxes.
Já na corrida e ainda durante a primeira hora de prova, o Mrx80 errou a freada para o laço acertando a traseira do 65, fato que fez com que o carro desce um 360° sobre a pista, ficando parado no meio do laço, com o motor quente a partida foi longa e o motor de partida deu defeito depois de alguns segundos de arranque.
Tivemos que aguardar o resgate, retornando aos boxes rebocados.
Após alguns reparos na traseira onde ocorreu o acidente, abastecemos em janela e voltamos para pista, mas, esse acidente nos custou 4 voltas, a partir daí apostamos em uma estratégia de pneu de chuva quando começou uma leve garoa, infelizmente a chuva não chegou de vez e perdemos mais algumas voltas com a colocação e posterior remoção dos pneus de chuva.
Passadas todas estas dificuldades, apenas tocamos para terminar a prova, já que não havia chance de recuperação. Após a bandeirada, alcançamos um P7 na categoria.
O Flecha Vermelha retornará a pista para a lendária prova de 12 horas de Tarumã que acontecerá no dia 16 de dezembro de 2017 !
Contamos com o apoio e a torcida de todos !

Campeonato Brasileiro de Endurance Dopamina ! Quarta etapa, 3 Horas de Santa Cruz do Sul 2017 !

20/08/2017 10:48

Olá amigos do “Flecha Vermelha” 
Neste último sábado aconteceu a quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Endurance, realizada no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul.
Na sexta-feira, aconteceram os treinos livres e também a tomada de tempo, anteriormente marcada para sábado, esta alteração aconteceu em função da neblina típica para esta época do ano aqui pelos Pampas.
Nosso #65 se comportou bem nos treinos livres, porém, apresentou uma quebra no escapamento que ocasionou uma perda leve de potência, o problema não foi possível de ser consertado antes do início da tomada de tempo, mas mesmo assim, Beto Ribeiro conseguiu um ótimo tempo de 1:17.903 e colocou o #65 no segundo lugar do grid de largada, ficando atrás apenas do Porsche de Ricardinho Maurício, que marcou 1:17.049.
No sábado, às 12h50 tivemos a largada para as 3 horas de uma corrida que todos temiam que acabasse com chuva, mas felizmente ela não deu as caras!
Nosso “Flecha Vermelha” estava rápido em todos os momentos da corrida, mesmo com a quebra do escapamento.
Conquistamos novamente um batalhado segundo lugar.
Considerando o altíssimo nível de nossos adversários, foi uma conquista muito importante e comemorada por toda a equipe NC Racing!
Agradecemos a todos pela torcida e vamos para a próxima!
Até mais, amigos do “Flecha Vermelha”!

Campeonato Brasileiro de Endurance Dopamina ! Terceira etapa, 500KM de Interlagos 2017 !

31/07/2017 19:29

Olá amigos do Flecha Vermelha !

Enfim chegamos ao templo do automobilismo brasileiro.

A pista onde o "Chefe", isso mesmo Ayrton Senna da Silva, nasceu para o mundo.

Neste último domingo aconteceu a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Endurance Dopamina.

Nosso #65 esteve rápido desde as primeiras horas de quinta feira assim que entrou na pista e assim se manteve até a tomada de tempo realizada no sábado, onde Beto Ribeiro conseguiu a marca de 1:33.055 colocando nosso Flecha Vermelha no segundo lugar do grid de largada, ficando atrás apenas do Porsche GT3-R de Ricardinho Maurício.

Os 500 km de São Paulo foram muito competitivos com um grid formado por 40 carros, entre eles vários carros de ponta em condições de vencer !

Como de costume Nilson Ribeiro pilotou na primeira hora de corrida e teve um bom desempenho, entregando o carro na mesma volta do líder em quinto lugar.

Beto Ribeiro assumiu o controle do Flecha com a meta de alcançar o primeiro lugar, mas ficou difícil, já que o Porsche #20 estava em um final de semana perfeito.

Conquistamos um ótimo segundo lugar, muito comemorado pela equipe e pilotos, pois enfim, lutamos até o fim com o carro apresentando uma evolução muito boa, chegando perto do nível desejado após a troca do aspirado para o turbo. 

Convidamos a todos acompanharem a quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Endurance que será realizada no dia 19 de agosto no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul !

Em breve postaremos a programação desta etapa !

Até lá !!!

#go65 #ncracing #turboentrandonalinha

Segundo lugar Interlagos 2017

Campeonato Brasileiro de Endurance Dopamina ! Segunda etapa, 500KM de Curitiba 2017 !

26/06/2017 00:00

Olá amigos do Flecha Vermelha #65

Neste ultimo sábado, o Autódromo Internacional de Curitiba sediou a segunda etapa do campeonato brasileiro de Endurance !

Nosso #65 começou a sexta feira de treinos com problemas no motor, sendo necessária a troca pelo motor reserva, que entrega quase 200cvs a menos que o motor principal. Essa troca gerou um trabalho intenso da equipe, que entrou madrugada a dentro para deixar o Flecha em condições de ir para a pista já no sábado meio dia para a tomada de tempo!

Com todo esse trabalho árduo, a gratificação veio com Beto Ribeiro conseguindo a marca de 1:17.316 colocando o carro em terceiro no grid de largada!

Logo as 13h foi dada a largada, com Nilson Ribeiro conduzindo a primeira hora de forma tranquila, entregando o carro para o Beto na mesma volta do líder, em nono lugar, então ali começava  a caça ao líder, o Porsche número #20 de Ricardo Maurício e Marcel Visconde.

Beto começou a imprimir um ritmo forte e a equipe esteve perfeita nas paradas, fazendo com que o #65 alcançasse o segundo lugar, faltando ainda um hora de prova.

Foi então que a sorte novamente nos deu as costas, uma simples quebra de solda, em um fio do acelerador eletrônico, fez o carro parar na pista, sem chance de voltar.

Ao final de tudo,  equipe e pilotos ficaram felizes, pois, ali já se percebia uma grande evolução no carro, algo previsto no cronograma após a transição do aspirado para o turbo !

Dia 30 de julho, todos estaremos juntos no templo do automobilismo ! Vai ser uma honra para todos nós estarmos em Interlagos e pisarmos no solo sagrado do “Chefe” (Ayrton Senna) !

Abraços e até a próxima !

Campeonato Gaúcho de Endurance Dopamina ! Terceira Etapa - Santa Cruz do Sul 2017

28/05/2017 00:00

Confirmando todas as previsões, a chuva não deu trégua no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul, na prova válida pela terceira etapa do Campeonato Gaúcho de Endurance.

No sábado pela manhã Nilson Ribeiro colocou o Flecha Vermelha em sexto lugar na tomada de tempo. A corrida teve início com pouca chuva, mas volta a volta foi intensificando e as condições de pista ficaram terríveis.

Na segunda metade da prova Beto Ribeiro perdeu aderência em um dos “rios” que se formaram com a grande chuva e acabou rodando juntamente com outros três carros no mesmo instante e local, e ficou preso na lama tendo que ser resgatado aos boxes, antes de retornar a pista.

Por fim a direção de prova achou mais conveniente acabar a corrida em bandeira amarela com 75% de prova completada, e para o nosso #65 restou um P4 na categoria GP1.

Próxima etapa, Campeonato Brasileiro em Curitiba, dia 24 de julho ! 

Fotos: William Donizeti Inacio

Campeonato Gaúcho de Endurance Dopamina ! Segunda Etapa Guaporé 2017

30/04/2017 00:00

Olá amigos do Flecha Vermelha #65 !

Neste sábado dia 29 de abril de 2017, o Autódromo Internacional Dr. Nelson Luiz Barro sediou as 3 Horas de Guaporé, válida pela segunda etapa do Campeonato Gaúcho de Endurance 2017.

O sábado não poderia ter começado melhor, ainda pela manhã , Beto Ribeiro conquistou  a pole position com o tempo de 1:04.434 ! Carro estava bem acertado, principalmente em curvas de alta como a curva do “radiador”, onde nosso #65 chegava a alcançar 196km/h !

As 13h45 aconteceu a largada, Nilson Ribeiro vinha na segunda posição, conduzindo nosso Flecha com capricho durante a primeira “perna”, quando a correia da bomba de óleo se rompeu.

Este seria o fim da corrida para o #65 ? Não !!!

Com muita garra e após 10 voltas no box, a equipe colocou o carro de volta a pista, agora com Beto Ribeiro, que passou a imprimir um ritmo fortíssimo para tentar recuperar o máximo de posições, já que havíamos voltado em décimo segundo na classificação geral.

Beto começou a fazer volta rápida em cima de volta rápida e pra imensa alegria da equipe e torcedores, ao final das 3 horas conseguimos um terceiro lugar na classificação geral, um segundo na categoria GP1 e de quebra a volta mais rápida da prova, 1:06.258.

Dia 27 de maio, teremos a terceira etapa do Campeonato Gaúcho de Endurance, no belo e seleto Autódromo de Santa Cruz do Sul ! Desde já todos estão convidados !

Campeonato Brasileiro e Gaúcho de Endurance Dopamina ! Primeira Etapa Tarumã 2017

27/03/2017 00:00

Olá amigos do Endurance !
No último sábado teve início o Campeonato Gaúcho e Brasileiro de Endurance Dopamina !
Nosso Flecha Vermelha foi para a pista já na quarta-feira,onde já se mostrava muito rápido. 
Na quinta-feira com mais acertos,Beto Ribeiro conseguiu o melhor tempo da história do carro no Autódromo de Tarumã, 1:00.150 !
Sexta-feira de treinos começou promissora, porém,na parte da tarde o carro começou a apresentar uma pane elétrica,que gerou uma investigação detalhada até longas horas da noite.
Na manhã de sábado no treino que precede a tomada de tempo,o problema voltou,impedindo o Flecha de fazer a tomada de tempo.
Entre a tomada e a largada da prova,o problema elétrico foi sanado,mas tivemos que largar em p24.
Nilson Ribeiro assumiu o carro na primeira hora da corrida,com o carro acertado e uma recuperação fantástica,Nilson começou a subir posições ainda em pista úmida,incrivelmente Nilson chegou a liderar a prova durante a abertura da primeira janela(confiram nas imagens abaixo),entregando o carro em segundo lugar para o Beto Ribeiro tocar nas últimas duas pernas da prova.
Infelizmente na primeira volta rápida do Beto o carro começou a falhar apresentando um problema em uma válvula do cabeçote,o que infelizmente nos fez abandonar a prova.
Carro estava muito competitivo,com certeza brigaríamos muito pela ponta,mas corridas são corridas !
Guaporé, dia 29 de abril será o segundo capítulo,esperamos um pouco mais de sorte.
Até lá amigos e admiradores do nosso Flecha Vermelha !
Go#65 !!!

 

12 Horas de Tarumã 2016

19/12/2016 00:00

Olá torcedores e amigos do nosso Flecha Vermelha #65 !
Como não podia ser diferente, a última edição das 12h de Tarumã foi uma guerra. Na sexta-feira, Beto Ribeiro conseguiu o quarto tempo na tomada, com 1:00.376, que também passa a ser nossa melhor marca neste templo sagrado do automobilismo.
No sábado, Nilson e Beto Ribeiro iniciaram a batalha muito bem, nos mantendo na volta do líder e avançando aos poucos, quando a prova se aproximava de um terço, já liderávamos ! Foi então que tivemos um problema de aquecimento do motor, tendo que parar por várias voltas até sanarmos o mesmo.
Chegamos a estar 27 voltas atrás do líder, mas com uma garra incrível, o Flecha foi recuperando voltas, conseguindo assim, diminuir essa diferença para 21 voltas. Ao final de tudo, em um calor infernal, conseguimos além de completar a prova, um P2 na categoria GP1 e um p4 na geral. Ao cruzar a linha de chegada, guiado por Nilson Ribeiro, o nosso Flecha Vermelha trouxe muita felicidade e emoção para toda equipe e torcedores ! 
Parabenizamos todas equipes pelo trabalho árduo e dedicado, acreditamos que só o amor pelo automobilismo nos faz cruzar uma linha de chegada de uma "12h de Tarumã” !
Aproveitamos para desejarmos um feliz e abençoado Natal para todos e agradecemos de coração a todas equipes pelo companheirismo e amizade no ano de 2016, com votos de um 2017 melhor para todos nós ! 
Abraços da família NC Racing !!!

 

3 horas de Tarumã - 6º etapa 2016

21/12/2016 00:29

No dia 23 de outubro participamos da 6º e última etapa do campeonato Gaúcho de Endurance 2016, na estréia do flecha vermelha agora com turbo.

Tivemos dificuldades em acertar o chassis do carro com o novo peso regulamentado em 740 kgs (carro sem combustível e sem piloto), mas mesmo com essa dificuldade fizemos o segundo tempo na tomada classificatória com o tempo de 1min 01 segundos.

Na prova estavamos muito bem de rítmo, acompanhando o lider carro #110 sempre de perto, e assumimos a liderança quando o mesmo teve problemas na metade da prova. Estávamos confiantes e as paradas de reabastecimento em safety car tinham sido boas para nós, porem na última parada uma rachadura no cashtank de aço inox causou um pequeno vazamento de combustível, levando a um princípio de incendio e posterior abandono da prova.

Chateados com o ocorrido, porem felizes por ter chego tão perto da vitória na primeira prova com o novo motor turbo, assim encerramos a participação no campeonato 2016.

Foram duas pole positons em 2016, porem infelizmente abandonamos 4 das 5 etapas que disputamos enquanto estávamos liderando a corrida.

Agora a preparação é para a prova de fogo, 12 horas de tarumã que terá sua largada no dia 18 de dezembro as 00:00 horas, e estaremos lá com toda garra e perseverança que marcam a história da equipe.

3 hrs de Tarumã - 4º etapa

24/07/2016 00:00

Hoje participamos da prova 3 horas de Tarumã, 4º etapa do campeonato gaúcho de endurance 2016.

Nos treinos nosso motor principal 2.4 litros apresentou um prpblema no virabrequim, e instalamos o reserva 2.1 para poder parricipar da prova.

O motor reserva foi muito bem, e estávamos em segundo , mesma posição em que largamos, mas uma falha de funcionamento se apresentou quando estavamos na metade da prova, e tivemos que abondanar depois de constatar quebra no comando de valvulas.

Com a posterior avaliação dos danos nos dois motores, decidimos que era hora de mudar, e passar a utilizar o turbocompressor em nosso carro, dando inicio assim a uma nova fase do flecha vermelha, que tanta alegria já proporcionou à equipe e aos torcedores. Infelizmente não teremos tempo hábil de terminar o novo propulsor antes da próxima e 5º etapa do campeonato programado para acontecer em Guaporé, no mes de setembro, devemos voltar apenas em outubro para a 6º e última etapa do campeonato 2016, até lá !!!

 

500 km de Santa Cruz do Sul - 3º etapa

26/06/2016 00:00

    Em junho estivemos em Santa Cruz do Sul, cidade muito bonita e acolhedora para a 3º etapa do campeonato Gaúcho de Endurance 2016.

No sábado de tarde foi realizada a tomada de classificação, que cumprimos de forma perfeita, batemos o recorde da pista para carros nacionais, com 1:17,4 segundos, e conquistamos a pole-position para a prova que teria largada para as 10 hrs do domingo .

Após atraso no início das atividades de domingo por conta da forte serração que pairou sobre o autódromo, foi iniciada a prova de 500 km com espectativa de muitas disputas. As disputas se confirmaram e estávamos mantendo o primeira posição na provam até perto da segunda parada para reabastecimento e troca de pneus, quando um montante do mortecedor traseiro se rompeu, obrigando nós a parar-mos e tentar o reparo.

Após  conseguir sanar o problema retornamos a pista e sempre estivemos com forte desempenho, porem o conserto do montante é difícil e o trabalho demorou alguns minutos, nos tirando da briga pela vitória dessa prova.

Agora partiremos para a 4º etapa, prevista para guaporé, local onde o mrx 65 sempre se apresentou com excelente desenpenho, contamos com a torcida de todos!!!

 

 

3Hrs de Guaporé - 2º etapa

11/05/2016 20:57

No domingo dia 01 de maio, infelizmente aniversário de 22 anos da morte de Ayrton Senna, foi realizada em Guaporé a 2º etapa do campeonato Gaúcho de Endurance 2016.

Desta vez a prova teve validade apenas pelo campeonato Gaúcho de Endurance, e não também pelo Brasileiro como foi na prova de Tarumã, o brasileiro volta com sua 2º etapa junto com a 3º etapa do Gaúcho em Santa Cruz do Sul dia 19 de Junho.

No treino classificatório desta vez conseguimos a pole-position, com a melhor volta em 1min 05,1 segundos, apenas 0,1 seg mais rápidos que o #78 da MC tubarão, e este sendo o melhor tempo de nossa equipe em guaporé, estavamos confiantes para um boa prova no domingo.

Na largada tudo correu bem, e apesar de ter perdido a posição para o #117 e para o #78 nas voltas iniciais, estávamos em terceiro e com bom ritmo acompanhando os dois primeiros. Quando o Nilson entregou o carro para mim (José Roberto), estávamos cerca de 20 segundos atrás do líder, e após a volta do pit stop, fui ultrapassando os oponentes e logo estávamos na primeira colocação, mantendo um ritmo constante e abrindo do #78 e #117, segundo e terceiro colocados neste momento.

Quando estavamos quase no momento de parar para a segunda janela obrigatória de reabastecimento, nosso carro entrou em modo de emergencia, e logo vi pelo painel do carro que a pressão de óleo estava quase zero. Após conseguir chegar ao box no "embalo", o Juninho constatou que o problema foi o radiador de óleo que trincou, e estava vazando muito óleo, então ele com muita eficiência fez modificação nas ligações das mangueiras de óleo, e conseguiu isolar o radiador para que pudéssemos proseguir na prova. Com todos esses acontecimentos, fizemos a parada obrigatória, reparamos o problema, reabastecemos e trocamos pneus, mas na soma de tempo total perdemos 50 segundos de tempo, o que nos fez cair para 4º na classificação.

Retornando a pista demos umas 10 voltas esperando a pressão de óleo estabilizar, e constatar-mos que o motor não iria quebrar, e então como faltava 30 minutos para o fim da prova, e não houve safety car até aquele momento, resolvemos apertar o ritmo e tentar uma recuperação, conseguimos ultrapassar alguns oponentes e ficamos em segundo, e apesar de estar tirando em torno de 1 segundo por volta do #78 que estava em primeiro, não houve tempo hábil para encostar de vez e tentar uma ultrapassagem, ao final chegamos a apenas 3 segundos atrás, o que foi frustrante porem também gratificante por não ter abandonado a corrida.

A próxima etapa será dia 18 de Junho em Santa Cruz do Sul, uma pista muito técnica e que exige um carro bem acertado, como sempre estaremos trabalhando para conseguir a vitória, e se deus quiser vai vir na etapa de Santa Cruz, até lá !!!

500km de Tarumã Abril de 2016

06/04/2016 20:45

Nesto último domingo dia 03 de abril, foi realizado a 1º etapa do Campeonato Gaúcho e Brasileiro de Endurance 2016.

Esta primeira corrida do ano foi uma agradável surpresa o grid de 37 carros, pois sabemos que o momento economico de crise em que passa o país é sério, e afeta todos setores inclusive as corridas. Estreando na categoria GP1 pela qual a Equipe disputa em 2016, obtivemos um bom resultado, a segunda colocação ao final dos 500km, mesma posição em que largamos ao marcar 1min 00,800 seg no treino classificatório.

Mesmo com o bom resultado na estréia na categoria GP1, ficou o sentimento de frustração pois estávamos em primeiro na última hora de prova, até faltar apenas 5 voltas para o fim, quando perdemos tempo com retardatários que nos atrapalharam na pista, e isso possibilitou a aproximação e a ultrapassagem do carro #78 da MC tubarão na reta do circuito de Tarumã.

A Equipe já sabia que a disputa na GP1 seria muito mais difícil que nos anos anteriores, quando disputávamos a categoria II e com carros similares em peso e pontecia, agora na GP1 disputamos com GTs e protótipos turbinados. Porém esse desafio é motivação para todos da equipe, e essa primeira prova de 2016 já deu mostras de como será o ano, com muitas disputas acirradas e superação.

A segunda etapa de 2016 será dia 01 de Maio na cidade serrana de Guaporé, onde a equipe tem um bom acerto e sempre obteve bons resultados, contamos com sua torcida, até lá!

12 Horas de Tarumã 2015

25/12/2015 00:00

    No último domingo dia 20 de dezembro as 00:00, foi dada a largada para as 12 horas de tarumã 2015, e pela segunda vez a equipe NC Racing participou da prova. Classificamos em segundo lugar, com o tempo de 1min 01,800 seg, atrás apenas do mcr #46. Tivemos um começo de prova bom, mantendo o ritmo confortável, e acompanhando os líderes sempre na mesma volta. Quando havia passado apenas 50 minutos de prova tivemos o primeiro problema, um toque na roda traseira esquerda  a entrada da curva 1, que foi dado pela lamborguini #18, fez nosso carro rodar e golpear na zebra interna da curva 1.

Passado o susto voltamos à prova, um pouco atrasado por conta do pit stop de verificação após este toque e rodada. Porem quando estava com uma hora e meia de prova um maior problema apareceu, a alavanca de cambio começou a ficar pesada, dificultando muito as trocas de marcha. Nas paradas de troca de pilotos e reabastecimento, fizemos várias verificações e não encontramos a causa do problema, e estava cada vez mais difícil seguir na prova com a alavanca super pesada, exigindo muito dos pilotos para engatar as marchas, mesmo sendo seguencial o cambio a alavanca foi ficando cada vez mais pesada, e em certo momento tivemos que parar e desmontar parte do carro para investigar mais a fundo o problema. Após algumas voltas perdidas identificamos que o tanque e combustível teve seu suporte quebrado e o mesmo caiu sobre o trambulador do cambio, causando a dificuldade em trocar as marchas. Para fazer o reparo perdemos muitas voltas, tirando as chances de brigar pela vitória, porém em uma prova tão longa tudo é possível, e continuamos madrugada adentro buscando recuperar posições. 

Ao final das 12 horas, fomos recompensados com um terceiro lugar na categoria I, e quarto no resultado geral da prova, retornamos para casa com o trofeu, e muita experiencia. 

Agora a preparação é voltada para 2016, onde pela primeira vez na história da Equipe estaremos concorrendo na Cat I, com carros turbo , ou de maior cilindrada, e sabemos que será um desafio enorme para todos da equipe, toda prova será uma superação para a conquista de bons resultados em 2016.

 

Boas festas e até 2016.

 

500 milhas de disputas!!!

06/12/2015 21:48

Dia 28 de novembro a Equipe participou da prova 500 milhas de Londrina 2015, sendo esta a 11º participação nesta prova, e a quarta com o protótipo MRX.

Foi uma prova muito difícil, com vários carros de ponta disputando a vitória, e a chuva forte que caiu a 20 minutos do início e não parou mais foi o fator mais preocupante e desafiador da prova. 

No treino classificatório de sexta, fizemos a pole-position com 1min 11,600 segundos, praticamente 1,5 segundos pior que nosso tempo de pole em 2012, acreditamos que a piora dos tempos seja devido a piora do pavimento da pista, que em 2012 tinha sido recentemente recapada e estava excelente, diferente de 2015 onde o asfalto estava de baixa aderencia em vatias curvas.

Logo na largada o carro #35 da equipe Bana, já mostrou a combatividade de sempre e apertou forte, passando o segundo colocado o mrx #37 da autoracing.

O Nilson tocou firme e segurou a liderança até o primeiro safety car, quando na relargada o carro #35 dos Bana conseguiu ultrapassar na reta dos boxes. E houveram muitos safety cars nesta prova, com a quantidade de água que choveu a cada 30 minutos aproximadamente algum carro se acidentava, e era necessário a intervenção na prova do safety car para que o piloto do carro pudesse ser atendido e o carro removido do local, graças a deus os danos foram quase todos materiais, com excessão do carro #77 do colega Ortolani que bateu forte no muro da reta dos boxes e fraturou a perna esquerda.

Estávamos na "balada" dos líderes, alternando pocisões de acordo com parada de reabastecimento e troca de pilotos, até que com aproximadamente 2:15 de prova fazendo uma ultrapassagem sobre um retardatário, o mesmo não me viu e colidimos lado a lado, porém ele me tacou pra fora da pista e acabei resbalando num muro, e com isso quebrou a barra de alinhamento da suspensão traseira, esse foi o momento que pensei, tudo esta perdido...

Com esse acidente perdemos 6 minutos para a reparação nos boxes, e com isso também 5 voltas em relação aos líderes naquele momento. Retornamos em oitavo na classificação, e a partir daí foi uma corrida de recuperação, andando o mais rápido possível para as condições de pista molhada e de tráfego intenso.

Fomos nos recuperando gradativamente na classificação, até que no segundo turno do Nilson ele ultrapassou o #5 da mc tubarão e o #37 da autoracing e assumiu a liderança novamente, isso com aproximadamente quatro horas de prova, porem essa liderança momentanea se tornou em uma disputa ferrenha no final, principalmente com o #5 da mc tubarão, e apesar de nossos pneus já estarem muito gastos, conseguimos terminar as 7 horas de prova na frente, a apenas 3 segundos de vantagem oara o carro da MC Tubarão.

Bi campeonato na 500 milhas para a Equipe, primeiro em 2012, e após a decepção de 2013 quando abandonamos com vazamento no tanque de combustivel quando éramos primeiro, a ausencia em 2014 quando optamos em participar da 12 horas de taruma, merecido e brigado até o final!!!

Agora vamos para a 12 horas de taruma aliviados e confortados pela vitoria em Londrina, mas não sem o desejo de ganhar a mais longa prova brasileira da atualidade.

Deu tudo certo na última Etapa!

10/10/2015 00:00

Após duas provas sem correr, a equipe chegou com sede na última etapa em Tarumã.

Sábado durante o treino classificatório, veio a chuva, consegui fazer uma volta boa e com o aumento da chuva nos minutos seguintes, o carros mais velozes da categoria GP1 não conseguiram fazer melhor, então acabamos com o melhor tempo entre todos participantes pela segunda vez em 2015, largando assim na pole position para a prova de domingo.

A corrida foi muito dificil devido a chuva constante, houve alguns acidentes , porem sem danos físicos aos pilotos. Na largada alguns carros da GP1 passaram por nós, porem após algumas voltas o Nilson apertou o ritmo e ficou acompanhando de perto em terceiro lugar, e primeiro da categoria P2, que é a que disputamos em 2015. Nas primeiras paradas para troca de pilotos e reabastecimento nossa boa estratégia apareceu novamente, e peguei o carro já em primeiro, e apenas o conduzi sem erros para a nossa segunda vitória no geral, e quarta na categoria P2 em 2015.

Com a nossa ausencia em duas provas de 2015, o campeonato ficou com o mrx 117 de Emilio Padron, e nós com o 2º lugar no campeonato, mas muito felizes com nosso desempenho e resultados acima do que podíamos desejar, vencendo todas as quatro provas que disputamos, sendo que em duas ocasiões vencemos na geral, em um lugar que tem o automoblismo na cultura das pessoas, e berço de diversos talentos enrte pilotos e preparadores.

O próximo desafio será a 500 milhas de Londrina dia 28 de novembro, prova avulsa fora do campeonato gaúcho, porem válida como copa brasil de Endurance.

Ausencia em Guaporé

04/09/2015 00:00

A Equipe NC Racing não esteve presente na 5º etapa do campeonato 2015, pois meu segundo filho, o Luigi, estava para nascer a qualquer momento.

Efetivamente Luigi nasceu na manhã de segunda feira, dia 07 de setembro.

De qualquer forma a equipe segue os trabalhos para outra boa apresentação na 6º e última etapa dia 10 de Outubro em Tarumã, até lá!

 

Decepção no Uruguai

19/07/2015 00:00

A Equipe NC Racing esteve em Rivera no Uruguai para a 4º etapa do Campeonato Ga'ucho de Endurance 2015.

A pista estava sendo ainda recapada quando chegamos na quinta-feira, as máquinas ficaram ate as 2 da manhã trabalhando para que as categorias presentes pudessem realizar seus respectivos treinos na sexta feira pela manhã, estavam lá a Endurance brasil, a copa classic, e também a mercedez challenge uruguaia.

Durante os primeiros treinos livres ficou claro que a condição da pista era péssima, com o asfalto novo, encharcado devido a garoa, resultava em uma pista escorregadia ao extremo, que causou alguns acidentes e reclamações.

Conseguimos fazer um bom acerto, e classifiquei o carro me segunda posição no geral, e primeira da P2, a apenas 5 décimos de segundo do primeiro colocado o #28 de moro/almeida. Porem numa segunda tentativa de melhorar o tempo na classificação, acabei escapando na curva da "turquia" e devido as péssimas condições da área de escape (terreno acidentado e sem brita ou asfalto), a batida nos pneus de proteção foi inevitável, causando danos que não nos permitiram participar da prova no outro dia, pois não tínhamos peças nem tempo hábil para isso no local. A prova acabou ocorrendo no domingo sob muita chuva, e sendo finalizada com bandeira vermelha com apenas 2 horas, devido as mínimas condições de segurança que a chuva constante ocassionou. O vencedor foi o #78 de Franco Pasquale, da categoria p3 que momentaneamente ocupava a primeira colocação devido as paradas de reabastecimento e troca de pilotos.

 

Chuva fria, corrida quente na serra Gaúcha!!!

15/06/2015 18:14

    No último domingo dia 16 de junho, a NC Racing participou e venceu a prova 2 horas de Guaporé, válido pela terceira etapa do campeonato Gaúcho de Endurance 2015.

    No sábado durante os treinos classificatórios, a chuva foi chegando, e no momento da cat p2 ainda foi possível a utilização de pneus slick pista seca, porem devido a umidade o tempo fregistrado foi de somente 1min 10 segundos, cerca de 4 segundos mais lento que o tempo ideal do nosso carro. Após a categoria p2 veio a vez da cat gp1, que são os carros mais potentes da endurance, porem devido ao aumento da chuva os carros da GP1 não conseguiram melhorar os tempos de volta, e assim foi conseguida a primeira pole position geral da nossa equipe este ano no campeonato.

    No domingo cedo amanheceu garoando e frio, o que trouxe apreensão à equipe dvido ao acidente ano passado neste mesmo circuito, onde o carro perdeu tração em plena reta causando uma batida de frente no muro na reta dos box, porem a chuva diminuiu e no momento da largada as 11:30 horas da manha parou de chover, obrigando o uso de pneus de chuva somente no início da prova. Logo na largada, o mrx numeral 28 conseguiu ultrapassar na reta, devido a maior potencia de motor, e o Nilson ficou "preso" atrás do 28, pois estava rápido de curva porem não conseguia ultrapassar devido a diferença de motor na retas e saída de curvas. Na volta 11 na saída da curva 1, quando vinha colado no #28 para tentar ultrapassar, foi surpreendido com o ponto de freada diferente (mais cedo) para a curva 2, do carro a frente e mesmo bloqueando os freios acabou por colidir na traseira do #28, porem nós continuamos com poucos danos no carro, e o #28 foi obrigado a parar para reparos.

    A prova seguiu disputada, e o #75 chegou a nos ultrapassar quando ainda estávamos com pneus de pista molhada, porem na primeira janela de parada obrigatória, fizemos uma boa estratégia do momento de parada e voltamos rápido para a pista com pneus slick de pista seca, o que se provou uma decisão acertada, e conseguimos ficar a frente dos adversários após a parada de todos na primeira janela. Seguimos administrando o ritmo de corrida, e a vitória parecia garantida até que a 10 minutos do final, houve um safety car que nos fez perder toda a vantagem que tínhamos naquele momento, que era em torno de 30 segundos para o #5 da MC tubarão, porem estávamos com o carro muito acertado, e na relargada nas 3 voltas finais conseguimos manter a diferença e vencer na geral a prova. Após o término foi requisitado pela direção de prova as imagens onboard de nossa câmera para verificação do ocorrido no acidente com o #28 no início da prova, e após análise dos comissários decidiram por nos punir com um acréscimo de 20 segundos, o que no resultado da categoria não mudou nada, onde permanecemos em primeiro, porem na folha geral da prova caímos para a segunda posição.

    Agora a equipe se prepara para uma prova inédita para nós, no circuito de Rivera no Uruguai, para a 4º etapa do campeonato 2015, onde teremos que percorrer cerca de 2000 quilômetros somente de ida para participar, porem estamos motivados e estaremos nesta corrida fazendo nosso melhor como sempre, até lá e um abraço.

Estreia vitoriosa em Santa Cruz do Sul

18/05/2015 20:45

    

No último domingo dia 17 de maio, a Equipe NC Racing participou da prova 3 horas de Santa Cruz do Sul, no autódromo internacional de excelente qualidade e traçado desafiador que foi inaugurado em 2004. A Equipe já havia corrido neste circuito anteriormente, apenas em 2006, quando ainda corria com o fusca 2.0 da cat IV.

 

    No sábado foram realizados os treinos classificatórios sob garoa, o que fez os tempos de volta subirem em torno de 10 segundos comparando com pista seca. A Equipe conseguiu a pole position na categoria P2, e terceiro lugar no grid geral entre os 49 inscritos, com o tempo de 1min 31,7 segundos.

 

    A corrida foi muito disputada, com o mrx28, o mrx75, o mc tubarão X, e nós do MRX 65 nos alternamos na liderança na primeira fase da prova, até a primeira janela de parada e reabastecimento, que abre com 40 min e fecha com 1hora e 20 minutos de prova. Após a primeira parada a disputa ficou mais ente nós do MRX 65 e a dupla Asunção/kastropil do MRX 75, que estavam muito velozes e não cederam a liderança na pista em momento algum. Assi mseguiu a corrida com nós em primeiro da cat p2 e em segundo lugar geral, até o momento da segunda parada, que foi entre 1 hora e 40 minutos e 2 horas e vinta de prova.

 

    A Equipe optou por parar assim que aberta a segunda janela, aproveitando uma situação de safety car que estava no momento, e assim perdendo menas distancia para o lider, e assim foi a estratégia que funcionou muito bem.  O Único erro cometido foi o de não ter colocado pneus novos para a parte final da corrida, tendo colocado um jogo de pneus já usado acreditávamos que seria sufuciente para terminar esta hora final de corrida sem problemas. Ao final da segunda janela ,o MRX 28 que era o lider momentaneo após a nossa e a parada do mrx75, teve que entrar e fazer sua troca de pilotos e reabastecimento, neste momento a sorte foi contra nós, e houve outro safety car, o que atrapalhou a excelente performance da Equipe, que naquele momento iria colocar uma volta de vantagem sobre o mrx28 da categoria GP1, e principal adversário nosso naquela altura da corrida, mas com a entrada deste safety car, o mrx 28 teve tempo hábil de retornar a pista sem perder uma volta, e tambem de descontar a diferença de quase um minuto que tinha na pista naquele momento, fazendo o realinhamento atrás do pelotão, ficando assim a 20 segundos de desvantagem para nós no momento da relargada, quando faltavam 30 minutos de prova.

 

    Após a relargada, fomos acelerando forte para manter a distancia e tentar garantir mais uma vitória no geral no campeonato 2015, porem o MRX 28 com pneus novos e o Juliano Moro no comando, acelerou forte, e foi tirando a desvantagem que tinha para nós, até que a 7 minutos do final da prova nos ultrapassou e garantiu a vitória no geral da prova, ao José restou pouco a fazer, já com os pneus em péssima condições (na lona) não conseguiu manter a velocidade necessária para se perrmanecer na frente do MR 28 até a bandeirada.

 

    De toda forma foi um resultado muito bom, vitória na categoria p2 e segunda colocação no geral! Agradecimento especial ao Juninho, nosso mecânico a 14 anos, ao Julherme, ao Henrique, ao Paulo Beppler, e ao Rafael Cardozo que nos fornece um motor de qualidade a quase 4 anos.

Agora o trabalho se concentra para a próxima corrida, dia 14 de junho no autódromo de Guaporé, até lá !!!

 

ff

Vitória, punição, apreensão, consagração!!

06/05/2015 00:38

    Corrida difícil domingo dia 12 de abril no Autódromo de Tarumã, na grande Porto Alegre.

    Com recorde de inscritos nos últimos anos, 53 carros, a prova teve muitas variações e emoções. Logo na largada um acidente envolvendo três carros trouxe o primeiro de muitos safety cars que foram necessários na prova, felizmente ninguém sofreu ferimentos em nenhum dos vários acidentes no final de semana em Tarumã, e houve muitos, inclusive dois capotamentos.

    Com esse primeiro acidente na prova, o safety car entrou na frente do pelotão e assim permaneceu por algumas voltas, em seguida começou a chover forte, o que causou a paralisação da prova com bandeira vermelha, devido as perigosas condições que se formavam com os carros todos usando pneus slick. Após o grid todo entrar para os pits, e trocar os pneus para os de chuva, a direção de prova foi realinhando todo o pelotão e recompondo a ordem de largada para relargada em fila indiana, desta vez com os pneus de chuva.

    Relargaram e o Nilson fez um excelente trabalho, após cair para quinto nas primeiras voltas foi ultrapassando um a um os adversários e tomou a liderança da corrida, onde permaneceu até a primeira parada em janela obrigatória de reabastecimento troca de pneus/pilotos. A Endurance em 2015 esta usando de novo regulamento onde as paradas de boxe são no mínimo duas em uma corrida, com os horários das "janelas"de pit stop definidos pela direção de prova e informado aos pilotos e equipes no briefing normalmente feito sábado ao final dos treinos classificatórios. Estas paradas obrigatórias devem ter duração mínima de 3 minutos e 30 segundos, onde é feito reabastecimento, troca de pilotos e troca de pneus (caso necessário), este tempo regulamentar foi introduzido visando  maior segurança dos participantes e oficiais, com este tempo de sobra as equipes trabalham tranquilas no reabastecimento, reparos e manutenção dos carros, e os pilotos podem se acomodar e ajustar devidamente o cinto de segurança e demais equipamentos, como o tempo é igual para todos a disputa fica para acontecer na pista.

    Na nossa primeira parada para reabastecimento, trocamos também os pneus para o modelo slick de pista seca, que era a condição de pista naquele momento da prova, quando estava para sair dos boxes, e consequentemente fechar a "janela"do nosso pit stop de 3m30s, o José foi orientado a frear o carro e parar próximo a mesma, pois a equipe calculou mal o tempo de parada e o carro não poderia adentrar a pista ainda, necessitava aguardar mais alguns segundos. Foi neste momento que começou um problema que a Equipe nunca imaginou que fosse existir, isso será explicado mais adianta neste texto.

    Ao voltar a pista estávamos em segundo no geral atrás somente do MRX 75 da categoria GP1, e primeiro da categoria P2 do qual somos inscritos. Fomos seguindo a prova, com muita cautela, com uma quantidade de carros de diferentes velocidades e condições disputando a mesma pista, qualquer piscar de olhos pode ser suficiente para um acidente, nosso carro se mostrava equilibrado e confiável.

     Após mais 40min houve um acidente, que causou outro safety car, e neste momento a prova estava dentro da janela obrigatória de parada, e foi aí que a Equipe deu o "bote" nos adversários, com uma boa estratégia neste momento da prova saímos da parada  em 1º no geral da corrida, e com uma grande vantagem sobre o segundo colocado.

    Relargamos e fomos administrando a prova até a 20 minutos do fim, onde a prova foi colocada em situação e safety car pela última vez, o que nos causou a perda de toda a vantagem de cerca de 35 segundos que tínhamos acumulado sobre o segundo colocado, com a parada e o nosso bom ritmo de prova.

    Ao final este último safety car foi longo, e na relargada tivemos somente duas voltas com bandeira verde, o que foi suficiente para administrarmos a diferença para os concorrentes e terminar a prova com uma boa vantagem sobre o mrx 28 e o mrx75, segundo e terceiro colocados no geral respectivamente.

    A surpresa após 15 minutos de encerrada a corrida, no resultado disponibilizado pela cronometragem, tínhamos caído de primeiro para a terceira posição no resultado geral, ao subir na torre o José foi informado que o carro 65 foi punido pois não teria cumprido o tempo mínimo de parada na primeira janela obrigatória.

Assim a Equipe se mobilizou e buscou as imagens das câmeras onboard, e as imagens mostravam claramente que o carro nunca adentrou ou atravessou a linha da saída de box, onde é fechado o tempo de parada pela cronometragem, antes do tempo regulamentar de 3min e 30 segundos, tendo na verdade parado próximo a mesma para esperar mais alguns segundos para que o tempo mínimo fosse atingido.

Após conversar e mostrar as imagens para os técnicos da cronometragem e para os comissários esportivos, a Equipe fez um recurso formal junto aos comissários esportivos para a revisão da punição, recurso por escrito e foi anexado o cartão de memória contendo a filmagem onboard completa das 2 horas de prova. Após longos 3 dias de espera por parte da Equipe, a Federação Gaúcha de Automobilismo divulgou o resultado da análise e aceitou o recurso da Equipe, retirando a punição imposta a nós, e corrigindo o resultado oficial da prova.

    No final, deu tudo certo, infelizmente não pode ser feito a entrega do troféu da premiação geral devido ao recurso, a entrega deverá acontecer na próxima etapa, e o José não pode comparecer ao pódium junto com seu pai no dia da prova pois estava conversando com comissários esportivos e técnicos da cronometragem.

    Agora vamos para Santa Cruz do Sul dia 17 de maio para a 2º etapa do campeonato gaúcho 2015, em uma pista excelente, porém que não corremos desde 2006, quando ainda participamos com o antigo fusca de categoria IV, será um ótimo desafio para toda Equipe e estamos trabalhando para que tenhamos um bom resultado e quem sabe, por que não outra vitória !

 

Calendário 2015 !!!

29/03/2015 10:01

Apos algumas alterações, foi definido pela categoria e autorizades esportivas o calendário para o Campeonato Gaúcho de Endurance 2015, com 6 etapas em 4 circuitos diferentes o Campeonato Gaúcho de Endurance continua sendo o mais importante campeonato de corridas de Endurance do Brasil.

A CBA vendo esta realidade começa as negociações para a realização da Copa Brasil de Endurance, onde a 3º etapa do Gaúcho seria válida também como a 1º da Copa Brasil de Endurance.

Segue calendário 2015, e também website da categoria que esta se solidificando com a mais diversificada, e a mais rápida categoria do automobilismo brasileiro!

www.endurancebrasil.com

1º Etapa 12 de abril em Tarumã
2º Etapa 17 de maio em Santa Cruz do Sul
3º Etapa 14 de junho em Guaporé
4º Etapa 19 de julho em Rivera (Uruguay)
5º Etapa 6 de setembro em Guaporé
6º Etapa 11 de outubro em Tarumã

Prova de fogo, 12 horas de tarumã !

15/12/2014 20:09

Uma corrida inédita pra Equipe, 12 horas de Tarumã, e que corrida!!!

    De início pensamos não ser possível correr as 12 horas somente em dois pilotos, porém após conversar com algumas pessoas que já participaram anteriormente resolvemos encarar o desafio, escalando cada piloto para ficar 3 horas pilotando, com parada para reabastecer a cada 90 min, e troca de pilotos a cada 180, acreditamos assim que devido algumas intervenções do safety car (por conta de acidentes ou resgastes de carros quebrados no circuito) seria possível e seguro para apenas dois pilotos completarem a prova.

    Nos treinos sofremos muito com um problema no corpo de borboletas do motor, que após aquecimento do mesmo começava a prender e não controlar corretamente a marcha lenta e as desacelerações, tanto mexemos com ele e com a flauta de combústivel que no ultimo treino livre houve um pequeno incendio por vazamento de combustível na vedação de um bico injetor e dai foi o início de um grande trabalho de reparação para poder estar com o carro integro para a prova que se iniciaria as 00 hrs do dia seguinte, e tambem por isso não pudemos participar do treino classificatório que teria inicio apenas uma hora e meia depois do citado incendio no treino.

    Após muitas horas de trabalho, tudo pronto no sábado para a largada as 00 horas de domingo, nesse momento fizemos uma reunião da Equipe e resolvemos alteras nossa inscrição para a categoria I, mesmo sabendo da inferioridade na potencia de nosso carro comparado aos turbos da Cat I fizemos a mudança por dois motivos, a cat II contava somente com 4 inscritos, e nosso principal adversário da Cat II o MRX 71 estava inscrito na Cat I, o que nos motivou ainda mais a  mudança , e também por conta da corrida não ter uma premiação "geral" para recompensar a Equipe em caso de uma vitória no resultado geral na prova. 

    Durante as voltas de box aberto para alinhamento no grid o carro foi testado por algumas voltas passando por dentro da área de box, e tudo foi encontrado ok para a prova, e o Nilson alinhou o carro quase no fim do grid, mais exatamente na 25º posição, do total de 32 carros incritos para a corrida, devido a forte chuva que caiu durante os treinos classificatórios alguns carro optaram por não fazer o treino, e ficamos assim em 25º lugar para a largada.

    A corrida foi muito disputada, com o MCR 46 (vencedor da prova) o MRX 28 e nós do MRX 65 continuávamos trocando posições na pista, quem tinha pneus mais novos ultrapassava o outro e assim foi até as 6 horas de prova, ou 6 horas da manha de domingo quando o MRX 28 teve algum problema e se atrasou um pouco nos boxes, deixando assim a disputa mais clara entre nós e o MCR 46. Aproximadamente as 8:30 da manhã tivemos o primeiro problema na prova, o suporte do catch tanque se rompeu e o mesmo ficou pendurado na mangueira do retorno, que após algum tempo se rompeu e causou vazamento de combustível, forçando uma parada não programada no box, onde perdemos 7 voltas para o líder, ainda mantendo a segunda posição.

    Na décima primeira hora estávamos mantendo um ritmo constante e forte, e chegamos a ficar apenas 2 voltas atrás do lider, descontando 5 voltas perdidas, porém o inesperado aconteceu, problema de motor com 11 horas e 5 minutos de corrida, o motor rajou e parou, perdendo pressão de óleo e tudo leva a crer que fundiu as bronzinas, pondo fim a nossa primeira participação as 12 horas, já que uma troca de motor em nosso carro leva mais de uma hora não havia tempo de reparar e voltar para receber a bandeirada.

    Mas após tanto esforço da Equipe no final acabamos recompensados com uma surpresa agradável, o MRX28 que vinha em terceiro acabou quebrando tambem e abandonando a prova com 11 horas e meia de corrida, não conseguindo assim descontar as voltas que tinha de desvatagem para nós, e ao final ficamos em terceiro na Cat I e 4º lugar geral da prova. Levamos um troféu , e a vontade de voltar ano que vem para quem sabe conseguir completar a mais difícil prova da Endurance Brasileira.

Segue aqui o site da cronometragem da prova, onde se pode ver um pouco como foi a briga na corrida, nas parciais de hora em hora divulgadas pela organização:

2º hora de prova: https://cronomap.com.br/resultados/end/12%20H/2014/main12.asp?arquivo=2pr12.txt

4º hora de prova: https://cronomap.com.br/resultados/end/12%20H/2014/main12.asp?arquivo=4pr12.txt

7º hora de prova: https://cronomap.com.br/resultados/end/12%20H/2014/main12.asp?arquivo=7pr12.txt

resultado final após 12 horas: https://cronomap.com.br/resultados/end/12%20H/2014/main12.asp?arquivo=xpr12.txt

 

    Um feliz natal e que 2015 seja repleto de saúde e felicidades para os amigos, grande abraço Equipe NC Racing.

 

Retorno com vitória e novo recorde!

04/11/2014 22:05

    A equipe NC Racing não podia esperar melhor retorno as corridas após a batida do carro na prova de Guaporé em junho de 2014.

 

Com vários adversários na pista e uma prova de 2 horas ela frente, (a mais curta que a equipe já participou), o final de semana começou bem para nós, que conseguimos a pole-position com novo recorde para protótipos aspirados no circuito de Tarumã, a 30min do centro de Porto Alegre.

 

O tempo da volta de classificação foi de 1:01.100 seg, mesmo não batendo o próprio recorde da Equipe no Tarumã (1:00,800 seg em março de 2013) foi o melhor tempo oficial registrado e válido neste circuito para a nós e para a Cat II. Segundo o o dashlogger pelo GPS a volta teria sido de 1:00.700 ser, porém a ultrapassagem sobre um carro durante a citada volta levou à perda de 0.4 seg e o tempo registrado foi superior.

 

Na prova largando na terceira posição no grid geral, e primeiro da CAT II, o carro esteve muito bem e fomos administrando a prova, até que após um safety car aos 70 min e prova, vimos a oportunidade de ultrapassar o primeiro colocado geral (prototipo nº26) e descontar a volta de desvantagem que tivemos devido a uma parada em momento inoportuno para reabastecimento e troca de pneus. Após essa parte de ritmo forte, percebemos que os pneus já apresentavem desfaste acentuado, e não tivemos alternativa a não ser diminuir um pouco o ritmo e nos contentar com a terceira posição geral, porém levando a vitória da Cat II.

 

    Agora os trabalhos se voltam para a prova 12 horas de Tarumã, que terá sua largada dia 13 de dezembro as 00:00hrs, com encerramento as 12:00hrs do domingo dia 14. Esta será a primeira vez que a Equipe participará da mais longa e importante corrida de endurance do Brasil, todo detalhe faz a maior diferença, e todo menor detalhde significa a diferença entre ser bem sucedido ou falhar...

                                                                                                                                                                                                                             

Pole, chuva, acidente em Guaporé...

13/07/2014 21:40

    Após bons treinos na sexta feira e a pole-position no sábado, (com recorde para carros aspirados na pista de Guaporé 1min 06.700 seg) a equipe estava muito animada para a corrida de domingo, porem Guaporé sempre reserva surpresas "climáticas" , com mudança de tempo rápida e quase sempre com muita chuva para atrapalhar um pouco a diversão, e a segurança do esporte.  A chuva veio no domingo bem cedo, e com a dúvida, vai secar ou chover? Faltando uma hora para a largada resolvemos por o acerto de chuva, e corremos terminando o setup para a condição molhada, mesmo parando de garoar dava a impressão que a pista nao iria secar.

 

    Na formação do grid o primeiro susto, o mrx #28 do moro ao alinhar para sua posição de largada (segundo no grid) bloqueou os freios e saiu rodopiando pela pista em baixa velocidade, sem aderencia alguma, mesmo devagar um dos mecanicos não saiu a tempo e foi atingido pelo carro, felizmente não foi mais sério, pelo que soubemos quebrou somente a mão. Foi nesse momento que ficamos cientes do VHT, produto para aderencia usado em provas de arrancada, naquele setor da pista, perto da linha de chegada/largada. Num primeiro instante fizemos uma inspeção visual e prática da área onde estávamos , porem sem identificar o real perigo que ali se mostrava, quando molhado o asfalto tratado com VHT tem o efeito contrário, se tornando extremamente liso e perigoso para carros leves e potentes como o nosso protótipo.

 

    Feita a largada com safety car, seguimos acompanhando o pelotão da Cat I, num ritmo confortável, e fizemos a troca de piloto e reabastecimento com 55 minutos de prova, em mais um dos longos safety cars que teve na prova devido aos vários acidentes causados pela chuva, mais ainda pelo VHT na reta. Após a troca de pilotos e reabastecimento, bandeira verde por poucas voltas, voltando novamente a condição de safety car e bandeira amarela, por carros acidentados e também para retirada e retorno aos boxes de carros com problemas mecanicos. Na relargada ultrapassando retardatários que estavam entre nós e o lider da cat I o carro destracionou na reta a 150km/h atravesando para a esquerda e batendo de frente na mureta dos boxes, na sequencia dando 5 voltas de 360º em paralelo à mureta, por sorte o carro não atravessou a pista e não colidiu com outros carros nesse acidente.

 

    Deste acidente fica a experiencia para a equipe e para mim sobre esta condição de VHT, que deveria ter sido evitada pela organização da prova, e também pelos pilotos que soubesem da mesma. Felizmente o carro não afetou sua estrutura, quebrando alguns itens da suspensão, roda, asa, suportes traseiros e a carenagem frontal, estamos trabalhando para conseguir refaze-lo para a prova em Rivera Uruguai no dia 24 de Agosto, até lá!!!

 

Ano começa movimentado, e começa bem para a NC Racing!

03/04/2014 19:57

    Com 42 carros inscritos para a 1º etapa do campeonato Gaúcho de Endurance, a equipe NC Racing não poderia ter desejado melhor começo de ano, conquistando a vitória na cat II e a segunda colocação no geral entre os 42 participantes!!!

    Com a não divulgação ou até mesmo ausencia do campeonato brasileiro de Endurance este ano a Equipe vai participar sempre que possível do regional Gaúcho de Endurance, que vem demonstrando ter excelentes participantes, com grid cheio e vários protótipos na disputa.

    Com algumas alterações no chassis do protótipo em relação ao ano passado, esta foi uma prova de aprendizado para a equipe. Estando ainda "entendendo" o acerto do carro após as mudanças, o acerto ainda não esta o ideal, com os tempos dos treinos e classificação em torno de 1 segundo acima do registrado na etapa de abril de 2013. Nesta prova também contamos com a parceria da Fueltech fabricante nacional de sistemos de injeção eletrônica, que nos deu suporte atravéz do técnico Rafael Saram que esteve conosco todo o final de semana, inclusive até as madrugadas trabalhando no acerto da nova injeção e parte elétrica, fica aqui o agradecimento ao Rafael!!! 

    A prova deste domingo 30 de março foi muito boa, largamos em 4º no geral e primeiro da cat II, sempre mantendo um bom ritmo o Nilson foi acompanhando os primeiros que são da cat I (com turbo), e abrindo distancia para os adversários da cat II, realizamos a primeira parada para reabastecimento e troca de pilotos no ultimo minuto da janela obrigatória (outra novidade para a equipe, que sempre fez somente uma parada, e nesta prova teve que fazer duas seguindo o regulamento do Gaúcho) com 1 hr e 10 min de prova, onde tudo correu bem e voltamos para a pista em terceiro no geral, ainda em primeiro da cat II.

    Com 2/3 de prova faltando 5 minutos para a segunda parada obrigatória, (com aproximadamente 2 hr e 5 min de prova), uma mangueira do sistema de arrefecimento se rompeu, por sorte o pessoal de box visualizou o vazamento quando o carro passou pela reta dos box, e avisou o Beto imediatamente, que voltou para o box na "banguela" para evitar a perca do motor por superaquecimento. Conseguindo chegar aos boxes (após uma volta bem demorada) a equipe realizou o reparo rapidamente, fez o reabastecimento e trocou dois pneus traseiros, (a pista de taruma surpreendeu a todos com o excessivo consumo de pneus) ao retornar para a pista constatamos que com a volta lenta mais o tempo extra para reparo do problema no box perdemos exatos 1min e 5 segundos a mais do que a parada obrigatória de 3 minutos, tirando assim a chance de brigar com os cat I pela vitória no geral da prova. Voltamos com uma volta atrás do carro numeral 12 da cat I, na terceira colocação geral, porem ainda em primeiro da cat II, e fomos mantendo um ritmo forte para abrir distancia do 4º colocado. Com a queda de rendimento do numeral 12 (segundo os colegas disseram os pneus acabaram, o que os forçou a uma parada extra para troca-los), a equipe conseguiu descontar a volta e ultrapassar o mesmo, alcançando a segunda pocisão geral, terminando a somente 15 segundos do vencedor o protótipo 5 da MC tubarão.

    Agora seguimos para a prova de Guaporé em maio, numa pista muito boa de pilotar e de boa performance para nosso carro. Estamos ainda aguardando o Rafael da Motorcar que esta fazendo a "receita" que será aplicada no novo motor da Equipe, dessa forma tentando compensar o aumento de peso do regulamento e do carro após as alterações do chassis feitas nas férias, confiamos muito no trabalho do "mago" Rafael e temos certeza que continuaremos disputando a vitória da cat II e quem sabe beliscando uma vitória no geral desafiando os protótipos turbo que tem em torno de 40% a mais de potencia.

 

 

Abandono precoce na 500 milhas 2013

22/12/2013 00:09

    Após os acontecimentos marcantes do dia anterior, a Equipe acordou concentrada em fazer o melhor nesta que é a mais importante corrida do calendário anual da Equipe.

 

    As 11 horas da manha foram realizados os treinos classificatórios para definição das posições de largada para a prova, que teve sua largada as 16 horas do mesmo dia. Nesse treino conseguimos o tempo de 1min 11,4s, o que garantiu a pole-position no grid de largada. Não conseguimos chegar na marca do ano anterior que foi de 1min10,1s, porem acreditamos ser devido à condição de pouco emborrachamento da pista.

 

    Ao alinhar o carro no grid para alargada os problemas começaram... Vazamento de combustível aparecendo no assoalho e embaixo do carro.

Isolamos uma mangueira do indicador mecânico de pressão de combustível acreditando que o vazamento vinha dessa linha, porém após algumas voltas de corrida ficou visível que o vazamento não parou, e que o problema seria mais complicado pois provavelmente estava vazando do tanque de combustível.

 

    A largada correu tudo bem, com o Nilson mantendo a primeira posição à frente do MRX 80, imprimindo um rítmo forte e fazendo a melhor volta da corrida na 26º passagem com 1min15,2seg. Porém aos poucos o vazamento aumentou e já era possível ver um spray atrás quando o carro passava na frente dos boxes, não tivemos dúvidas, parar por questão de segurança. Ao parar e tentar uma reparação, quem sabe podíamos voltar à prova e ainda conseguir um podium, porém a retirada do tanque de combustível é difícil e o reparo demorou muito,(em torno de uma hora). Após este tempo parado, voltamos com 42 voltas de desvantagem para o líder, naquele momento o mrx 80 dos colegas da KIA power imports de Santa Catarina.

 

    Sabíamos que uma vitória seria muito improvável, mas qualquer resultado positivo seria um conforto para tanto trabalho dedicado a esta prova, faltando quatro horas e meia ainda de corrida tudo pode acontecer. Infelizmente o vazamento de combustível voltou a após algumas voltas um pequeno incêndio ocorreu no assoalho próximo ao compartimento do motor, graças a deus sem maiores consequências, queimando apenas alguns fios da instalação elétrica e causando o abandono definitivo da 500 milhas 2013.

 

    No final o MRX 80 teve problema na suspensão traseira perdendo 8 voltas parado nos boxes para reparo, com isso o spyder nº38 de Aloysio e Osvaldo o ultrapassou e venceu a prova. O carro nº38 manteve um forte ritmo desde o início, e com consistência por mais de 6 horas seguidas.

Parabéns aos novos campeões 2013, mereceram muito a vitória.

 

    Agora estamos definindo o futuro, qual campeonato participar, que equipamentos aprimorar e a permanência ou não na categoria II, dos carros aspirados.

 

    Veja o vídeo onboard da prova e também lindas fotos:

https://www.ncracing.com.br/fotosevideos/

 

    No site oficial da 500 milhas você pode acompanhar a narração detalhada da prova, cronometragem e fotos:

https://www.500milhasdelondrina.com.br/node/10539

 

    Contamos com a torcidas de todos para 2014, e que venham disputas emocionantes e alegrias.

 

 Feliz natal e próspero 2014 !!!

 

Fatalidade entristece o autódromo...

21/12/2013 23:27

    Por volta das 14h da tarde de sexta feira , 13 de dezembro 2013, o 2º treino livre para a prova 500 milhas de Londrina foi interrompido com bandeira vermelha. Naquele instante nada preocupante, pois é usual essa ocorrência em treinos livres devido a falhas mecânicas ou pequenos acidentes sem maiores proporções. Sempre que é necessário a entrada do resgate para rebocar ou trazer algum piloto de volta aos boxes, é acionada a bandeira vermelha interronpendo a sessão e a entrada dos carros na pista.

    Minutos depois começou a circular uma notícia que muitos de nós não gostaríamos de saber. O protótipo MRX novo em folha do colega e piloto Robson Kölling bateu forte, e a situação é grave. O piloto de Santa Catarina radicado no Paraná, saiu reto com seu protótipo MRX, que dividiria com Marco Garcia na prova de Endurance, no fim da reta dos boxes. É um trecho de alta velocidade, onde os carros mais velozes superam a marca de 230 km/h. Kölling passou pelo trecho que divide a variante de 3,055 km onde aconteceria a corrida neste fim de semana com a parte que forma o traçado de 3,145 km – e bateu de frente na proteção de pneus encostada ao muro de delimitação do autódromo.

    Informações foram chegando aos poucos, confirmando a fatalidade, o piloto estava preso nas ferragens e sem vida... o clima de tristeza e inconformação tomou conta do autódromo. As causas estão sendo analisadas pelos comissários esportivos, diretor de prova, preparador, e pela polícia científica que inclusive reteve o protótipo para periciar. As hipóteses são muitas, problema de freios? acelerador travado? piloto sentiu mal? quebra de suspensão? Infelizmente será difícil ter certeza do que causou a fatalidade, nós da Equipe NC Racing esperamos ser a primeira e última vez que presenciamos uma fatalidade em um autódromo...

    Segundo os paramédicos, no impacto houve afundamento do crânio e o socorro nada pôde fazer. Robson Kölling tinha 35 anos e a alguns anos participava das provas de Endurance com seu spyder nº71, ano passado disputou todo o campeonato topseries, e também competia no Paranaense de Turismo 5000.

    Antes do acidente, Robson tinha feito uma volta em 1’16″331, tempo que deixou o novo protótipo #71 na quarta posição entre os 33 carros inscritos para a prova. As atividades de pista não foram retomadas pelo resto do dia. Estavam previstos os treinos classificatórios para a tarde e noite do mesmo dia, todos cancelados, ficando somente definido na reunião de pilotos e direção de prova as 19hrs que seria realizado um treino livre noturno para ajuste de faróis e conhecimento das condições de pista, visando somente a segurança de todos pilotos para a prova de 6hrs com previsão para encerrar as 22hrs do próximo dia.

    

Vá com deus querido amigo, e que acelere muito nas pistas aí de cima!!!

 

 

Partindo para Londrina

11/12/2013 01:24

Estamos saindo hoje para Londrina para a prova 500 milhas de Londrina 2013, edição 22 da mais longa prova automobilística do Paraná.

 

Este ano, pela lista de pré-inscritos para a corrida, será uma das provas mais competitivas e de nível técnico muito elevado. A Equipe vai para Londrina para enfrentar talvez o maior desafio desde a estréia do protótipo MRX. Com a vitória na prova em 2012 somos "favoritos", mas uma prova tão longa e com adversários de peso sabemos que o trabalho deverá ser perfeito, e estamos todos sonhamos em repetir a dose com um bicampeonato dia 14!!!

Acompanhe as notícias pelos sites:

https://www.racecarpress.com/

https://www.500milhasdelondrina.com.br/

E o live timing dos treinos e da prova em:

https://www.caradec.com.br/site/

 

Contamos com a torcida de toso, até breve!!!

 

Confira a lista dos carros e pilotos confirmados até o momento:

Categoria I:
8 – Cesar Bonilha/Edu Rocha/Marcio Lima - MXR
15 - Eduardo Souza Ramos/Leandro Almeida – Porsche
19 – Chico Longo – Ferrari 485
25 – Jaidison Zini/Ulisses Silva/ Ricardo Dilser – Línea
26 – Eduardo Scheer / Guilherme Scheer / Oswaldo Scheer – MRX 
65 – Nilson Cintra/José Roberto Ribeiro – MXR
71 – Robson Kolling/Marco Garcia – MXR
80 – Alexandre Finardi/Nelson Silva Jr – MRX

Categoria II:
5 – Cláudio Simão - Spyder
11 – Armin Kliewer/Rubens Kliewer – Spyder
17 – Luis Abbade/Roberto Dal Pont -Spyder
38 – Aloysio Moreira/ Osvaldo Ferreira - Spyder
62 – Francisco Fiorese – Aldee
113 – Carlos Eduardo (Kadu)/Envandro Miasaky/Gualter Jr – Spyder

Categoria III:
3 – Mario Marcondes/Cláudio Loni - Spyder
55 – Beto Borghesi - Spyder
73 – Paulo Totaro/Ralf Puflut - Spyder
77 – Leomar Fendrich Júnior – Spyder 
78 – Leo Yoshii/Leomar Fendrich - Spyder
257 – Sergio Boto/Apolonio – Spyder

Categoria IV:
00 – Beto Richa – Protótipo MR1
30 – Beto Cazumi/Algacir Sermann/Beto Baú – Gol
40 – Diogo Pardo – Aldee
46 – Franco Dauer / Rodrigo Bonora / Rodrigo Gil – Gol
64 – Marcelo Miranda / João Pedro Coelho – Fusca
70 – Bruno Muhlstedt / Carlos Alexandre Vaz / Carlos Blockweld
207 – Marcos Ramos/José Cordova – Peugeot
317 – João Weiller – Protótipo Puma

Categoria V:
10 – Luis Ferreira/ Tassi/ Algacir Serman - Gol
14 – Álvaro Santos/Kurt Linder - Gol
18 – Sandro Alves/Claudemir Moises – Speed
25 – Carlos Ardaitz/André Jacob/Vinicius Yamamoto – Ford KA
98 – Marcio Yamagawa – Gol
109 – Juliano Bastos/Ademir Marcante/Igmar Biberg – Gol

Confira a programação oficial da edição 2013 das 500 Milhas de Londrina:

12/12 – Quinta-feira
10h00 – 12h00 – Treino (Todas as categorias)
12h00 – 13h00 – Almoço
13h00 – 14h00 – Treino (Grupo I, II e III)
14h45 – 15h45 – Treino (Grupo IV, V e VI)
16h00 – 17h00 – Treino (Grupo I, II, III)
17h15 – 18h15 – Treino (Grupo IV, V, VI)

13/12 – Sexta-feira
10h00 – 11h00 – Treino (Grupo I, II e III)
11h00 – 12h10 – Treino (Grupo IV, V e VI)
12h10 – 13h00 – Almoço
13h00 – 14h30 – Treino (Grupo I, II e III)
14h40 – 16h10 – Treino (Grupo IV, V e VI)
16h30 – 17h00 – Classificatório (Grupo I, II e III)
17h00 – 17h30 – Classificatório (Grupo IV, V e VI)
18h00 – 19h00 – Briefing
20h00 – 21h00 – Tomada de Tempo Geral

14/12 – Sábado
11h00 – 11h45 – Warm-Up
11h45 – 13h00 – Almoço

 

14h00 – Ações de Marketing – 500 Milhas de Londrina
15h00 – Abertura de box
15h20 – Fechamento de box
15h30 – Entrega de troféu para os poles position
15h45 – Fotos com os pilotos
15h50 – Hino Nacional
15h55 – Placa de 5 minutos
16h00 – Largada
23h00 – Pódio

 

Quase tudo pronto para as 500 milhas de londrina!!!

24/11/2013 07:50

    Faltam 20 dias para a prova mais importante do calendário para a Equipe NC Racing, e a equipe segue na preparação e revisão minuciosa do protótipo.

Esta será a terceira participação do protótipo na corrida de mais de 6 horas de duração. A primeira foi em 2011 quando a Equipe conseguiu a pole position, porem problemas com um eixo traseiro trouxe o abandono da prova, em 2012 a equipe saiu novamente na pole position, e após 6 horas e 40 minutos de prova finalmente cruzou a linha de chegada e venceu.

    Ao vencer esta prova a Equipe e os pilotos realizaram um sonho antigo que começou com a primeira na prova ainda em 2004 com o antigo hot-fusca, com o qual a equipe competiu até 2010. Vale lembrar que o hot-fusca teve uma vitória nas 500 milhas em 2006, na categoria IV a qual pertence. (turismo nacional força livre até 2000cc).

    Este ano tentaremos repetir a dose, com a vitória nessa corrida longa e cheia de desafios, correndo a noite, com muitas curvas, subidas, descidas e muitas zebras que desgastam muito os carros. A 500 milhas é realmente um teste de durabilidade mecânico para o carro, fisiológico e pisicológico para os pilotos, que tem que controlar as emoções e manter a estratégia traçada para a prova.

    O live timing dos treinos e da prova poderá ser acompanhado pelo site www.caradec.com.br , contamos com sua torcida, e se deus quiser voltaremos com notícias e resultados positivos aqui no site.

 

3 hrs de Guaporé - Campeões

29/10/2013 20:25

    Neste último domingo 27 de outubro foi realizado no autódromo internacional de Guaporé, a 200km de Porto Alegre, a prova 3hrs de Guaporé válida pela 5º etapa do campeonato Gaúcho e 4º etapa do campeonato Brasileiro de Endurance 2013.

 

    A Equipe NC Racing conseguiu confirmar os bons resultados das etapas anteriores, e numa corrida com muitas alterações de posições, paradas de reabastecimento e troca de pilotos, e até uma largada desastrosa que causou grande confusão com os outros 28 carros, a equipe saiu vencedora na prova de 3 horas, sagrando-se campeã brasileira na categoria II pela terceira vez consecutiva, 2011-2012-2013 !!!

 

    Veja na galeria de fotos, as imagens e videos da prova. Esperamos sua torcida para o próximo grande desafio, a 500 milhas de Londrina no dia 13 de Dezembro!!! Grande abraço.

3º Etapa Londrina PR

24/08/2013 01:43

Com principais adversários não participando dessa prova, a Equipe NC manteve o foco e conseguiu mais uma vitória em 2013!!!

 

    Largando na pole-position mantivemos a liderança nas 3 horas de corrida, fazendo apenas dois pit stops, um não previsto para troca de uma mola de retorno do acelerador (quebrada), e a outra parada para o reabastecimento /troca de pneus já prevista.

 

    A Equipe agora está no aguardo da confirmação da próxima etapa em Cascavel, ou a alteração da mesma para ser realizada em conjunto com o Gaúcho de Endurance, sendo este o regional com maior quantidade de carros no grid do país.

 

  

Muita chuva, frio e alegria!

23/07/2013 22:55


    Após as três horas de prova o resultado foi muito bom para a equipe NC Racing, mesmo com a chuva não dando trégua, a equipe conseguiu superar os desafios que foram surgindo e conquistar a vitória no geral e na Cat II.

    Como esperado, os adversários começaram impondo um ritmo muito forte no início da corrida, chegando a ultrapassar por duas vezes o protótipo numeral 65 da NC Racing, porém aos poucos o Nilson foi "apertando" o protótipo tubarão, até que na volta 25 já com 40 minutos de prova ele conseguiu ultrapassa-lo, e conseguindo abrir aos poucos vantagem do mesmo, a corrida foi ficando cada vez melhor para a equipe.

   Após o pit stop para reabastecimento e troca de pilotos, quando faltava uma hora de corrida, o Beto começou a informar pelo rádio que o carro estava apresentando pequeno cortes de ignição no motor, problema que de momento não preocupou a equipe, mas como tínhamos boa vantagem para o protótipo numeral 80 que vinha em segundo, a equipe resolveu fazer um rápido pit stop para verificar se encontrava a causa do problema sob o capo traseiro (onde fica o motor), mas mesmo secando com ar comprimido as conexões elétricas e tudo parecendo OK no compartimento, a falha não cessou, e com a chuva aumentando o problema foi se apresentando mais grave, até que na volta 100, faltando somente 3 para o término da prova, o motor morreu de vez no "s" de baixa no final da grande reta do circuito de Curitiba e o coração de todos da equipe disparou. Após a parada total e fazendo o procedimento de desligar e religar a chave elétrica geral e de ignição, o motor finalmente pegou na partida e o Beto conseguiu retornar à disputa.

    Quando da última volta, com muita dificuldade em levar o carro até a bandeirada final, o Beto via o protótipo numeral 71 dos Kolling, que naquele momento ocupava a segunda posição, se aproximar ficando ao término da corrida na mesma volta do lider, que perdeu com a parada e este problema as 2 voltas de vantagem conquistadas pela velocidade na pista e eficiência no pit stop para troca de pneus e pilotos.

    Ao final a equipe ficou muito satisfeita e agradecida com a vitória, e agora trabalha para solucionar o problema elétrico ainda não identificado, para continuar com as vitórias e bons resultados assim mantendo a liderança no certame brasileiro de endurance 2013, se a sorte que esteve presente neste final de semana chuvoso e frio em Curitiba voltar a visitar a equipe, acreditamos que estaremos na briga pelo título novamente ao término do campeonato, contamos com a torcida de todos. Até a próxima corrida no dia 11 de Agosto!

 

Clique na aba "fotos e vídeos" para ver imagens das corridas.

 

Com muita chuva equipe faz a pole para a corrida de amanhã!!!

20/07/2013 17:34

    Muita chuva e frio na sexta e no sábado aqui no autódromo internacional de Curitiba, hoje sábado ao meio dia a chuva parou e a pista secou por um treino de 40 minutos, dando um gostinho para os pilotos experimentarem a pista seca, porém não durou muito a alegria porque as 15 hrs a chuva voltou forte, e o treino classificatório da Endurance foi realizado sob chuva. 

 

    Para efeito de comparação, no treino com pista seca anterior ao classificatório, o protótipo MRX 65 da equipe virou 1min 20,6 seg com média horária de 164 km/h, e na classificação com pista molhada o tempo de volta subiu para 1min 33,8 seg com média horária de 140 km/h.

    

    A corrida acontece amanha domingo dia 21/07 com largada as 13:15hrs e pode ser acompanhada ao vivo pelo site da cronometragem:

www.cronoelo.com.br/?fname=inc_live

 

    Segue abaixo resultado do treino classificatório:

 

Equipe NC Racing pronta para a disputa!!!

13/07/2013 22:17

    A equipe NC Racing e seus pilotos Nilson e José estão prontos para a disputa da segunda etapa do brasileiro de endurance 2013 que será realizada no próximo domingo dia 21 de julho no Autódromo internacional de Curitiba.

    Após 2 meses da vitória da equipe na primeira etapa disputada em Porto Alegre, carro e pilotos estão prontos para a prova de Curitiba, já esperando a boa disputa com novos carros que estão integrando o certame 2013, tudo indica fortes emoções nesta corrida na capital paranaense, que tem a reta mais longa dos circuitos brasileiros com 980 metros de extensão. Em junho de 2012 a equipe largou na pole position na prova 3hrs de Curitiba, válida pela primeira etapa do brasileiro 2012, com o tempo recorde da categoria II 1min 19,9 seg , e como o protótipo numeral 65 vem a cada dia baixando os tempos dos circuitos em que compete, a equipe tem grande confiança que melhorará esse tempo e marcará o tempo recorde novamente para esta seguna etapa de 2013.

    Acompanhe as notícias e resultados do treinos e classificatório no próximo sábado no site da equipe e também da cronometragem oficial, contamos com a torcida de todos!

 

Vídeo e recorde

17/04/2013 23:11

    Foi postado hoje o vídeo das voltas de classificação para a 3 horas de Tarumã dia 13 de abril, com video on-board da volta recorde para protótipos aspirados no circuito de Tarumã, com o tempo de 1min:00,880seg e média horária de 180km/h !!!

 

Acese a galeria de fotos e vídeos e confira também o vídeo resumido da corrida on-board.

https://www.ncracing.com.br/fotosevideos/

Vitória na primeira etapa de 2013!

17/04/2013 23:03

 

    Em uma corrida quase perfeita a equipe NC Racing conquistou a vitória no grupo II e a terceira posição no geral na prova de ontem, 14 de abril no autódromo internacional de Tarumã, no Rio Grande do Sul.

    A corrida foi bem movimentada no início, com disputa por posições entre os 29 participantes. Largando em terceiro e com o principal concorrente largando em sétimo a estratégia traçada foi a e evitar incidentes, e tentar terminar a prova com somente uma parada para reabastecimento e troca de pilotos com 90 minutos de corrida, e assim foi feito! A corrida teve muitas voltas com safety car na pista, (em torno de uma hora somando todas intervenções do SC) , porém infelizmente logo no momento em que precisáva-mos dele para fazer nosso reabastecimento e troca de pilotos o mesmo não apareceu, causando assim a perda de uma volta de nosso carro em relação ao líder geral da prova.

    Com o carro perfeito durante as 3 horas de corrida o trabalho foi facilitado aos pilotos, que conduziram o carro tranquilamente à vitória sem incidentes ou imprevistos, trazendo assim mais uma conquista para a equipe e se posicionando na liderança do certame brasileiro neste início de campeonato 2013.

    Continuaremos trabalhando forte como sempre para manter o nível de competitividade do carro, e tentar conquistar novamente o título do brasileiro de endurance grupo II em 2013, se deus quiser!!!

 

 

Pole position para a 3 hrs de tarumã!!!

13/04/2013 22:24


    Passada a 6 feira e o sábado de manha chuvosos, o dia clareou e a Equipe NC Racing faz mais uma pole position para a corrida de amanha, domingo dia 14 de abril.

Com o tempo registrado na volta 3 de 1min:01.287s o protótipo MRX duratec 2.0 detem agora o record oficial para a categoria II da endurance em tarumã, a equipe registrou 1min:00.880s na volta 4, porém este tempo não foi registrado por que foi agitada a bandeira vermelha interrompendo o treino a poucos segundos do carro passar pela linha de chegada/cronometragem.

 

A largada para a corrida de 3 horas acontece amanhã as 13:30 hrs.

 

www.endurancers.com 

Encerrado agora a pouco o treino classificatório que definiu as posições de largada para as 3 horas de Tarumã deste Domingo. A volta mais rápida do treino ficou com o protótipo vencedor da última edição das 12 horas de Tarumã o MXR #10 pole position na categoria I da dupla Pierre Ventura e Cristiano Almeida com tempo de 1:00:279 média horaria de 181.496 km/h

 

Na categoria II a pole ficou com a equipe do Mato Grosso do Sul no sempre veloz MRX #65 da dupla Nilson Ribeiro e José Ribeiro com tempo de 1:01:287.

 

MCR#96 sai na frente na categoria III e a Lamborguini chega com força na categoria IV.

 

A categoria III novamente bem representada, a pole ficou com o atual campeão da categoria III o protótipo MCR #96 da Satti Racing, hoje com a dupla Hardy Jr e Sid Toigo marcando o tempo de 1:10:593

 

A categoria IV famosa pela exibição de super maquinas chega a 2013 com novidades, a pole ficou com o trio P.Rutzen, Vilson JR e J.Puhl agora com novo carro o Lamborguini #111 com melhor volta de 1:09:598

 

A categoria V mantendo o ritmo de 2012 apesar das ausências do Logus e o Corsa de Guaporé manteve um bom numero de participantes chegando novamente aos 10 carros no autódromo. A pole position ficou com o Gol da Escola Gaúcha de Pilotos que nesta etapa apresentou a dupla A.Diehl e R.Trettin. 

 

Confira abaixo a folha completa com as posições de largada.


Com mais de 30 carros, Campeonato Brasileiro de Endurance começa neste final de semana

11/04/2013 06:12

 

Notícias da Endurance: https://www.endurancers.com

 

3 Horas de Tarumã abrem o certame. Treinos livres começam a partir desta sexta-feira

 

O Rio Grande do Sul receberá neste final de semana a abertura da temporada 2013 do Campeonato Brasileiro de Endurance, com a realização das 3 Horas de Tarumã, que acontece no autódromo de mesmo nome, na cidade de Viamão.

 

Destacam-se na prova, que terá a participação de mais de 30 carros, a presença maciça das equipes gaúchas. Às 3 Horas de Tarumã contarão com carros como os protótipos MRX, MCR e Spyder, além dos Silhouetes. Carros de Gran Turismo, como uma Ferrari e uma Maserati também estão confirmados na prova, que também terá carros de turismo, como o Ford Focus, o Volkswagen Gol.

 

Um dos pilotos que disputará a abertura às 3 Horas de Tarumã é Adolpho Rossi, piloto que disputou - e venceu - no último final de semana a Fara Enduro Race, prova disputada no circuito misto de Homestead, nos Estados Unidos. Após dois anos disputando o Audi DTCC, o piloto terá em Viamão um Audi A3 Turbo, preparado pela equipe MC Tubarão. Rossi terá como companheiro de equipe Wagner Amorin.

 

A programação tem início nesta sexta-feira, com a realização dos primeiros treinos livres. O sábado também terá as sessões livres, mas contará com as tomadas de tempo que definirão o grid de largada para a abertura do Campeonato Brasileiro. As 3 Horas de Tarumã acontecem no domingo, com largada marcada para às 13h35min. Veja os horários:

 

6ª feira - 12 de abril

10h30min - 11h15min - 1º treino livre

13h45min - 14h30min - 2º treino livre

16h20min - 17h00min - 3º treino livre

 

Sábado - 13 de abril

9h50min - 10h30min - 4º treino livre

13h15min - 14h00min - 5º treino livre

15h50min - 16h10min - 6º treino livre

17h15min - 17h25min - treino classificatório (categorias I e II)

17h35min - 17h45min - treino classificatório (categorias III e IV)

 

Domingo - 14 de abril

13h35min - largada das 3 Horas de Tarumã

 

Equipe NC Racing pronta para 1º etapa do Brasileiro de Endurance 2013

01/04/2013 05:37

    A equipe NC Racing, após 3 meses da vitória na 500 milhas de Londrina 2012 esta pronta para mais um desafio, a prova 3 hrs de Tarumã no dia 14 de abril válida pela 1º etapa dos campeonatos brasileiro e Gaúcho de endurance 2013.

 

Nesse tempo de espera a equipe fez pequenos melhoramentos no carro, e uma nova pintura/adesivagem, os preparativos para esta primeira corrida foram concluídos na mesma semana que a CBA anunciou em seu site oficial o calendário 2013 para a modalidade endurance.

 

Começamos o ano com o mesmo entusiasmo e motivação, na torcida que o trabalho duro de sempre possa ser recompensado com vitórias e títulos da mesma forma que aconteceu em 2012.

 

Abaixo um provável futuro piloto da NC Racing!

 

Vídeo da corrida on-board

08/12/2012 18:17

Esta sendo postado hoje o vídeo on-board da corrida 500 Milhas de Londrina 2012, editado das 6hrs e 45 minutos de corrida para 58 minutos com os melhores momentos e detalhes completos da prova, incluindo o podium.

NC Racing Campeã nas 500 milhas de Londrina 2012

01/12/2012 00:15

Pai e filho guiando o protótipo MRX nº 65 vencem a 21ª Edição das 500 Milhas de Londrina

Vitória na prova teve suas fortes emoções na primeira hora e meia da corrida, quando o MRX 65 esteve próximo de levar uma volta do principal concorrente ao título e à vitória na prova, o carro 85 de Jair e Duda Bana, e também com 4 hrs de prova quando houve quebra da suspensão traseira do carro, fazendo a equipe perder 14 minutos nos boxes para fazer o reparo.

Nilson Ribeiro (pai) e José Ribeiro (filho), largaram na pole position e perderam a liderança na largada da prova para o protótipo guiado por Jair e Duda Bana e também para o MRX 08 de Cezinha e Marcio Lima. Depois de 1 hora e 40 min recuperaram a posição e não perderam mais, fazendo também a melhor volta, completaram a corrida em 6h44min12s107. 

No Grupo I, domínio total do protótipo de Nilson Ribeiro e José Ribeiro completando as 263 voltas em 6h44min12s107. Ficaram na segunda posição até a volta 79 quando o protótipo de Jair e Duda Bana falhou na pista devido à falta de combustível, voltando para a prova logo atrás do MRX 65 de Nilson e José. Houve boa disputa entre os carros na pista por uns bons 30 minutos seguidos. A partir de 3 horas de prova  Nilson e José consolidaram a liderança rumo a vitória inédita, ajudados pela quebra de motor do carro 85 dos Bana. Na segunda posição ficou a dupla Carlos Silva/Gualter Pinheiro Jr, com 5 voltas de desvantagem, em terceiro lugar Leomar Fendrich Jr/Jansen Bueno, a 6 voltas, na quarta colocação Cláudio Simão/Richard Heidrich, a 7 voltas e em quinto lugar Edison Ferreira/Ney Faustini, a 28 voltas. “Esta foi a nossa segunda participação no grupo I nas 500 Milhas de Londrina. Ano passado largamos também da pole-position, mas abandonamos com problemas de transmissão, mas desta vez conquistamos a vitória. Largamos na pole position, perdemos a liderança no início da prova, mas recuperamos na volta 80 e depois administramos a vantagem adquirida”, disse Nilson Ribeiro. “Nosso carro estava perfeito. Deu tudo certo e conseguimos a primeira vitória nas 500 Milhas. Toda nossa equipe está de parabéns, pois vamos levar para Campo Grande os troféus da Geral, Grupo I e de campeões Brasileiros de Endurance 2012 que teve aqui sua última e 5º etapa de 2012", argumentou José Ribeiro. José ainda lembrou que esta foi a oitava participação da equipe e dos pilotos nas 500 milhas de Londrina, a primeira participação foi em 2004 e a primeira vitória foi em 2006 no grupo IV com o fusca ap 2.0, com o Essa corrida é das mais exigentes técnica e fisicamente, a pista é espetacular porém força muito os carros" disse José Ribeiro.

Já no Grupo II das 500 Milhas de Londrina, os vencedores foram Carlos Silva/Gualter Pinheiro Jr, a 5 voltas, em segundo lugar Leomar Fendrich Jr/Jansen Bueno, a 6 voltas, na terceira colocação Cláudio Simão/Richard Heidrich, a 7 voltas, em quarto lugar Robson Kolling/Geovane Ciesielski, a 49 voltas e em quinto José Córdova/José Vitte/Marcos Ramos/Marcelo Karam, a 87 voltas. “Tinhamos uma boa estratégia de corrida e fomos crescendo durante o decorrer da prova até chegar na segunda posição. Depois passamos a administrar a vantagem e poupar o carro para chegar ao fim da prova”, declarou Carlos Silva. “Hoje foi um dia fantástico para todos da nossa equipe. O trabalho duro desde a última quarta-feira foi coroado com o resultado final das 500 Milhas de Londrina”, comemorou Gualter Pinheiro Jr.

No Grupo III, a vitória foi da dupla Leomar Fendrich Jr/Jansen Bueno, com 257 voltas completas, em segundo lugar ficou Beto Borghesi/José Vilel, com 253 voltas, na terceira colocação Curt Lindner/Alvaro dos Santos/Eberpacher, com 228 voltas, na quarta posição Mario Marcondes/Claudio Leoni, com 215 voltas e o quinto Paulo Totaro/José Soares/Ralf Publef, com 195 voltas. “Programamos nossa estratégia de corrida com três paradas e correu tudo certo, dentro do esperado. Nosso carro estava bem acertado e aceleramos forte, em busca da vitória na nossa categoria”, disse Leomar Fendrich Jr. “Eu e Leomar fizemos uma prova de ritmo forte, querendo vencer na categoria, mas acabamos em terceiro na Geral, segundo no Grupo II e primeiro no Grupo III. No final, fizemos apenas uma parada rápida para abastecimento e fomos para a bandeirada final”, complementou Jansen Bueno.

Os vencedores do Grupo IV, foram João Weiller/José Ademir, com 245 voltas, segundo colocado Algacir Sermann/Beto Cazuni/Toninho Espolador, com 239 voltas, na terceira posição Marcelo Miranda/João Miranda, com 228 voltas, em quarto lugar Bley Jr/Beto Bau/Valmor Emílio, com 227 voltas e na quinta posição Francisco Fiorese/Julio Machado, com 200 voltas. “Foi gratificante vencer no Grupo IV, com tantos carros competitivos e vários carros de ponta, em condições de “brigar” pela vitória na Geral”, declarou João Weiller. “Conseguimos levar nossa estratégia até o fim da prova e tudo deu certo. Alguns adversários ficaram pelo caminho e nós fomos rápido e constantes, o que nos ajudou na vitória”, argumentou José Ademir.

Pelo Grupo V, a vitória foi Max Mohr/Cristian Mohr/João Arruda, com 236 voltas, na segunda posição Rodrigo Tassi/Algacir Sermann/Luiz Ferreira, com 236 voltas, em terceiro lugar Carlos Brockveld/Angelo Marqueto/Ruslan Carta Filho, com 220 voltas, na quarta posição Felipe Lobo/Gustavo Magnabosco, com 199 voltas. “Eu corri com dois pilotos jovens, que mantiveram o ritmo forte de corrida e fiquei com a incumbência de levar o carro até a bandeirada final”, brincou Max Mohr. “Nosso carro estava bem acertado e fizemos duas paradas para o reabastecimento e troca de pilotos. Ganhamos tempo com isso e chegamos à vitória”, disse Cristian Mohr. “Foi bacana correr com o Max e o Cristian. Montamos uma equipe rápida e constante. Nosso empenho resultou na vitória no Grupo V”, declarou João Arruda.

E no Grupo VI, venceram Curt Lindenet/Alvaro dos Santos/C.Eberpacher, com 228 voltas, em segundo lugar Luiz Favareto/Jeferson Averbuck/Carlos Vaz, com 198 voltas completadas. “Mais uma vez saímos com a vitória nas 500 Milhas. Desta vez, com troféus em duas categorias”, argumentou Curt Lindner. “Essa já é a terceira ou quarta vitória minha e do Curt. Parece que a cada ano ficamos melhor”, brincou Alvaro dos Santos. “Tudo deu certo para nossa equipe neste sábado. Paramos na hora certa, aceleramos quando tinha que acelerar e poupamos o carro na parte final. Nos empenhamos e por isso chegamos à vitória no Grupo VI. De quebra, levamos um troféu também no Grupo III”, concluiu Eberpacher. A 22ª edição das 500 Milhas de Londrina está marcada para os dias 5, 6 e 7 de dezembro de 2013, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, com organização de Daniel Procópio, Aloysio Moreira e Beto Borghesi.

 

Parcial de 3 hrs de prova - Equipe NC Racing comemora título Brasileiro 2012

01/12/2012 00:03

 

Com a prova atingindo 3 horas, finalmente a equipe NC Racing pode comemorar o título de campeã Brasileira de Endurance de 2012 na categoria II. Apesar de estarem faltando somente 6 pontos para tal feito, a modalidade de Endurance sempre surpreende pela constante troca de posições entre os carros, e qualquer problema técnico poderia impedir a conquista do tão batalhado título pela equipe e pilotos.

Nessa parcial de 3 hrs da 21.ª edição das “500 Milhas de Londrina”, termina e se define também os vencedores do Campeonato Brasileiro de Endurance (Top Series). Nesta hora da prova o incidente foi na volta 67 o protótipo nº 8 pilotado por Cezar Bonilha/Marcio Lima/Beto Borghesi pegou fogo e abandonou a corrida, além da entrada o Safety Car na volta 88.

Na Geral após três horas de prova, temos os dez primeiros:
1º) Nilson Ribeiro Cintra/José Ribeiro Cintra, 130 voltas;
2º) Jair Bana/Duda Bana, 130 voltas;
3º) Aloysio Moreira/Osvaldo Ferreira/Micon Tumiate, 126 voltas;
4º) Edison Ferreira/Ney Roberto Faustino, 119 voltas;
5º) Cláudio Simão/Richard Heidrich, 118 voltas;
6º) Leomar Fendrich Jr/Jansen Bueno, 117 voltas;
7º) Carlos Silva/Gualter Pinheiro Jr, 116 voltas;
8º) Ademir Pardo/Diego Pardo/Bruno Pardo, 116 voltas;
9º) Beto Borghesi/José Vilela, 114 voltas; 
10º) Bley Jr/Beto Bau/Valmor Emílio, 113 voltas;

A melhor volta da prova é da dupla Nilson Ribeiro/José Ribeiro, com tempo de 1min12s818, a média de 151,034 km/h na volta 105.
A festa do pódio acontece às 23 horas, com prêmios em troféus do 1º ao 10º na Geral e do 1º ao 5º por Grupo.

Equipe NC Racing larga na pole-position para as 500 milhas de Londrina 2012

30/11/2012 23:56

 

A dupla Nilson Ribeiro/José Ribeiro marcou a pole position na Geral e Grupo I da 21.ª edição das “500 Milhas de Londrina”, com o tempo de 1min10s1330, no circuito de 3.055 metros do Autódromo Internacional Ayrton Senna, na tarde desta sexta-feira (30/12). A organização confirmou a participação de 34 carros na corrida, que será disputada em 800 km, ou 263 voltas, em pouco menos de seis horas. A largada está prevista para as 16 horas deste sábado (1.º/12) e a chegada para as 22 horas. A prova é válida também pela última etapa do Brasileiro de Endurance (Top Series), e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Na Geral, os dez primeiros foram: 1º) Nilson Ribeiro Cintra/José Ribeiro Cintra, 1min10s130; 2º) Jair Bana/Duda Bana, 1min11s315; 3º) Beto Borghesi/Márcio Lima/César Bonilha, 1min11s792; 4º) Beto Richa/Caco Almeida/Eduar Merhy/José Castilho, 1min15s409; 5º) Aloysio Moreira/Osvaldo Ferreira, 1min15s956; 6º) Robson Kolling/Geovane Ciesielski, 1min16s566; 7º) Edson José Ferreira/Ney Roberto Faustini, 1min17s437; 8º) Carlos Eduardo de Souza/Luiz Bau, 1min20s177; 9º ) Lendro Totti/Beto Monteiro, 1min20s311; e em 10º) Carlos Silva Cadu/Gualter Pinheiro Jr, 1min22s144.

Os três primeiros por Grupo foram: Grupo I: 1º) Nilson Ribeiro/José Ribeiro, 1min10s133; 2º) Jair Bana/Duda Bana, 1min11s315; 3º) Beto Borghesi/Márcio Lima/César Bonilha, 1min11s792. Grupo II: 1º) Aloysio Moreira/Osvaldo Ferreira Jr, 1min15s956; 2.º) Robson Kolling/Geovane Ciesielski, 1min16s566; e 3º) Carlos Eduardo Souza/Luiz Bau, 1min20s177. Grupo III: 1º) Leomar Fendrich/Jansen Bueno, 1min22s548; 2º) Paulo Totaro/José Soares/Ralf Publef, 1min23s140; e 3º) Mário Marcondes/Cláudio Leoni, 1min23s461. Grupo IV: 1º) Marcelo Karan/Marcos Ramos/José Cordova/José Vitte, 1min22s808; 2º) Algacir Sermann/Beto Cazuni/Toninho Espolador, 1min23s593; e 3°) Diego Pardo/Bruno Pardo/André Pardo, 1min24s136. Grupo V: 1º) Felipe Lobo/Gustavo Magnabosco, 1min32s387; 2º) Max Mohr/Christian Mohr/João Arruda, 1min32s507; e 3º) Rodrigo Tassi/Algacir Sermann/Luiz Ferreira, 1min34s442. Grupo VI: 1º) Curt Lindner/Álvaro Zambom dos Santos/Eberpacher,1min34s594; e 2º) Luiz Favareto/Jeferson Averbuck/Carlos Vaz, 1min36s518. No sábado (1.º/12) será realizado o warm up das 11 às 11h45, a largada acontece às 16 horas, com chegada às 22 horas, pódio às 23 horas, com prêmios em troféus do 1º ao 10º na Geral e do 1º ao 5º por Grupo.

Fonte www.caradec.com.br

4º Etapa Campeonato Brasileiro de Endurance

15/11/2012 09:28

 Nesse último domingo 11 de novembro em Viamão município vizinho a Porto Alegre no Rio Grande do Sul, ocorreu a 5º etapa dos campeonatos Gaúcho e Brasileiro de Endurance 2012.

 

Com o maior número de inscritos da temporada com 26 carros, a etapa foi muito boa para a equipe NC Racing, que apesar de alguns problemas durante a prova conseguiu terminar e garantir a primeira colocação entre os carros da categoria II do certame Brasileiro.

 

Após largar da pole position da Cat. II e na 2º colocação do grid geral para a prova, o protótipo 65 conduzido pelo Nilson vinha pressionando o protótipo numeral 5 da equipe da casa MC tubarão, ficando no seu encalço durante a primeira hora de prova. Conforme fomos abrindo diferença dos demais competidores, a prova se desenhava tranquila e soberana para a equipe, havendo inclusive a possibilidade de terminar-mos à frente do protótipo tubarão, pois contáva-mos com uma excelente estratégia de parada e reabastecimento para a prova.

 

Mas c c omo dizem los hermanos, carreras son carreras, e um problema com a correia da bomba dágua atrapalhou os planos da equipe... Perdemos muitas voltas nos box para a reparação do problema, o único alivio foi que nosso concorrente no certame brasileiro tambem enfrentou dificuldades técnicas mais adiante na prova. Com a volta para a pista com muitas voltas atrás sobrou à equipe e principalmente ao Beto o prazer de acelerar e poder marcar a melhor volta da prova com 1:03,800 tempo este que é o novo recorde em corridas do autódromo de Tarumã, e que rendeu muitos elogios para o carro e equipe ao término da corrida. Nesse retorno à prova o Beto tirou muitas da voltas perdidas porém sem chances de recuperação no resultado geral da prova, mas no certame brasileiro conseguimos ainda ficar na primeira pocisão.

 

Agora a atenção e preparação estão focadas para a prova mais importante do calendário brasileiro 2012, as tradicionais 500 milhas de Londrina no dia primeiro de dezembro próximo. A disputa pelo título brasileiro da categoria II esta acirrada, e quem conseguir o melhor resultado nessa prova de mais de 6 horas de duração sairá como campeão da temporada 2012. Ano passado a equipe largou na frente do grid geral para a prova, mas enfrentamos problemas e não conseguimos chegar ao final, o trabalho agora é todo direcionado para que possamos concluir a prova desse ano e principalmente sem nenhum imprevisto, sabemos que o desafio é imenso, mas estamos preparados e dispostos a superar esse grande desafio das 500 milhas de londrina.

Mudanças no Campeonato Brasileiro de Endurance

15/11/2012 09:24


Nesta quarta-feira (17), a Auto+ Entretenimento anunciou com efeito imediato o encerramento da TOP SERIES, o Brasileiro de Endurance. A última etapa, prevista para o dia 4 de novembro, em Guaporé, está cancelada e a empresa promotora do campeonato já informou sua decisão aos dirigentes da Confederação Brasileira de Automobilismo.

A medida foi tomada em função do baixo número de inscritos: o grid de largada caiu 43% desde a etapa de lançamento, chegando a apenas 13 participantes na corrida mais recente, em Londrina. "Foram meses de trabalho intenso e investimento alto para transformar a realidade do Endurance", afirma Marcello Sant’Anna, presidente da Auto+.

"Criamos um evento caprichado na parte promocional, bem estruturado e organizado, com público e espaço em televisão aberta, mas infelizmente esses esforços não foram suficientes para atrair mais pilotos", acrescenta Marcello. Em menos de cinco meses, a TOP SERIES chegou a R$ 31 milhões em retorno de mídia (números atualizados até agosto/2012).

"Gostaria de agradecer aos pilotos que acreditaram no projeto desde o início e mesmo aqueles que estiveram conosco em algum momento, ajudando a construir a TOP SERIES. Agradeço também o apoio dos patrocinadores Acnase, Pirelli, Radiex e Motul e dos nossos parceiros Band, Banco BVA, Santa Carolina, U Racer, Locaweb, BMC e CBA".

"Sou um apaixonado pelo automobilismo, sempre quis colaborar com o esporte a motor e vou continuar com esse objetivo na Auto+. Em função do cenário atual, estamos encerrando o projeto da TOP SERIES, mas podem ter certeza que a Auto+ vai seguir investindo e trazendo novidades para o automobilismo brasileiro", conclui Marcello Sant’Anna
.

 

Problema no cubo atrapalha corrida espetacular da equipe

15/10/2012 23:24

 

Depois de uma hora e meia de prova espetacular a equipe NC Racing foi obrigada a abandonar a corrida em Londrina.

 

    Toda emoção começou no aquecimento para a prova bem cedo, o carro apresentou um vazamento no tanque e tivemos que desmonta-lo para fazer o reparo, o problema era que faltavam somente 45 minutos para a largada, e em um grande esforço coletivo a equipe conseguiu terminar o reparo a tempo do Nilson largar para a corrida sem perder nenhuma volta, porem largando dos boxes em último.

 

    A corrida foi espetacular, a melhor prova da equipe NC Racing neste ano no Top Series, uma demonstração de pilotagem inspiradíssima do Nilson tirou a equipe do último lugar para a primeira posição na Top2 e segunda posição no geral com 40 minutos de corrida. O Nilson foi ultrapassando os concorrentes e até os protótipos com motores maiores ou turbinados da top1 (que não são concorrentes) até ter pista livre a frente, e seguir com um bom ritimo de prova e deixar a equipe confiante na vitória.

 

    Foi ai que outras emoções surgiram, mas desta vez sem trazer alegria. Surgiu um defeito no cubo dianteiro esquerdo onde tem a porca rápida de fixação da roda, causando o mesmo afrouxar a ponta de eixo e na seguencia de eventos danificar o eixo e cubos, a equipe ainda tentou reparar o carro e fez mais algumas voltas em dois retornos à pista, porem não era possível o reparo por completo com o tempo disponível, e por motivos de segurança a equipe decidiu abandonar a prova.

 

Jair Bana e Duda Bana venceram a corrida pela categoria TOP 2, com o protótipo Predador. Esta é a segunda vitória da dupla neste ano (a primeira havia sido em junho, no circuito de Curitiba). Assim como na primeira vez, eles enfrentaram uma corrida extremamente movimentada, com cinco líderes diferentes dentro da categoria. Jair e Duda só tiveram algum sossego no final, quando lideraram as últimas 54 voltas.


O segundo lugar ficou com Alexandre Finardi e Nelson Silva Jr., estreantes na categoria, de protótipo MetalMoro MRX. Em terceiro, chegaram Marcello Sant’Anna, Christian Pons e André Posses, com o Porsche 996. O resultado da prova colocou fogo no campeonato da TOP 2. Agora, Marcello e Christian lideram a tabela de pontos com 117 pontos, apenas um a mais do que os vice-líderes, a dupla Nilson Cintra e José Ribeiro, com 116. Jair e Duda também entraram nessa briga, com 100.

A decisão será na última etapa, marcada para o dia 4 de novembro, no circuito de Guaporé, no Rio Grande do Sul. Mas Marcello e Christian já podem comemorar pelo menos um título: a disputa está encerrada matematicamente na divisão GT. Não podem mais ser alcançados por ninguém entre os modelos de Gran Turismo. A corrida movimentada foi boa para Marcello, Christian e André, porque em condições normais estava difícil acompanhar os adversários em Londrina.

Tanto que apenas os protótipos ocuparam a liderança da corrida, que teve pouco mais de três horas de duração e 139 voltas. Além dos vencedores, também estiveram na primeira posição por alguns momentos os segundos colocados, Alexandre Finardi e Nelson Silva Jr., o piloto local Cesinha Bonilha e o parceiro de pilotagem Carlos Eduardo Souza, e mais Nilson Cintra e José Ribeiro e Robson Kolling e Odair Costa Jr. Sinal de que a disputa segue realmente muito aberta na TOP 2.

RESULTADO FINAL EM LONDRINA

1 X.Negrão - Xandinho
2 J.Bana - D.Bana             
3 A.Finardi-N.Silva Jr
4 C.Pons-M.SantAnna-A.Posses
5 T.Andrade - B.Justo
6 N.Faustini - E.Ferreira
7 A.Moreira-O.Ferreira Jr            
8 N.Cintra-J.Ribeiro
9 O.Costa Jr-R.Kolling
10 C.Souza-M.Bonilha
11 J.Kraucher-E.Amorin
12 R.Pimenta-D.Pimenta
13 T.Riberi - S.Turvey

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO

TOP 2 PR
1 Nilson Cintra/José Ribeiro (MetalMoro MRX), 124
2 Jair Bana/Duda Bana (Predador), 100
3 Robson Kolling/Odair Costa Jr (Spyder), 95
4 Stuart Turvey/Thiago Ribeiri (Scorpion), 53
5 Alexandre Finardi/Nelson Silva Jr (MetalMoro MRX), 40
5 Fabio Steinbruch/Hansruedi Wipf/Herbert Gauss (Spyder), 40
5 Marco Garcia (Spyder), 40
8 Eduardo Furnaletto/Renan Guerra (Spyder), 37
8 Aloysio Moreira/Osvaldo Ferreira (Protótipo), 37
10 Admir Pardo/Diego Pardo (Aldee), 33
11 Cesinha Bonilha/Carlos Eduardo Souza (MetalMoro MRX), 26
12 Antonio Marcondes/João Vasconcelos (Scorpius), 20
13 Marcelo Lozasso/Marcelo Karan (Spyder), 14

TOP 2
1 Marcello Sant’Anna/Christian Pons (Porsche 996), 117
2 Nilson Cintra/José Ribeiro (MetalMoro MRX), 116
3 Jair Bana/Duda Bana (Predador), 100
4 Robson Kolling/Odair Costa Jr (Spyder), 80
5 Henry Visconde/Ricardo Landi (BMW M3), 75
6 Alexandre Zaninotto (Ferrari F430), 45
7 Alexandre Finardi/Nelson Silva Jr (MetalMoro MRX), 40
8 Mário Marques (Maserati Trofeo), 38
9 Demétrio Mendes/Leonardo Vital (Maserati Trofeo), 37
9 Fabio Steinbruch/Hansruedi Wipf/Herbert Gauss (Spyder), 37
9 André Posses (Porsche 996), 37
12 Stuart Turvey/Thiago Ribeiri (Scorpion), 35
12 Aloysio Moreira/Osvaldo Ferreira (Protótipo), 35
14 Marco Garcia (Spyder), 33
15 Eduardo Furnaletto/Renan Guerra (Spyder), 31
16 Marcelo Lozasso (Maserati Trofeo), 30
17 Admir Pardo/Diego Pardo (Aldee), 27
18 Cesinha Bonilha/Carlos Eduardo Souza (MetalMoro MRX), 24
19 João Carvalho (Maserati Trofeo), 23
20 R. Gargiulio (Maserati Trofeo), 19
21 Marcos Ramos/José Cordova (Ferrari F430), 15
22 Antonio Marcondes/João Vasconcelos (Scorpius), 12
23 Marcelo Karan (Spyder), 7
24 Carlinho de Andrade/Tiel de Andrade (BMW Série 1), 6

TOP 2 GT
1 Marcello Sant’Anna/Christian Pons (Porsche 996), 149
2 Henry Visconde/Ricardo Landi (BMW M3), 87
3 Mário Marques (Maserati Trofeo), 57
4 Alexandre Zaninotto (Ferrari F430), 53
4 André Posses (Ferrari F430), 53
6 Demétrio Mendes/Leonardo Vital (Maserati Trofeo), 40
7 Marcelo Lozasso/João Carvalho (Maserati Trofeo), 32
8 R. Gargiulio (Maserati Trofeo), 25
8 Marcos Ramos/José Cordova (Ferrari F430), 25
10 Carlinho de Andrade/Tiel de Andrade (BMW Série 1), 18

NC Racing larga da pole position novamente!!!

15/10/2012 23:09

 


Nenhuma surpresa na definição do grid de largada para a penúltima etapa da TOP SERIES, que será disputada neste domingo, a partir das 10h30, no circuito de Londrina. Xandy Negrão e Xandinho Negrão registraram a pole position para a corrida de três horas com o aparentemente imbatível Aston Martin Vantage. Desta vez, a dupla conseguiu 0s751 de vantagem sobre os segundos colocados, Dimas Pimenta e Rodrigo Pimenta, ao volante do Protótipo DIMEP GT R1.

Xandy e Xandinho completaram a volta em 1min08s834. É o novo recorde para categorias nacionais em Londrina e supera em mais de 1s o tempo registrado aqui pela Stock Car, há pouco mais de três meses. 


    Pela categoria TOP 2, outra vez apareceu a força do Protótipo MRX dos líderes do campeonato, Nilson Cintra e José Ribeiro. Esta é a terceira pole position consecutiva deles: Curitiba, Interlagos e Londrina. A dupla acabou superando até com certa folga o temido Protótipo Predador, de Jair Bana e Duda Bana, que é extremamente rápido e utiliza alguns componentes de Fórmula. Na TOP 3, o primeiro lugar é da dupla Ney Faustino e Edson Ferreira, com a picape Chevrolet.

OS OITO PRIMEIROS EM LONDRINA

1 X.Negrão-Xandinho,   1:08.834

2 R.Pimenta-D.Pimenta, 1:09.585

3 N.Cintra-J.Ribeiro, 1:11.066

4 J.Bana-D.Bana, 1:12.784

5 C.Souza-C.Bonilha-M.Lima, 1:12.890

6 T.Riberi-S.Turvey, 1:13.736

7 A.Finardi-N.Silva Jr, 1:16.246

8 C.Pons-M.SantAnna-A.Posses, 1:16.270

TOP SERIES abre programação com sol e tempo bom em Londrina

15/10/2012 23:02

 

Previsão de chuva não se confirmou e treinos começaram com céu azul

Tempo bom, céu azul. Tudo bem diferente da previsão. Um dia perfeito para começar um fim de semana de velocidade. E ao volante do novíssimo Aston Martin Vantage, Xandy Negrão e Xandinho Negrão registraram o melhor tempo na primeira sessão de treinos livres.

Eles completaram a volta em 1min09s530 e ficaram com a primeira posição na TOP 1. Pela categoria TOP 2, os mais velozes foram José Ribeiro e Nilson Cintra, com o Protótipo MRX e o tempo de 1min12s455. A próxima sessão está marcada para 11h20.

OS DEZ MELHORES EM LONDRINA

1 X.Negrão - Xandinho,                 1:09.530              
2 N.Cintra-J.Ribeiro, 1:12.455     
3 T.Andrade - B.Justo, 1:13.695 
4 C.Souza-M.Bonilha, 1:13.776  
5 J.Bana - D.Bana, 1:14.653          
6 D.Pimenta - R.Pimenta, 1:14.833           
7 T.Riberi - S.Turvey, 1:14.868
8 J.Kraucher-E.Amorin, 1:16.358               
9 A.Finardi-N.Silva Jr, 1:17.451   
10 M.SantAnna - C.Pons, 1:17.868

A PROGRAMAÇÃO EM LONDRINA

Sábado (13)
09h10 - 10h10 1º Treino Livre
11h20 - 12h20 2º Treino Livre
13h20 - 14h10 3º Treino Livre
15h40 - 16h45 Treino Classificatório

Domingo (14)
08h35 - 09h00 Warm Up
10h30 - 13h30 Corrida

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO

TOP 1
1 Xandy Negrão/Xandinho Negrão (Aston Martin Vantage), 98
2 Chico Longo/Daniel Serra (Ferrari F458), 79
3 Eduardo Amorim/Jindra Krauscher (MetalMoro MRX), 72
4 Pedro Queirolo/Rodrigo Barbosa (Corvette Z06R), 67
5 Dimas Pimenta/Rodrigo Pimenta (Dimep GT R1), 54
6 Tiel Andrade/Bruno Justo (MC Tubarão), 43
7 Daniel Croce/Fernando Croce/Fernando Gomes Croce (Corvette Z06R), 40
8 Marcel Visconde/Max Wilson (Porsche 911), 33

TOP 2
1 Nilson Cintra/José Ribeiro (MetalMoro MRX), 85
2 Marcello Sant’Anna/Christian Pons (Ferrari F430), 80
3 Henry Visconde/Ricardo Landi (BMW M3), 75
4 Robson Kolling/Odair Costa Jr (Spyder), 54
5 Jair Bana/Duda Bana (Predador), 50
6 Alexandre Zaninotto (Ferrari F430), 45
7 Mário Marques (Maserati Trofeo), 38
8 Demétrio Mendes/Leonardo Vital (Maserati Trofeo), 37
8 Fabio Steinbruch/Hansruedi Wipf/Herbert Gauss (Spyder), 37
10 Marco Garcia (Spyder), 33
11 Eduardo Furnaletto/Renan Guerra (Spyder), 31
12 Marcelo Lozasso (Maserati Trofeo), 30
13 Admir Pardo/Diego Pardo (Aldee), 27
14 Stuart Turvey/Thiago Ribeiri (Scorpion), 23
14 João Carvalho (Maserati Trofeo), 23
16 R. Gargiulio (Maserati Trofeo), 19
17 Marcos Ramos/José Cordova (Ferrari F430), 15
18 Antonio Marcondes/João Vasconcelos (Scorpius), 12
19 Marcelo Karan (Spyder), 7
20 Carlinho de Andrade/Tiel de Andrade (BMW Série 1), 6

Equipe NC Racing a todo vapor!

23/09/2012 22:57

    Carro quase pronto, upgrades interessantes, e mudança de combustível são novidades da Equipe NC Racing para a etapa de Londrina.

 

    Com o carro praticamente pronto para a proxima corrida em Londrina PR, a Equipe testa agora novo combustível (avgas) para melhorar a autonomia do prototipo e ser ainda mais competitiva nas provas de 3 hrs da Topseries nesse final de campeonato 2012.

    A Equipe trabalha também no acerto do módulo gearcontroller para efetuar trocas das marchas rápidas e sem "aliviar"o acelerador, tendo assim mais facilidade de conduzir e menos desgaste de piloto e equipamento nas 3 hrs de corrida.

    Esta sendo elaborada também novo acerto de calibragem de molas e amortecedores visando um menor desgaste dos pneus, principalmente os dianteiros que apresentaram o maior desgaste nas 2 ultimas provas. Melhorando o grip dianteiro o carro ficará melhor nas curvas de baixa e média velocidade, mas buscando sempre conservar equilibrio dianteiro/traseiro principalmente nas curvas de alta velocidade, onde com uma dianteira muito arisca fica muito mais difícil chegar no limite do carro, sem contar a maior probabilidade de um erro como "traseirada" ou rodada.

 

    Contamos com a torcida de todos amigos, parceiros e familiares nesse proxima e importante prova em Londrina.

 

TOP SERIES anuncia nova data para etapa de Londrina (PR)

23/09/2012 22:52

 

Prova foi transferida para o dia 14 de outubro para aguardar a chegada de alguns modelos GT ao Brasil

A programação da TOP SERIES sofreu uma alteração importante nesta semana: a quarta etapa, que será disputada em Londrina, foi transferida para o dia 14 de outubro. A mudança foi necessária porque alguns dos modelos de Gran Turismo já inscritos para a prova ainda estão fora do Brasil e não chegariam a tempo para a corrida.

“Recebemos esta informação, consultamos parte dos pilotos e a maioria apoiou a mudança de data”, afirma Marcello Sant’Anna, presidente da Auto+ Entretenimento. Para a TOP SERIES, a etapa de Londrina está entre as mais importantes da temporada, com grande esquema de divulgação preparado e forte apoio local.

A nova data ajuda a garantir um espetáculo ainda mais atraente no autódromo de Londrina, que está completando 20 anos de história – foi inaugurado em agosto de 1992. A TOP SERIES fará parte desta festa levando ao circuito os carros mais rápidos do Brasil, incluindo modelos de Gran Turismo, Protótipos e Chassi Tubular.

Líderes da TOP SERIES enfrentam as feras do Mundial de Endurance em Interlagos

23/09/2012 22:52

 

 

Xandy Negrão e Chico Longo disputarão as 6 horas de São Paulo pela categoria LMGTE Am

Neste fim de semana, o Brasil recebe pela primeira vez uma etapa do Mundial de Endurance, que vai passar por aqui com as 6 horas de São Paulo. A prova inédita terá a participação de dois especialistas em corridas de longa duração: Xandy Negrão e Chico Longo, líderes da TOP SERIES, a série brasileira de Endurance. Eles vão dividir a pilotagem da Ferrari 458 na categoria LMGTE Am com Enrique Bernoldi, piloto com passagem pela Fórmula 1.

"Estou ansioso pela corrida de São Paulo. Gosto de provas de longa duração, onde trabalhamos bastante com a estratégia de equipe e as corridas têm mais emoção, pelos pit stops e as trocas de pilotos. Por participar dessa prova em uma equipe acostumada com este tipo de corridas, acredito que teremos um bom resultado e grandes chances de chegar ao pódio", afirma Xandy. A equipe escolhida pelo trio brasileiro foi a italiana AF Corse.

"Vamos disputar para vencer, claro, mas correr ao lado dos amigos de pista Chico Longo e Enrique Bernoldi será uma grande festa. Todos nós conhecemos bem a pista de Interlagos e, além disso, o Chico tem bastante experiência com a Ferrari. Já o Bernoldi, por ter sido piloto do FIA GT, também traz uma boa bagagem", acrescenta Xandy. “As corridas que mais gosto são aquelas de longa duração”, destaca Chico Longo, que no Brasil disputa a temporada completa da TOP SERIES.

“Estratégia de parada, consumo de pneus e combustível, troca de pilotos, isto tudo me fascina. E dividir a pista com os principais Protótipos do mundo será outro fator motivador. Ainda não pilotei este modelo de Ferrari, mas vamos ter bastante tempo para conhecer o carro”, completa Chico. Os treinos para as 6 horas de São Paulo começam já nesta quinta-feira (13). Na sexta (14), será definido o grid de largada e a corrida está marcada para sábado (15) às 12h00.

Novos carros na TOP SERIES

23/09/2012 22:51

 

Nova divisão permitirá a chegada de modelos com chassi tubular já a partir da etapa de Londrina

Os organizadores da TOP SERIES confirmaram nesta semana mais uma novidade para a categoria mais rápida do Brasil. É a criação da divisão TOP 3, destinada aos carros com chassi tubular, que terão regulamento exclusivo, mas poderão alinhar no mesmo grid de largada, com as classes TOP 1 e TOP 2. “Recebemos contatos de pilotos interessados na categoria desde o início do ano e estávamos estudando a melhor forma de viabilizar a entrada desses novos carros no campeonato”, afirma Marcello Sant’Anna, presidente da Auto+ Entretenimento, promotora da TOP SERIES.

Nas últimas semanas, os organizadores apresentaram as ideias aos dirigentes da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e receberam autorização para a estreia da nova divisão, a TOP 3. Os carros de chassi tubular passam a fazer parte do grid de largada já a partir da próxima etapa, que será disputada nos dias 22 e 23 de setembro, em Londrina (PR). Serão admitidos os modelos mais fortes, como a versão anterior dos carros de Stock Car e Pick Up Racing, que agora se juntam aos carros de Gran Turismo e Protótipos na categoria mais rápida do Brasil.

“A chegada dos carros de chassi tubular representa um reforço importante para o grid de largada da TOP SERIES. Um dos grandes atrativos do Endurance é promover esta combinação entre diferentes modelos e tenho certeza que estamos no caminho certo para melhorar ainda mais o espetáculo”, acrescenta Marcello Sant’Anna. Esta é a primeira temporada da TOP SERIES, categoria que apresenta transformação técnica e promocional ao antigo Brasileiro de Endurance. A categoria é a mais rápida do Brasil e recentemente quebrou os recordes para campeonatos nacionais em Curitiba e Interlagos.

Endurance volta ao Capacete de Ouro com a TOP SERIES

23/09/2012 22:50

 

Após quatro anos, Endurance volta ao Capacete de Ouro com a TOP SERIES

Pilotos que disputam a atual temporada já estão concorrendo ao prêmio oferecido pela revista Racing

Pela primeira vez desde 2008, o Endurance terá uma categoria exclusiva no Capacete de Ouro, premiação criada há 15 anos pela revista Racing. O retorno ao prêmio mais importante da imprensa especializada é resultado direto do crescimento modalidade, revitalizada com a criação da TOP SERIES, o novo Brasileiro de Endurance, agora promovido pela Auto+ Entretenimento.

Os resultados da atual temporada já estão sendo contabilizados e vão apontar os três finalistas da categoria Endurance. Na fase final, os jornalistas especializados poderão votar nos pilotos classificados para definir o vencedor do Capacete de Ouro. "Estamos muito contentes com este reconhecimento da revista Racing", afirma Marcello Sant’Anna, promotor da TOP SERIES.

"Há quatro anos não havia premiação específica para o Endurance. Esta é mais uma conquista importante neste trabalho de revitalização das corridas de longa duração e a constatação de que, com o apoio dos pilotos e dos nossos parceiros, estamos conseguindo mudar o cenário", acrescenta Marcello Sant’Anna, presidente da Auto+ Entretenimento.

Até aqui, a TOP SERIES já realizou três etapas, a primeira delas em conjunto com a Fórmula Indy, no circuito de rua do Anhembi, em São Paulo. A nova proposta, que inclui transmissão das corridas em televisão aberta, pela Band, atraiu modelos GT2, GT3, GT4 e Protótipos, elevando o nível do Endurance no País. Atualmente, a TOP SERIES é a categoria mais rápida do Brasil.

Esta é a oitava vez que o Endurance integra o Capacete de Ouro, mas a modalidade estava fora da premiação desde 2008. 

CAPACETE DE OURO

PREMIADOS - CATEGORIA ENDURANCE

2001 Flavio Andrade/Ruyter Pacheco
2002 Letícia Zanetti/Claudio Ricci
2004 Xandy Negrão/Guto Negrão
2005 Xandy Negrão/Xandinho Negrão/Guto Negrão/Giuliano Losacco
2006 Eduardo Souza Ramos/Leandro Almeida
2007 João Sant’Anna/Victor Genz
2008 Eduardo Souza Ramos/Leandro Almeida

Seis carros diferentes já venceram na TOP SERIES

23/09/2012 22:44

 

Até aqui, temporada já teve seis carros diferentes vencendo na TOP SERIES

A conta leva em consideração os resultados das categorias TOP 1 e TOP 2

Competitividade. Talvez seja a melhor definição para a primeira metade desta temporada da TOP SERIES. A categoria, que nasceu para resgatar o brilho das corridas de longa duração no Brasil, já teve pelo menos seis carros diferentes vencendo neste ano, nas categorias TOP 1 e TOP 2. E essa conta leva em consideração apenas as classificações gerais, sem a divisão entre modelos de Gran Turismo e Protótipos. Resumo perfeito deste campeonato de 2012.

Xandy Negrão e Xandinho Negrão começaram a temporada ganhando a corrida mais especial do calendário, pela TOP 1, no circuito de rua do Anhembi, em São Paulo. Na época, ainda estavam com a Lamborghini Gallardo LP600+. Chegaram a liderar também em Curitiba, mas a dupla Chico Longo e Daniel Serra deu o bote no final, com a Ferrari F458. Xandy e Xandinho voltariam a vencer em Interlagos, já com o novíssimo Aston Martin Vantage.

A diversidade de carros vencedores é ainda maior na TOP 2, que teve Marcel Visconde e Nonô Figueiredo faturando a primeira etapa com um carro de Gran Turismo, o Porsche 996. Depois, apenas os Protótipos venceriam na categoria, começando pela conquista de Jair Bana e Duda Bana em Curitiba, ao volante do Predador. Na etapa mais recente, em Interlagos, foi a vez de Nilson Cintra e José Ribeiro, primeiros colocados com o MRX.

Com novo recorde, TOP SERIES surge como a categoria mais rápida do Brasil

13/08/2012 22:57

 

 

No último fim de semana, Xandinho Negrão superou em 7s a pole position da Stock Car

Lançada há apenas cinco meses, com o objetivo de resgatar o brilho das corridas de longa duração, a TOP SERIES ainda está começando sua história, mas já pode ser apresentada como a categoria mais rápida do Brasil. Título conferido pelas sucessivas quebras de recordes para categorias nacionais, primeiro com Daniel Serra, no autódromo de Curitiba, em Pinhais, e mais recentemente com Xandinho Negrão, no circuito de Interlagos, em São Paulo.

É uma nova realidade para o Endurance, competição que sempre colocou na vitrine a resistência dos modelos participantes, mas agora conta também com os carros mais rápidos do Brasil. O tempo registrado por Xandinho Negrão no último fim de semana superou em três segundos a melhor marca deste ano para categorias nacionais em Interlagos. E apenas para comparativo simples, foi sete segundos melhor que a pole position da Stock Car.

O regulamento da categoria permite explorar ao máximo o alto nível dos carros inscritos, sem perder nadinha em termos de equilíbrio: as duas primeiras corridas do ano foram decididas com margem de vitória sempre inferior a 30 segundos, pouco para provas de Endurance. A única exceção foi a conquista avassaladora de Xandy Negrão e Xandinho Negrão no último fim de semana, com o novo Aston Martin Vantage. Mas essa briga ainda promete mais emoção na disputa pelo título Brasileiro.

"Estamos construindo uma nova categoria, sempre atentos e disponíveis para discutir cada detalhe com quem realmente faz o espetáculo, que são os pilotos, os chefes de equipe, os proprietários dos carros. O objetivo é ter participantes cada vez mais satisfeitos com o que está acontecendo dentro da pista e isso tem ajudado o campeonato a crescer naturalmente", comenta Marcello Sant’Anna, presidente da Auto+ Entretenimento, empresa que promove a TOP SERIES.

Esse trabalho se completa com o pacote de mídia do campeonato, que neste último fim de semana teve melhores momentos e a hora final da corrida transmitida ao vivo para todo o Brasil em televisão aberta, pela Band. Agora, a categoria mais rápida do País tem pela frente mais três corridas, todas elas concentradas no Sul, a região mais tradicional do Endurance. Em jogo, dois títulos: o Brasileiro, que é a soma dos resultados do ano, e o Sul-Brasileiro, torneio paralelo das últimas três etapas de 2012.

OS TEMPOS EM INTERLAGOS

TOP SERIES, 1min34s240 (Xandinho Negrão)

Gran Turismo, 1min37s236 (Allam Khodair)

Stock Car, 1min42s477 (Átila Abreu)

Porsche Cup, 1min43s312 (Clemente Lunardi)

Copa Montana, 1min48s181 (Rafael Daniel)

Brasileiro de Marcas, 1min51s279 (Denis Navarro)

TOP 2 PR: Título para Cintra e Ribeiro

25/07/2012 11:33

 

Dupla conquista a Copa São Paulo em Interlagos

Eduardo Furlanetto já comemorava a conquista da Copa São Paulo pela categoria TOP 2 PR quando foi informado de sua desclassificação na terceira etapa da temporada, que encerrou o torneio paralelo neste domingo, no autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Mesmo sem completar a prova, o resultado era suficiente para garantir o título para Furla, mas a direção de prova excluiu o piloto do resultado final, por ter recebido ajuda externa para voltar à pista após a perda da roda traseira direita na Descida do Lago.

Com a desclassificação de Furlanetto, a taça passa para as mãos da dupla Nilson Cintra e José Ribeiro, que venceram a corrida e foram a 91 pontos. Robson Kolling é o vice-campeão da Copa São Paulo, com 90. Eduardo Furlanetto caiu para terceiro com 87.

CLASSIFICAÇÃO FINAL – COPA SÃO PAULO 
TOP 2 PR
 
1 Nilson Ribeiro/José Ribeiro (MetalMoro MRX), 91 
2 Robson Kolling (Spyder), 90 
3 Eduardo Furnaletto (Spyder), 87 
4 Odair Costa Jr. (Spyder), 67 
5 Marco Garcia (Spyder), 63 
6 Jair Bana/Duda Bana (Predador), 50 
6 José Cardoso (Spyder), 50 
8 Carlos Burza/Cristina Rosito (Spyder), 40 
8 Fabio Steinbruch/Hanruedi Wipf/Herbert Gauss (Spyder), 40 
10 Stuart Turvey/Thiago Riberi (Scorpion), 39 
11 Renan Guerra (Spyder), 37 
12 Admir Pardo/Diego Pardo (Aldee), 33 
13 Fabricio Cola/Rogerio Gonçalves (Spyder), 32 
14 Leonardo Jaffet/William Freire (Spyder), 28 
15 Antonio Marcondes/João Vasconcelos (Scorpius), 20 
16 Marcelo Lozasso/Marcelo Karan (Spyder), 14

Primeira vitória da Equipe NC Racing na Topseries!

22/07/2012 16:23

 

Nilson Cintra e José Ribeiro garantem primeiro lugar entre os carros da TOP 2

Dupla largou na pole position e chegou imediatamente à frente de Henry Visconde e Ricardo Landi

Desta vez, o carro resistiu bem, suportou as três horas de corrida e Nilson Cintra e José Ribeiro finalmente conquistaram a esperada vitória na TOP SERIES, durante a terceira etapa da temporada, disputada neste domingo (22), no autódromo de Interlagos, em São Paulo. A dupla largou na pole position e manteve tudo sob controle, para superar de vez a frustração da corrida anterior – quando saíram na frente e sofreram uma quebra no acelerador em Curitiba.

“No início da corrida, tivemos nosso momento mais tenso, com uma vibração forte no carro”, lembra Nilson Cintra. “Mas no restante da corrida o Protótipo se comportou bem e deu tudo certo”, comemora o piloto, que divide a pilotagem do Protótipo MRX com José Ribeiro. Eles chegaram à frente de Henry Visconde e Ricardo Landi, que pilotam a BMW M3. O resultado ajudou as duas duplas na pontuação do Brasileiro, mas não foi suficiente na Copa São Paulo.

O torneio paralelo, que leva em consideração as três primeiras corridas da temporada, foi vencido por Marcello Sant’Anna e Christian Pons, de Ferrari F430, na classe GT. Na verdade, Marcello e Christian fizeram uma corrida de muita raça, superando uma série de problemas no carro para conseguir o quarto lugar em Interlagos. Foi o bastante para levantar a taça, que entre os Protótipos ficou com Eduardo Furlanetto, outro que viveu um drama na decisão da Copa São Paulo.

Furla, parceiro de pilotagem de Leandro Ferrari no Protótipo Spyder, perdeu a roda traseira direita, rodou e ficou atravessado na Descida do Lago. Abandonou com apenas 26 voltas. Mas aí teve aquela chamada “sorte de campeão”: o principal adversário, Robson Kolling, companheiro de Odair Costa Jr. em outro Spyder, também abandonou uma volta depois, na 27. A corrida deste domingo teve entre os destaques o trio Fabio Steinbruch, Hansruedi Wipf e Herbert Jr. Eles completaram a prova na terceira posição, também de Protótipo Spyder.

A próxima etapa da TOP SERIES está marca para 19 de agosto, no circuito de Santa Cruz do Sul.

O RESULTADO FINAL EM INTERLAGOS
1°, T1, X.Negrão - Xandinho
2°, T1, D.Croce - F.Croce - F.Gomes
3°, T1, E.Amorin - J.Kraucher
4°, T2, N.Cintra - J.Ribeiro
5°, T2, H.Visconde - R.Landi
6°, T2, Steinbruch-Wipf-Gauss  
7°, T2, SantAnna - Pons
8°, T1, P.Queirolo - R.Barbosa
9°, T1, D.Pimenta - R.Pimenta
10°, T1, C.Longo - D.Serra            
11°, T1, T.Andrade - B.Justo
12°, T2, Marques-Lozasso-Carvalho
13°, T2, R.Kolling - O.Costa Jr      
14°, T2, R.Gargiulio
15°, T2, A.Marcondes-J.Vasconcelos
16°, T2, T.Riberi - S.Turvey
17°, T2, E.Furlanetto

Segunda pole-position consecutiva no topseries!

22/07/2012 16:15

Outra vez, José Ribeiro e Nilson Cintra saem na frente com MRX

Protótipo foi novamente o mais rápido entre os carros inscritos na TOP 2

Parece até filme repetido: José Ribeiro e Nilson Cintra conquistaram a pole positon para a terceira etapa da TOP SERIES, que será disputada neste domingo (22), às 10h50, no circuito de Interlagos, em São Paulo. Com isso, eles repetem o resultado da prova anterior, quando também largaram na frente – no autódromo de Curitiba, em Pinhais. A única torcida é para que o desfecho seja diferente desta vez, afirma o autor da pole position, José Ribeiro.

“Lá, tivemos um problema de acelerador, algo que não acontecia havia um ano”, lembra Ribeiro. “E aqui o carro está muito bem, conseguimos tirar até mais do que esperávamos dele. Agora, nossa preocupação é deixar o carro preparado para a corrida, para evitar qualquer abandono. Vamos mexer bastante ainda, então essa vantagem do treino nem é real, porque é impossível manter esse ritmo a corrida inteira. O primeiro objetivo é poupar”, conclui Ribeiro.

A segunda posição na categoria TOP 2 também ficou com um Protótipo, o Scorpion, pilotado pelo brasileiro Thiago Riberi e pelo inglês Stuart Turvey. Terceiros colocados no grid de largada, Marcello Sant’Anna e Christian Pons saem na frente entre os carros de Gran Turismo. E a primeira meta é mesmo pensar apenas na categoria TOP 2 GT. “Na verdade, a minha conversa com o meu parceiro de pilotagem é exatamente essa, vamos fazer o nosso trabalho”, destaca Marcello.

“Se pensarmos em pressionar os Protótipos, primeiro teremos uma distância grande para percorrer e depois isso pode atrapalhar nosso rendimento. E uma das vantagens do nosso carro é justamente a constância. Para se ter uma ideia, minha melhor volta na corrida passada foi registrada na minha última passagem com o carro”, acrescenta Marcello. A corrida deste domingo será transmitida na íntegra pelo site oficial da TOP SERIES e terá sua última hora exibida ao vivo pela Band.

O GRID DE LARGADA EM INTERLAGOS
1°, X.Negrão - Xandinho, 1:34.240
2°, C.Longo - D.Serra, 1:35.039
3°, D.Pimenta - R.Pimenta, 1:37.703
4°, P.Queirolo - R.Barbosa, 1:38.513
5°, D.Croce - F.Filho - F.Gomes, 1:38.965
6°, N.Cintra - J.Ribeiro, 1:40.984
7°, T.Andrade - B.Justo, 1:41.812
8°, T.Riberi - S.Turvey, 1:43.836 
9°, Sant’Anna - Pons, 1:45.628
10°, H.Visconde - R.Landi, 1:48.102
11°, Marques-Lozasso-Carvalho, 1:50.311
12°, E.Furlanetto, 1:50.913
13°, R.Kolling - O.Costa Jr, 1:54.240
14°, Steinbruch-Wipf-Gauss, 2:35.181
15°, A.Marcondes-J.Vasconcelos, sem tempo

TOP SERIES terá transmissão na íntegra pelo site e última hora ao vivo na Band

17/07/2012 23:47

 

 

Página oficial da categoria trará todos os detalhes da corrida a partir das 10h50

www.topseries.com.br

Pode colocar na agenda, avisar amigos, dividir com quem você quiser: está definido o formato de transmissão para a terceira etapa da TOP SERIES, marcada para domingo (22), no autódromo de Interlagos, em São Paulo. Com três horas de duração, a corrida será mostrada ao vivo e na íntegra pelo site oficial da categoria (www.topseries.com.br), a partir das 10h50.

E o espaço na televisão aberta também continua garantido, com a exibição da última hora de corrida ao vivo para todo o Brasil, pela Band. De acordo com a programação da emissora, a transmissão terá início às 13h00, com breve resumo da prova até ali, e só será concluída às 14h00, depois da cerimônia de pódio e das entrevistas com os vencedores em Interlagos.

Nesta temporada, a Band já mostrou ao vivo e na íntegra a corrida de lançamento da categoria, realizada em conjunto com a Indy, no circuito do Anhembi, em São Paulo, e mais os momentos iniciais da segunda prova do campeonato, disputada no autódromo de Curitiba, no Paraná. A transmissão pelo site é um complemento oferecido para a cobertura da Band.

"A transmissão ao vivo e na íntegra pelo site é um acréscimo importante no pacote de mídia da TOP SERIES", afirma Marcello Sant’Anna, presidente da Auto+ Entretenimento, empresa promotora da TOP SERIES. "Agora, o apaixonado pelas corridas de longa duração terá mais um canal disponível para acompanhar as provas, além das transmissões ao vivo na Band", conclui Marcello.

 

Novo calendário com entrada de Guaporé !!!

04/07/2012 11:46

TOP SERIES divulga novo calendário com entrada de Guaporé

 

Organizadores anunciaram também a antecipação da etapa de Londrina

 

O calendário da TOP SERIES sofreu alterações importantes nesta semana. Os organizadores da categoria divulgaram uma nova programação, atendendo solicitações de equipes e pilotos que disputam a atual temporada. As mudanças estão todas concentradas na segunda metade do campeonato, a partir de agosto, envolvendo as três últimas etapas.

A principal novidade é a entrada do circuito de Guaporé, que receberá a prova de encerramento da temporada, anteriormente prevista para Tarumã. Com enorme tradição nas competições de Endurance, a pista de Tarumã foi apenas remanejada, mas continua na programação: agora, receberá a quarta etapa (inicialmente marcada para o Velopark).

Outra mudança envolve a quinta etapa, que está confirmada em Londrina, mas teve sua data antecipada e será realizada uma semana antes do previsto, no dia 23 de setembro. Esta última alteração evita um conflito de datas com a Stock Car, onde competem regularmente alguns nomes importantes da TOP SERIES, como Daniel Serra, Xandinho Negrão, Max Wilson.

“Nosso objetivo é criar sempre as melhores condições para quem disputa a TOP SERIES e respeitamos muito a opinião dos nossos pilotos, das equipes. Recebemos algumas solicitações em relação ao calendário, elas foram avaliadas e agora podemos apresentar nossa nova programação”, afirma Marcello Sant’Anna, presidente da Auto+ Entretenimento, promotora da TOP SERIES.

O NOVO CALENDÁRIO DA TOP SERIES
3ª etapa, 22 de julho, Interlagos
4ª etapa, 12 de agosto, Tarumã
5ª etapa, 23 de setembro, Londrina
6ª etapa, 4 de novembro, Guaporé

 

Emoções da etapa de Pinhais estão na íntegra no site da TOP SERIES

21/06/2012 21:09

 

Gravação com as três horas de corrida pode ser acessada na área “Vídeos”

As emoções da segunda etapa, disputada há dez dias, no circuito de Pinhais, no Paraná, estão de volta no site oficial da TOP SERIES. A corrida pode ser vista na íntegra dentro da área de vídeos, com detalhes das três horas de duração da prova, vencida por Daniel Serra e Chico Longo.

A transmissão está dividida em partes, mas traz as 114 voltas da corrida, com narração de Octávio Muniz. É uma oportunidade interessante principalmente para quem pôde acompanhar apenas os minutos iniciais da prova, exibidos ao vivo para todo o Brasil, pela Band.

Quem navegar pela área de vídeos encontrará também a íntegra da primeira etapa, disputada no circuito de rua do Anhembi, em São Paulo. A categoria vai publicar as transmissões na página oficial da TOP SERIES durante toda a temporada de 2012.

 

Pequeno problema tira a vitória da equipe

12/06/2012 01:17

    O 4º lugar obtido ontem na corrida válida pela primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Endurance Top Series, não era o esperado pela Equipe NC Racing que largou para a prova na pole-position (1º posição), mas em vista do problema ocorrido no corpo de borboletas (admissão) do motor o resultado foi ótimo. Com uma parada não prevista logo aos 30 minutos de corrida, perdendo 15 minutos no box para reparação do defeito, o carro voltou para a pista e fez uma boa corrida de recuperação, chegando na 4º colocação na categoria (11º no geral), alcançando a 3º melhor volta entre os 19 carros da corrida.

 

 

Resultado Extra Oficial - Prova

10/06 - 1o Evento - Curitiba/PR

Autódromo de Pinhais
Extensão: 3695 m

PS C Nome Vts Tempo Total Dif Gap Melhor na Km/h
19 T1 C.Longo - D.Serra 0114 3:01:22.516     1:21.147 78 163,925
9 T1 X.Negrão - Xandinho 0114 3:01:47.527 25.011 25.011 1:22.495 79 161,246
13 T1 P.Queirolo - R.Barbosa 0112 3:01:22.914 2 Laps 2 Laps 1:26.663 36 153,491
8 T1 E.Amorin - J.Kraucher 0108 3:02:16.024 6 Laps 4 Laps 1:28.053 73 151,068
85 T2 J.Bana - D.Bana 0106 3:01:25.511 8 Laps 2 Laps 1:27.655 75 151,754
31 T2 SantAnna - Pons - Zaninotto 0105 3:01:46.772 9 Laps 1 Lap 1:32.349 61 144,041
10 T2 L.Vital - D.Mendes 0097 2:56:32.943 17 Laps 8 Laps 1:38.260 52 135,376
64 T2 H.Visconde - R.Landi 0097 3:01:23.981 17 Laps 4:51.038 1:36.788 29 137,434
71 T2 Kolling - Garcia - Costa Jr 0097 3:01:48.324 17 Laps 24.343 1:29.958 65 147,869
10° 66 T2 R.Guerra - E.Furlanetto 0097 3:02:24.650 17 Laps 36.326 1:34.982 65 140,048
11° 65 T2 N.Ribeiro - J.Ribeiro 0095 3:02:22.551 19 Laps 2 Laps 1:24.158 60 158,060
12° 911 T1 M.Visconde - M.Wilson 0092 2:35:13.806 22 Laps 3 Laps 1:27.097 17 152,726
13° 40 T2 A.Pardo - D.Pardo 0092 3:02:10.674 22 Laps 26:56.868 1:44.546 53 127,236
14° 5 T1 D.Pimenta III - R.Pimenta 0073 3:02:43.927 41 Laps 19 Laps 1:27.204 33 152,539
15° 15 T1 T.Andrade - B.Justo 0058 1:49:28.016 56 Laps 15 Laps 1:33.576 54 142,152
16° 28 T2 M.Ramos - J.Cordova 0039 1:36:05.986 75 Laps 19 Laps 1:37.795 36 136,019
17° 37 T2 S.Turvey - T.Riberi 0031 1:17:54.150 83 Laps 8 Laps 1:35.187 25 139,746
18° 44 T2 Lozasso - Marques- Karan 0015 42:29.691 99 Laps 16 Laps 1:59.726 9 111,104
19° 70 T2 J.Andrade - T.Andrade 0002 6:18.178 112 Laps 13 Laps 2:48.429 2 78,977

 

 

 

Em final emocionante, Serrinha e Longo superam Xandy e Xandinho

12/06/2012 01:33

 

Ultrapassagem que definiu a corrida foi realizada a cinco voltas da bandeirada em Pinhais

A corrida, com três horas de duração, se aproximava da parte final quando Daniel Serra perguntou qual era a diferença de tempo em relação ao líder, Xandinho Negrão. Era enorme, quase um minuto, mas tirando cerca de três segundos por volta ele ainda alimentava o sonho de buscar a vitória em Pinhais (PR). Deu certo: Daniel chegou e fez a ultrapassagem na 109ª volta das 114. Foram as únicas cinco voltas completadas na liderança pela Ferrari F458 de Chico Longo e Daniel Serra.

Eles largaram na pole position, mas não chegaram a completar nem a volta inicial na frente, porque recolheram aos boxes para a troca de pneus – começava a chover no circuito de Pinhais. A partir daí, a dupla ainda sofreu com um pneu furado, já no turno de Daniel, e esteve fora da primeira posição até o final, quando conseguiu ritmo forte para alcançar Xandinho. Até então líder, Xandinho não tinha mais o melhor ajuste para as condições de pista e reclamava do desgaste de pneus.

Terminou em segundo lugar com a Lamborghini Gallardo LP600+, que divide com o pai, Xandy Negrão. Eles chegaram a viver momento de tensão ainda maior no meio da corrida, quando a direção de prova anunciou bandeira preta, desclassificando a dupla por uma suposta falha no procedimento de pit stop (um dos mecânicos não estaria utilizando a indumentária necessária). Depois, a direção de prova decidiu suspender a punição e reavaliar todo o procedimento.

“Foi uma corrida fantástica, cheia de alternativas. Quando o pneu traseiro furou, fomos obrigados a parar mais uma vez e achei que ali escaparia a chance de vencer. Mas na parte final, com a Ferrari muito bem acertada e a Lamborghini virando um pouco pior, fomos atrás da vitória. Eu era informado pelo rádio que a diferença caía e tínhamos tempo para buscar o primeiro lugar. Quando faltavam cinco voltas, consegui a ultrapassagem. Mas foi uma corrida muito difícil”, disse Serrinha.

A vitória acabou recompensando o trabalho da equipe, que havia liderado absolutamente todos os treinos nesta segunda etapa da TOP SERIES. “O Chico também teve grande participação. Mesmo com muito resfriado, ele conseguiu pilotar por mais de uma hora. E virando rápido. Foi uma vitória com o trabalho de todos”, elogiou Daniel. “Aconteceu de tudo, secou, choveu, furou o pneu... Mas o time trabalhou muito bem”, acrescentou Chico.

A dupla Pedro Queirolo e Rodrigo Barbosa também se destacou, liderando por 19 voltas e terminando na terceira posição com o Corvette Z06R. Em quarto com o MRX MetalMoto, Eduardo Amorim e Jindra Kraucher foram os melhores entre os Protótipos, vencendo na divisão TOP 1 PR. A próxima etapa da temporada da TOP SERIES será disputada no dia 22 de julho, no Autódromo de Interlagos – José Carlos Pace, em São Paulo (SP).

 

www.topseries.com.br

 

NC Racing faz a pole position no Top Series !

11/06/2012 17:35

 

 

Nilson Ribeiro e José Ribeiro colocam Protótipo MRX na ponta em Curitiba

Dupla tem a pole position entre os inscritos na categoria TOP 2

Até eles se surpreenderam com o excelente tempo registrado no treino classificatório para a segunda etapa da TOP SERIES. Nilson Ribeiro e José Ribeiro colocaram o Protótipo MRX na pole position da categoria TOP 2 (destinada aos modelos GT4 e Protótipos até 2.000 cc sem superalimentação) e entre os dez primeiros na Geral. Um ótimo resultado para um carro ainda em desenvolvimento e que chegou a apresentar problema durante os treinos em Curitiba.

“Me surpreendi, sim. Quase não andamos nos treinos, tivemos uma série de problemas. Sabia que era possível ‘virar’ perto disso, mas ‘virou’ melhor do que eu esperava”, contou José Ribeiro. Na disputa pelo primeiro lugar da TOP 2, eles superaram o Protótipo Scorpion do inglês Stuart Turvey e do brasileiro Thiago Riberi. José, no entanto, enxerga outro adversário ainda mais perigoso para a corrida deste domingo (10), marcada para às 10h30, com transmissão ao vivo da Band.

“Nós somos nossos maiores adversários, porque se você forçar demais o carro não aguenta, quebra. Em corrida de longa duração, a tomada de tempo é o mais divertido, na prova não dá para abusar”, destacou José Ribeiro. O carro já tem um ano de desenvolvimento, enfrentou outras corridas de Endurance, mas José e Nilson sabem que precisam cuidar bem do equipamento. Principalmente porque os carros de Gran Turismo, logo atrás, devem resistir bem às três horas de prova.

“Na corrida, a durabilidade pode ser um trunfo da Ferrari. Sabemos que treino é treino, mas na corrida a briga vai ser muito boa durante as três horas. Acho que o carro foi bem, está bem acertado e agora a proposta é chegar, porque a gente tem boa chance de brigar lá na frente”, afirmou Marcello Sant’Anna, parceiro de pilotagem de Alexandre Zaninotto e Christian Pons. Eles ocupam a terceira posição no grid de largada na TOP 2, a melhor entre os GTs.

O GRID DE LARGADA EM CURITIBA
1) C.Longo - D.Serra - 1:15.440 – Ferrari 458
2) X.Negrão – Xandinho - 1:15.675 – Lamborghini LP 600 +
3) M.Visconde - M.Wilson - 1:16.974 - Porsche
4) P.Queirolo - R.Barbosa - 1:17.776 - Corvete
5) E.Amorin - J.Kraucher - 1:19.902 – MRX Metal
6) N.Ribeiro - J.Ribeiro - 1:19.972 – Protótipo MRX
7) T.Andrade - B.Justo - 1:20.192 – MC Tubarão
8) S.Turvey - T.Riberi - 1:20.380 – Protótipo Scorpion
9) SantAnna - Pons – Zaninotto - 1:23.875 – Ferrari Challenge
10) Kolling - Garcia - Costa Jr - 1:25.249 - Spyder
11) H.Visconde - R.Landi - 1:25.472 – BMW M3
12) M.Ramos - J.Cordova - 1:27.290 – Ferrari F430
13) D.Pimenta III - R.Pimenta - 1:28.398 – Protótipo Dimep
14) L.Vital - D.Mendes - 1:32.356 - Maserati
15) A.Pardo - D.Pardo - 1:39.057 - Aldee
16) Losasso - Marques- Karan - 1:40.323 – Ferrari 430

NC Racing, prontos para disputar a vitória em Pinhais!!!

02/06/2012 18:28

 

    Com participação confirmada na primeira etapa oficial do Top Series em Pinhais, a equipe NC Racing trabalha finalizando os detalhes do protótipo MRX duratec e fazendo os acertos específicos para o circuito paranaense. " O autódromo internacional de pinhais é um circuito de alta velocidade, onde os menores detalhes fazem muita diferença na performance. Estamos trabalhando minuciosamente o ajuste mecânico do carro para depender menos da aerodinâmica, usando menos downforce para ganhar mais velocidade na longa reta de 900 metros." disse José Roberto essa semana, enquanto estava na oficina trabalhando no protótipo junto com o Juninho.

 

    Apesar de disputar a categoria top2, sempre conseguimos estar entre os ponteiros na classificação geral das corridas, e como os carros mais rápidos do Brasil chegam para a etapa que abre a disputa pelo título do TOP SERIES, a equipe trabalha duro para ter o melhor desempenho possível. Com três horas de duração, a corrida promete ser um belo espetáculo para o público local, reunindo no mesmo grid de largada modelos GT2, GT3, GT4 e Protótipos.

 

    A equipe NC racing estará participando com o já vitorioso protótipo MRX duratec 2.0 que no ano de estréia em 2011 acumulou 3 vitórias nas 4 etapas disputadas no certame brasileiro na categoria II.

 

 

Com motor de 720 cv, Protótipo DIMEP é atração na TOP SERIES

02/06/2012 18:23

 

Com motor de 720 cv, Protótipo DIMEP é atração na TOP SERIES

Carro está inscrito na TOP 1 e promete incomodar os modelos de Gran Turismo

Apesar de alinhados no mesmo grid de largada, carros de Gran Turismo e Protótipos têm resultados separados por grupo na TOP SERIES, com as divisões GT e PR. Mas os apaixonados por corridas de longa duração não escondem a expectativa por uma boa briga entre eles na Geral. Na etapa de lançamento da categoria, no circuito de rua do Anhembi, os modelos GT levaram vantagem, mas a disputa pode esquentar nas próximas corridas – é o que prometem os pilotos do Protótipo DIMEP.

O carro, inscrito na TOP 1, chamou bastante atenção durante os treinos e as duas horas de corrida, começando pelo desenho, que faz lembrar as supermáquinas de Le Mans. “É um carro genuinamente de corrida, construído praticamente ‘dentro de casa’, com o suporte da GT Race Cars”, afirma Dimas Pimenta, que dividiu a pilotagem do Protótipo com Rodrigo Pimenta no Anhembi. Na pista de rua, o carro ainda não pôde aproveitar toda a força do motor V8.

“Esse é um carro de 720 cavalos, mas tivemos de limitar a potência em 520 cavalos porque havia uma preocupação com a durabilidade dos semieixos”, revela Dimas Pimenta. Com tudo em ordem, o Protótipo pode começar a mostrar força mesmo diante dos carros de Gran Turismo já na próxima etapa, a primeira válida pelo Brasileiro de Endurance, marcada para o dia 10 de junho, no circuito de Pinhais (PR). As próximas corridas da TOP SERIES terão sempre três horas de duração, com exibição dos principais momentos e transmissão da última hora ao vivo pela Band.

TOP SERIES chega a Pinhais com novidades entre os Protótipos

02/06/2012 18:21

 

 

TOP SERIES chega a Pinhais com novidades entre os Protótipos

Etapa terá a estreia dos bicampeões gaúchos de Endurance e do inglês Stuart Turvey

Fica cada vez mais interessante a lista de inscritos para a segunda etapa da TOP SERIES, marcada para o próximo dia 10 de junho, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). Entre os confirmados, há dois novos Protótipos, nas categorias TOP 1 e TOP 2. O primeiro é o Protótipo MC Tubarão, pilotado pelos bicampeões gaúchos de Endurance, Tiel Andrade e Bruno Justo. O outro, o Scorpion Ford, do piloto inglês Stuart Turvey - primeiro estrangeiro a disputar uma corrida da TOP SERIES.

"O MC Tubarão é um carro totalmente novo, que estreou no mês passado, durante a abertura do Gaúcho de Endurance. Ele foi desenvolvido com base no chassi Metal Moro, mas é quase todo criado pela equipe, incluindo carenagem, suspensão, etc", afirma o chefe de equipe, Carlos Andrade, o Né, irmão de Tiel. "Este é o nono carro que desenvolvemos internamente", acrescenta, destacando o trabalho de oficina, um dos grandes charmes do Endurance.

O motor que equipa o MC Tubarão é um Duratec de 4 cilindros, turbo, que coloca o modelo na categoria TOP 1. E de acordo com Né tem vigor para acompanhar de perto os carros de Gran Turismo - embora os Protótipos tenham resultados e pontuação exclusivos na TOP SERIES, com as classes TOP 1 PR e TOP 2 PR. O carro entrou pela primeira vez na pista na estreia do Gaúcho de Endurance e a dupla Tiel e Bruno fez pole position, melhor volta e venceu em Guaporé.

A corrida de Pinhais marca também a chegada do primeiro estrangeiro à TOP SERIES, o inglês Stuart Turvey, que vai pilotar o Scorpion Ford da KTT Racing, pela TOP 2. Aos 30 anos de idade, Stuart tem passagem pela GT3 Europeia e chegou a correr com o piloto de Fórmula 1, Heikki Kovalainen, nas categorias de base - foram adversários na Fórmula Renault Inglesa. O parceiro de pilotagem dele na TOP SERIES deve ser anunciado nos próximos dias pela KTT Racing.

A equipe tem bagagem nas competições de Endurance e chegou a vencer provas como os 500 km de Londrina e 500 km do Rio de Janeiro em 2005. "Estamos chegando para disputar a temporada inteira da TOP SERIES. Nosso carro foi desenvolvido com base no chassi Dallara de Fórmula 3, então é um carro bem rápido de curva, de aproximação", comenta Evandro Chrockatt, preparador com mais de 40 anos de experiência no automobilismo, que reúne conquistas históricas de Divisão 4 e Super V.

Equipe NC Racing confirma participação em Pinhais

16/05/2012 20:01

Confirmado hoje a participação da equipe NC racing na prova do Top Series em curitiba.

Os carros mais rápidos do Brasil chegam ao Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), no próximo dia 10 de junho, para a etapa que abre a disputa pelo título do TOP SERIES, o novo Brasileiro de Endurance. Com três horas de duração, a corrida promete ser um belo espetáculo para o público local, reunindo no mesmo grid de largada modelos GT2, GT3, GT4 e Protótipos.

A equipe NC racing estará participando com o já vitorioso protótipo MRX duratec 2.0 que no ano de estréia em 2011 acumulou 3 vitórias nas 4 etapas disputadas no certame brasileiro.

 

Veja mais notícias sobre o Top Series e seus super-carros em www.topseries.com.br

 

Top Series abre inscrições para curitiba

16/05/2012 11:57

 

 

TOP SERIES abre inscrições para etapa de Curitiba

Prova será transmitida ao vivo pela Band para todo o Brasil

Os carros mais rápidos do Brasil chegam ao Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), no próximo dia 10 de junho, para a etapa que abre a disputa pelo título da TOP SERIES, o novo Brasileiro de Endurance. Com três horas de duração, a corrida promete ser um belo espetáculo para o público local, reunindo no mesmo grid de largada modelos GT2, GT3, GT4 e Protótipos.

A expectativa dos promotores é repetir o sucesso da prova de lançamento da categoria, realizada há pouco mais de 15 dias, com 24 carros no circuito de rua do Anhembi, em São Paulo (SP). As inscrições para a corrida de Pinhais já começaram e podem ser feitas inicialmente por e-mail: é preciso baixar a ficha de inscrição, que estará disponível na área de Downloads do site da TOP SERIES (www.topseries.com.br).

Depois de preenchida, a ficha deve ser encaminhada para topseries@automaistv.com.br. Nas últimas semanas, a Auto+ Entretenimento, promotora da categoria, tem feito uma série de ações para garantir um grid de largada ainda mais completo e atrativo para a sequência da temporada 2012. Uma delas foi reduzir o preço de inscrição para os Protótipos em Pinhais.

"Pelo tempo de prova, o Endurance permite uma disputa equilibrada e interessante entre carros diferentes, trazendo uma variedade incrível ao grid de largada. A Auto+ quer um campeonato cada vez mais forte e é por isso que continua criando atrativos e abrindo espaço para os pilotos interessados", comenta Marcello Sant’Anna, presidente da Auto+ Entretenimento.

Recentemente, os promotores estiveram presentes em uma etapa do Gaúcho de Endurance, medida que será adotada também em outras provas ou competições de longa duração por todo o Brasil. Para enriquecer cada vez mais o bom grid de largada da TOP SERIES. A etapa de Pinhais, no dia 10 de junho, terá mais uma vez transmissão ao vivo da Band.

Site lançado

15/05/2012 20:00

Nosso novo site foi lançado hoje.

 

Atravéz do novo site da NC Racing voce torcedor ou participante do automoblismo poderá acompanhar as notícias e conhecer mais da equipe genuinamente Sul matogrossense que vem se destacado nas provas de Endurance por todo o brasil.

Itens: 1 - 88 de 88